ESTE SITE ESTÁ À VENDA
Faça sua oferta aqui
 
« iTunes ganha interface 'limpa' e rede social »     ...     « Lançamento de Ping estremece relação entre Apple e Facebook »     ...     « Em tráfego de dados, Android e Linux perdem para aparelhos com iOS »     ...     « Teste de velocidade no iPhone 3G: iOS 4.0 contra iOS 4.1 »     ...     « TIM faz 'degustação' do iPhone 4 a partir de amanhã »     ...     « Rede social da Apple precisa de ajustes »     ...     « Aplicativo para iPad mostra a localização dos centros da Nasa »     ...     « Primeiras impressões: testamos os novos iPods »     ...     « Os 10 melhores programas para Mac »     ...     « Novos iPods Shuffle e Nano chegam ao Brasil em 2 semanas »     ...     « Anatel homologa iPad 3G para venda no Brasil »     ...     « Livraria Saraiva lança plataforma de livros digitais para iPad »     ...     « Loja on-line da Apple supera a marca de 250 mil aplicativos »     ...     « App Store bate novo recorde e mantém liderança isolada no mercado »     ...     « App Store atinge a marca de 6.5 bilhões de downloads »     ...     « Steve Jobs apresenta mudanças no iPod »     ...     « Steve Jobs apresenta versão menor e mais barata da Apple TV »     ...     « Apple cria locadora virtual de filmes e renova linha de iPods nos EUA »     ...     « Apple atualiza linha de iPods, mas deixa Classic de fora »     ...     « Novo iPod Shuffle: os botões estão de volta! »     ...     « Apple apresenta iOS 4.1 com correções para bugs do iPhone 4 e 3G »     ...     « Windows Live Sync (ou será Live Mesh?) chega à plataforma Mac »     ...     « Orquestra de iPads apresenta aplicativo musical »     ...     « Apple planeja utilizar tecnologia em que metais se comportam semelhante ao plástico »     ...     « Capa para iPhone funciona como abridor de garrafa »

 

 

Uso de computadores da plataforma Macintosh, da Apple, aumentou de 1,1% em outubro de 2006 para 4,5% em junho deste ano nas empresas dos EUA.

 

“O sucesso da Apple com o consumidor começou a se espalhar pelas empresas com a adoção do Mac dentre usuários corporativos quadruplicando em menos de dois anos”, relata David Zeiler em artigo publicado no site do jornal The Baltimore Sun.

Zeiler conta que o uso de computadores da plataforma Macintosh, da Apple, aumentou de 1,1% em outubro de 2006 para 4,5% em junho deste ano nas empresas dos EUA, segundo dados levantados pelo analista Benjamin Gray, da firma de pesquisa de mercado Forrester Research.

“Uma variedade de percepções teimosas fizeram do Mac uma plataforma pária na empresa. Os PCs Windows eram mais baratos. Os departamentos de TI não queriam dar suporte a uma segunda plataforma ou lidar com problemas de integração em uma rede Mac-Windows. Muitos não gostavam do Mac simplesmente porque era produzido por apenas um fabricante, o que significava não haver competição de preços nem fabricante substituto em caso de fechamento da Apple”, observa Zeiler.

Ao mesmo tempo, nota ele, a Apple virtualmente não se empenhava em promover o Mac no ambiente corporativo, preferindo quase sempre associar sua identidade à de empresa de tecnologia para o consumidor doméstico. “Considerando o explosivo crescimento da Apple em anos recentes, é difícil opor-se a tal estratégia. Em algum momento, esse esforço de ganhar consumidores, particularmente com sua ênfase na facilidade de uso, começou a fazer adeptos na empresa”.

Para ele, foi a adoção de processadores da arquitetura adotada pela Intel, permitindo ao Mac rodar Windows, nativamente ou virtualizado, que conferiu ao Mac a versatilidade necessária para eliminar grande parte do risco visto pelos executivos de TI associado à adoção do Mac.

“A Apple na verdade convenceu os clientes corporativos a adotar o iPhone ao decidir dar suporte ao Microsoft Exchange, usado por muitas empresas para fazer seu e-mail funcionar. Muitos executivos antes leais ao [smartphone] BlackBerry, da Research In Motion, agora possuem iPhones e começaram a incentivar seu pessoal de TI a dar suporte a eles em suas empresas. Uma vez que o iPhone roda [o sistema operacional do Macintosh] Mac OS X, dar suporte ao Mac não representa um grande salto”, comenta Zeiler.

Zeiler nota também que o estudante de hoje — que está cada vez mais preferindo o Mac ao PC/Windows — é o jovem trabalhador de amanhã, significando que levará sua cultura de usuário de Mac para a empresa. “Relatório divulgado no início deste mês pela firma de pesquisa de mercado IDC disse que a Apple reconquistou da Dell a liderança em vendas de laptops, com 36,5% do mercado. A Dell afundou para 27,1%”.

“Imagine o que aconteceria se a Apple realmente se empenhasse em promover o Mac nas empresas”, finaliza Zeiler.

Mais detalhes no artigo completo de Zeiler.

Tags:, , , , , ,
 

Fuja do lugar comum: venha para o AppleMania!

 

13 comentários para “Adoção do Mac na empresa quadruplica em menos de dois anos”
  1. Ipso Facto disse:

    Eis os fatos:

    Com o Windows você se torna virtualmente refém de um único fabricante de sistema operacional. PCs/Windows não oferecem escolha, apenas uma ilusão de escolha. (Claro, você sempre pode confrontar os diferentes fabricantes em busca de economizar alguns trocados, mas não poderá economizar depois para comprar/assinar soluções de “segurança”, dar suporte etc., etc. Enquanto isso, pesquisa da Nucleus Research comprovou que os Macs têm 1/3 menos problemas, que são resolvidos 30% mais rápido.)

    O Mac é o único que lhe dá a escolha de rodar Mac OS X, Windows, Linux, Unix, BeOS e qualquer outro sistema operacional da plataforma x86. Eis porque não há “escolha” ao preferir um PC/Windows em lugar do Mac. Portanto, ou você opta por um hardware superior que verdadeiramente lhe dá opções ou torna-se refém de um hardware inferior rodando Windows em PCs limitados em escolhas.

    Tenha em mente que a Apple é uma empresa altamente lucrativa, há décadas no negócio e com um valor de mercado três vezes maior que o da Dell. Comparada a esta, a Apple não luta desesperadamente por economizar cada níquel possível em componentes mais baratos, nem precisa demitir sua força de trabalho para manter-se em pé, nem inunda plateleiras de redes varejistas tentando camuflar sua palpável falta de margem de lucro. O lema da Dell é: “Vamos vender muito explorando os ignorantes”. Legal, mas isso não deixa muita margem para erros, Mikey. Cuidado, viu? Não erre!

    Agora dirijo-me ao Sr. Gerente de TI: você não se sente um perfeito geriatra tomando conta de todos aquelas centenas de PCs da IBM (defunta) ou AST (defunta) ou Compaq (defunta) ou de qualquer outra marca que veio e se foi durante a história da Apple? Que boa “escolha”, né? Se, para o futuro, você quiser escolher o único computador que ainda estará plenamente operacional e suportável daqui a uma década, sua melhor escolha é o Mac. Só ele é capaz de rodar a maior biblioteca de software do mundo e a maior variedade possível de sistemas operacionais, dando-lhe realmente opções de escolha. Além disso, é o que funciona melhor com aquele seu iPhone novinho. 😉

  2. WinXP disse:

    Fatos? Ora, estamos no Brasil, Ipso Flato. Tente convencer um (um unzinho só) contador a adotar Mac em sua área de trabalho.

    Verdade seja dita (eu milito nesse ambiente), Mac ainda deixa a desejar e muito nessa área e tudo indica que continuará assim por muito tempo… Se for para adotar processador Intel (Windows) posso fazer isso com qualquer pc frankeinsten e a um custo muiiito mais baixo.

    Menos tietagem e mais realidade, por favor! 😉

  3. Lucas (luke) disse:

    Se você diz que o Mac deixa a desejar, certamente nunca usou outro SO. Independentemente do trabalho ou casa, o windows é uma afronta a inteligência humana, com preços absurdos (ah, claro, mas a Apple sempre faz coisas caras!), arquitetura pífia, códigos raíz de dez anos, interface horrenda e recursos incompletos, cópias de recursos de Sistemas Operacionais superiores.

  4. Digger disse:

    Olá WinXP!

    Veja, seu comentário não é imaturo (como muitos que vi por aqui), mas sim um comentário ingênuo (para não dizer ignorante – mas sem o desejo de te ofender, por favor). Seu foco está errado. Você não pode culpar a Apple o e Mac OS X por algo que não depende deles. Não é o fato de existirem poucos progamadores, no Brasil, criando soluções para o Mac, que isso torna o Mac menos atrativo (ou o torna menos capaz).

    Concordo que hoje, no Brasil, não conseguimos encontrar programas específicos para o Leopard (como os de contabilidade, para supermercados, etc) com a mesma facilidade que os encontrados para Windows. Mas isso não diminui a superioridade da plataforma. Para os empreendedores, isso é apenas mais um “horizonte a ser explorado”.

    Se deseja contar essa facilidade de encontrar programas específicos para Windows como uma vantagem, pois que seja. Mas ainda assim, o Leopard continua ganhando por um placar de 15 x 1. 😉

  5. emerson disse:

    Eu desenvolvo sistemas há 10 anos, tenho um mac há 2.
    Se alguém quiser algo no mac, fale comigo.
    Será que sou o único que desenvolve para Apple ?

  6. Livio disse:

    Eu pensava que números não importavam aqui! [1053]

  7. Arthur disse:

    Eu pensava que números não importavam aqui! [1054]

  8. WinXP disse:

    Digger, eu USO Mac em casa (no escritório somente PC) e acho que v. entendeu mal o que escrevi… Em momento algum falo mal da Apple mas sim da REALIDADE que é a falta de aplicativos comerciais (e não aqueles encomendados que são caros e, por conjuntura, nem sempre resolvem as necessidades). O próprio IRPF que tem uma versão para Mac OS X é incompleto se comparado com o da versão Windows e nada oferece quando se trata de IRPJ.
    Claro que a culpa disso é o baixíssimo índice de uso desta plataforma no Brasil (portanto não haveria ganho de escala) e não creio que isso mude por muito tempo, ainda que alguns deslumbrados fiquem cegos pelo fanatismo.

    Outro fato a considerar-se é que estamos tratando (eu, pelo menos) de aplicativos que não costumam mudar radicalmente, portanto um frankeisntein dá sim conta do recado e por muiiito tempo. Falo isso de cátedra!

    Quanto ao Skywalker, moço baixe a bola e cresça… Minha paciência é curtíssima com macacas de auditório.

  9. F3L1P40 disse:

    WinXp, concordo contigo no presente e no passado mas discordo quanto ao futuro, pois até a Receita Federal Brasileira começou a disponibilizar software para o OS do Mac. Dê uma olhada na crescente disponibilidade de softwares para Mac nos sites VersionTracker e MacUpdate. Até a revista PC World tem agora um espaço dedicado para a plataforma… Os principais players de mídia do mercado, VoIPs, Messengers, P2Ps, Browsers, etc têm sua versão para Mac.

  10. WinXP disse:

    Pombas, será que estou escrevendo grego aqui? Estou tratando de BRASIL e se nem temos um dicionário em português ainda (o Aurélio parou no tempo do System 9 e sua editora não dá a mínima para o mercado Macintosh) o que dizer de aplicativos de menor destaque no mercado?!

    Freqüento HÁ ANOS (uso Mac em casa há quase duas décadas) os dois serviços que v. citou e o que vejo por lá é lançamento e atualizações de muitos aplicativos, em especial americanos, e não me lembro de ter visto um só que fosse que tivesse relação com os que citei (ou alguma relação com as exigências da legislação brasileira) e, INSISTO, não acredito que isso vá mudar tão cedo (isso era pra ontem)… Entendo bem do que estou tratando aqui!

    Ah, para quem não percebeu, o codinome WinXP que uso é mais uma ironia que satisfação pelo uso da plataforma se bem que alguns, mais afoitos, queiram ou não ela ainda facilita o meu dia a dia e, certamente, o de muitos mais. 😉

    Perdoe o desabafo e sem ofensas, Felipe, mas como escrevi antes, essa tietagem (e até xiitismo em alguns casos) leva a nada!

  11. F3L1P40 disse:

    WinXP, tranquilo… Existe sim, é fato, um culto quase religioso de adoração pela marca, admito também minha participação quase inconsciente nesta tietagem coletiva nascida, eu creio, pelo vislumbre aos diferenciais e detalhes que os produtos da Apple oferecem. Agora, não concordo que o passado deve seguir como regra ao futuro para a Apple, mesmo tendo uma fração da sua extensa experiência na plataforma. Uma razão é que a Apple não tinha a visibilidade e abrangência de mercado que tem hoje, graças aos seus produtos “Trojans” como o iPod e recentemente iPhone, desmotivando o desenvolvedor. As variáveis de hoje no ambiente de negócios também são outras, como a mudança de estratégia da Apple com a abertura do SDK, o grande número de usuários plugados na net, a loja iTunes, o crescimento da Apple no meio corportativo, a questão da produtividade em relação a abolição de softwares para monitoramento de pragas eletrônicas, a maior atratividade e acessibilidade da plataforma pelos desenvolvedores, o recente interesse da Intel de ser parceiro da Apple, dentre outros…
    Como usuário Mac, vejo está tendência com grande preocupação, já que um possível massificação da plataforma irá trazer também alguns incômodos encontrados no ambiente Windows.

    para quanto ao desenvolvimento de grande admiração pela gestão administrativa de Steve Jobs

  12. F3L1P40 disse:

    Correção do comentário anterior.

    WinXP, tranquilo… Existe sim, é fato, um culto quase religioso de adoração pela marca, admito também minha participação quase inconsciente nesta tietagem coletiva nascida, eu creio, pelo vislumbre aos diferenciais e detalhes que os produtos da Apple oferecem. Agora, não concordo que o passado deve seguir como regra ao futuro para a Apple, mesmo tendo uma fração da sua extensa experiência na plataforma. Uma razão é que a Apple não tinha a visibilidade e abrangência de mercado que tem hoje, graças aos seus produtos “Trojans” como o iPod e recentemente iPhone, o que desmotivava o desenvolvedor. As variáveis de hoje no ambiente de negócios também são outras, como a mudança de estratégia da Apple com a abertura do SDK, o grande número de usuários plugados na net, a loja iTunes, o crescimento da Apple no meio corporativo, a questão da produtividade em relação a abolição de softwares para monitoramento de pragas eletrônicas, a maior atratividade e acessibilidade da plataforma pelos desenvolvedores, o recente interesse da Intel de ser parceiro da Apple, dentre outros…
    Como usuário Mac, vejo esta tendência de crescimento e disponibilidade de aplicativos com grande preocupação, já que um possível massificação da plataforma irá trazer também alguns incômodos encontrados no ambiente Windows. Por outro lado, tenho grande admiração pela gestão administrativa e competência de Steve Jobs, aprendendo muito mais ao acompanhar de longe suas jogadas e decisões do que alguns cursos presenciais de MBA que frequentei em escolas de prestígio.

  13. Tião disse:

    Achei o raciocínio do WinXP bem realista e, realmente, esta “tietagem” torra a paciência dos veteranos. No passado usávamos esta plataforma sem alarde… Meu primeiro Mac foi um Performa 630CD (antes disso usava Apple II).

    Quanto ao ponto de vista do moço aí em cima (desculpe, mas não entendi o seu nome) concordo plenamente quando se diz preocupado com o “monitoramento de pragas eletrônicas”.

    Claro que o ponto de vista da Apple é outro, mas nada melhor que o nicho de antes para o usuário!

    E parabéns ao WinXP pela paciência e elegância ao dialogar com o Digger que dá uma no casco e outra na ferradura.

  14.  

 

Copyright © 2007-2010 AppleMania.info. Todos os direitos reservados.
A correta visualização deste site requer navegador compatível com os mais elevados padrões da Internet e está assegurada com os navegadores
Apple Safari, Google Chrome, Mozilla Firefox, Mozilla SeaMonkey, KDE Konqueror e Opera em resolução mínima de 1024 x 768.