ESTE SITE ESTÁ À VENDA
Faça sua oferta aqui
 

Por que a Apple comprou a PA Semi

Empresa de Steve Jobs não está — a princípio — interessada em produzir chips nem em concorrer com a parceira Intel.

“Logo antes de anunciar seus desafiador recorde de resultados do segundo trimestre fiscal de 2008, a Apple revelou planos de comprar a PA Semi, empresa projetista de chips especializada em processadores baseados na arquitetura Power da IBM. A notícia motivou uma maré de confusão dentre os observadores: por que a Apple está querendo entrar no negócio de semicondutores após fazer parceria com a Intel em seus sistemas Mac e por que se alinhou com os licenciados da ARM para sua plataforma WiFi móvel do iPhone, principalmente após abandonar o PowerPC em 2006?”, pondera Daniel Eran Dilger em artigo publicado no RoughlyDrafted.

Segundo ele, ao querer incorporar a PA Semi — abreviação de Palo Alto Semiconductor — a Apple não tem a intenção de se tornar produtora de chips, já que a PA Semi apenas projeta chips para serem fabricados por outras empresas. “A PA Semi licenciou a tecnologia da arquitetura Power da IBM para projetar sua série PWRficient de processadores de 64 bits adequados para uso em aplicações que vão de computadores desktop a controladoras de armazenamento em servidores”.

Dilger observa que, segundo o site EETimes, apenas dois dias antes do anúncio de sua aquisição pela Apple a PA Semi comunicou seus clientes de que estava sendo comprada e, por isso, não poderia mais garantir o fornecimento de seus chips. Sem identificar sua nova proprietária, a PA Semi disse-lhes que estava disposta a suprir a clientela em caráter permanente se conseguisse transferir a licença da tecnologia empregada.

“A reportagem [do EETimes] então reiterou que ‘os clientes da PA Semi foram informados de que seu comprador não estava interessado nos produtos da empresa, mas em sua propriedade intelectual e talento de engenharia'”, relata Dilger.

Muito mais detalhes no artigo completo de Dilger.

No momento da finalização deste artigo nosso iTunes tocava:
Fernanda Abreu, Kamikazes do Amor
Esta entrada foi publicada em Notícias e marcada com a tag , , , , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.

5 respostas a Por que a Apple comprou a PA Semi

  1. Ipso Facto disse:

    Agora, a pergunta que não quer calar: o que a Apple pretende fazer com a propriedade intelectual e o talento de engenharia da PA Semi? Façam suas apostas, senhores.

  2. Daniel Carlos disse:

    Mais dinheiro!!! Com essa empresa em posse da Apple, os trabalhos normais dela continuam, mas os lucros agora vão pra maçã!!!

  3. Marcelo disse:

    Será que a manutenção dos softwares na plataforma Universal para os próximos anos reforce a tese de uma possível volta aos processadores Power PC?

  4. F3L1P40 disse:

    Uma boa razao seria o sigilo e a propriedade em relacao ao desenvolvimento e fornecimento de novos perifericos para sua linha de portateis, ja’ que a Apple encontra-se mais exposta sobre a mira de todos no mercado (concorrentes, fornecedores, especuladores da midia, etc) depois do lancamento explosivo do iPhone. O que justifica um faturamento no primeiro quartio desde ano 34% maior que 2007 em meio a uma crise nos USA?
    Resposta: Seu diferencial de inovacao e criacao de tendencia. Steve Jobs nao pode correr o risco de entregar suas ideias durante a concepcao e desenvolvimento de uma nova sacada de hardware de mao beijada para um fornecedor de chips, msmo com um Non Disclosure Agreement assinado. Existe tambem o fato da Apple ter adquirido nos ultimos anos maior experiencia no arquitetura e roadmap dos chips da Intel, o que pode ser aplicado na PA Semi.

  5. Fabricio disse:

    Seria um projeto “What if IF”?

Os comentários estão encerrados.