ESTE SITE ESTÁ À VENDA
Faça sua oferta aqui
 
« iTunes ganha interface 'limpa' e rede social »     ...     « Lançamento de Ping estremece relação entre Apple e Facebook »     ...     « Em tráfego de dados, Android e Linux perdem para aparelhos com iOS »     ...     « Teste de velocidade no iPhone 3G: iOS 4.0 contra iOS 4.1 »     ...     « TIM faz 'degustação' do iPhone 4 a partir de amanhã »     ...     « Rede social da Apple precisa de ajustes »     ...     « Aplicativo para iPad mostra a localização dos centros da Nasa »     ...     « Primeiras impressões: testamos os novos iPods »     ...     « Os 10 melhores programas para Mac »     ...     « Novos iPods Shuffle e Nano chegam ao Brasil em 2 semanas »     ...     « Anatel homologa iPad 3G para venda no Brasil »     ...     « Livraria Saraiva lança plataforma de livros digitais para iPad »     ...     « Loja on-line da Apple supera a marca de 250 mil aplicativos »     ...     « App Store bate novo recorde e mantém liderança isolada no mercado »     ...     « App Store atinge a marca de 6.5 bilhões de downloads »     ...     « Steve Jobs apresenta mudanças no iPod »     ...     « Steve Jobs apresenta versão menor e mais barata da Apple TV »     ...     « Apple cria locadora virtual de filmes e renova linha de iPods nos EUA »     ...     « Apple atualiza linha de iPods, mas deixa Classic de fora »     ...     « Novo iPod Shuffle: os botões estão de volta! »     ...     « Apple apresenta iOS 4.1 com correções para bugs do iPhone 4 e 3G »     ...     « Windows Live Sync (ou será Live Mesh?) chega à plataforma Mac »     ...     « Orquestra de iPads apresenta aplicativo musical »     ...     « Apple planeja utilizar tecnologia em que metais se comportam semelhante ao plástico »     ...     « Capa para iPhone funciona como abridor de garrafa »

 

 

“A RIM está contando com novas imitações do iPhone para reverter essa maré. Ainda que tais modelos alcancem algum sucesso, não há esperança de que consigam replicar o tempero secreto do iPhone”.

 

“Os investidores [da Research In Motion] parece preocupados. As ações da empresa caíram mais de 20% desde que atingiram o pico de US$ 148 cada em junho. E elas mergulharam na semana em que a Apple lançou seu bem mais competitivo e de mais baixo custo iPhone [3G] em 11 de julho”, observa Therese Poletti em artigo publicado no MarketWatch.

Segundo ela, notícias publicadas na blogosfera sobre problemas no modelo do BlackBerry com tela sensível a toque — produto que a empresa canadense nunca anunciou oficialmente — ajudaram a empurrar ainda mais para baixo as ações da RIM. “Mas o BlackBerry com tela sensível a toque é real o bastante para os acionistas da RIM e para Wall Street, onde muitos analistas já previram o lançamento do produto pela empresa. Na segunda-feira, um representante da RIM não quis comentar os rumores”.

Poletti diz que tais rumores sobre um produto que a empresa nunca alegou ter contribuíram para que cerca de US$ 14 bilhões de seu valor de mercado simplesmente evaporassem.

“‘A RIM está contando com novas imitações do iPhone para reverter essa maré’, escreveu Charlie Worf, analista da Needham & Co. que rebaixou as ações da RIM dando-lhes indicação de venda há duas semanas. ‘Ainda que tais modelos alcancem algum sucesso, não há esperança de que consigam replicar o tempero secreto do iPhone — a estreita integração entre hardware e software que cria uma experiência de uso única'”, relata Poletti.

Para ela, parece que RIM e Apple estão em rota de colisão. “O novo iPhone 3G da Apple agora representa uma ameaça ainda maior à RIM e seus leais usuários corporativos, que se referem a seus aparelhos como CrackBerries. A última versão do software do iPhone tem mais funções úteis para as empresas em um pacote mais suave. O diretor-presidente da Apple, Steve Jobs, aumentou a agonia do BlackBerry escolhendo-o diretamente — e publicamente — como seu principal alvo na corrida para expandir a base de usuários do iPhone. Quando a empresa anunciou pela primeira vez planos para melhorar o software do iPhone, em março, Jobs comparou especificamente o crescente mercado do iPhone ao do entrincheirado BlackBerry”.

De acordo com ela, não é coincidência que a aguda queda nas ações da RIM tenha acontecido poucos dias depois da divulgação de notícias de que a Apple vendeu 1 milhão de unidades no primeiro fim de semana de vendas do iPhone 3G. “O aparelho continua a vender feito pãozinho quente. As lojas ainda estão enfrentando filas e muitas esgotam seus estoques diariamente”.

Mais detalhes no artigo completo de Poletti.

Tags:, , , ,
 

Fuja do lugar comum: venha para o AppleMania!

 

5 comentários para “MarketWatch: RIM parece vulnerável ao iPhone 3G”
  1. Ipso Facto disse:

    Mike Lazaridis e Jim Balsillie, os dois caras por trás da RIM, fizeram um ótimo trabalho quando toda sua concorrência se compunha de aparelhos medíocres. Eles não tinham que encarar um líder do calibre de Steve Jobs e uma empresa inovadora como a Apple.

    De certa forma, o que a Apple está fazendo a empresas como a RIM chega a ser de uma triste crueldade, mas tem seu lado bom: é necessário para o progresso. É o que acontece quando um paradigma é quebrado. Então o restante fica paralisado como gato ofuscado pelos faróis de um carro avançando contra ele em alta velocidade. Sua melhor reação até o momento tem sido produzir imitações miseravelmente falhas em funcionalidade e facilidade de uso.

    A RIM ainda domina o mercado, mas já assumiu a postura de perdedora ao teimar em lançar modelos baseados no mesmo projeto, como um carro que recebe uma carroceria nova sobre chassi e motor velhos na esperança de que ninguém note que essas “novidades” não tem interface multitoque, nem a mesma facilidade de uso, nem o mesmo apelo do iPhone. Movimentos desesperados como esse só conseguem empurrar RIM e correlatas em direção ao fracasso (veja o que aconteceu com a concorrência do iPod).

    Um recado à RIM et al: aqueles usuários incapazes de distinguir o iPhone verdadeiro das imitações que vocês estão produzindo bem provavelmente têm uma renda muito menor que os que conseguem. Portanto, sua única esperança de sobrevivência é derrubar os preços de suas imitações até o chão. Boa sorte!

  2. Pablo Melo disse:

    Eu tenho um Blackberry e uma outra linha com um Samsung Upstage, que vou trocar em breve para um iPhone.

    O iPhone pode ter milhares de coisas legais, mas quando o assunto é trabalho, eu não dispenso meu confiável e fácil-de-usar Blackberry, que funciona como acesso a Internet para meu laptop quando viajo, meu GPS, que sabe onde está engarrafado e planeja a melhor rota, fugindo dos congestionamentos, meu leitor de e-mails, para o MSN e Google Talk e, por último, mas de mesma importância, minha agenda.

    O Blackberry não tem multitouch, mas tem teclado. Já pensou se você não tivesse teclado em seu computador e tivesse que digitar em cima de um painel de cristal líquido multi-touch? O que para alguns é a coisa mais ‘cool’, imaginável, é um desastre ergonômico. O feedback na digitação é super importante e muita gente parece ignorar isso.

  3. Lucas (luke) disse:

    Eu tenho um iPod Touch, que tem a mesma tela e conseqüentemente o mesmo teclado.

    Já usei teclados de celular e estes são horríveis. No iPhone você ganha, sim, um feedback: os “cliques” e a versão maior do caracter pressionado são suficiente feedback para mim. Hoje me sinto totalmente acostumado com o teclado.

  4. […] Clique aqui para ler o artigo completoAppleMania – 29 jul. 2008“A RIM está contando com novas imitações do iPhone para reverter essa maré. Ainda que tais modelos alcancem algum sucesso, não há esperança de que consigam … […]

  5.  

 

Copyright © 2007-2010 AppleMania.info. Todos os direitos reservados.
A correta visualização deste site requer navegador compatível com os mais elevados padrões da Internet e está assegurada com os navegadores
Apple Safari, Google Chrome, Mozilla Firefox, Mozilla SeaMonkey, KDE Konqueror e Opera em resolução mínima de 1024 x 768.