ESTE SITE ESTÁ À VENDA
Faça sua oferta aqui
 
« iTunes ganha interface 'limpa' e rede social »     ...     « Lançamento de Ping estremece relação entre Apple e Facebook »     ...     « Em tráfego de dados, Android e Linux perdem para aparelhos com iOS »     ...     « Teste de velocidade no iPhone 3G: iOS 4.0 contra iOS 4.1 »     ...     « TIM faz 'degustação' do iPhone 4 a partir de amanhã »     ...     « Rede social da Apple precisa de ajustes »     ...     « Aplicativo para iPad mostra a localização dos centros da Nasa »     ...     « Primeiras impressões: testamos os novos iPods »     ...     « Os 10 melhores programas para Mac »     ...     « Novos iPods Shuffle e Nano chegam ao Brasil em 2 semanas »     ...     « Anatel homologa iPad 3G para venda no Brasil »     ...     « Livraria Saraiva lança plataforma de livros digitais para iPad »     ...     « Loja on-line da Apple supera a marca de 250 mil aplicativos »     ...     « App Store bate novo recorde e mantém liderança isolada no mercado »     ...     « App Store atinge a marca de 6.5 bilhões de downloads »     ...     « Steve Jobs apresenta mudanças no iPod »     ...     « Steve Jobs apresenta versão menor e mais barata da Apple TV »     ...     « Apple cria locadora virtual de filmes e renova linha de iPods nos EUA »     ...     « Apple atualiza linha de iPods, mas deixa Classic de fora »     ...     « Novo iPod Shuffle: os botões estão de volta! »     ...     « Apple apresenta iOS 4.1 com correções para bugs do iPhone 4 e 3G »     ...     « Windows Live Sync (ou será Live Mesh?) chega à plataforma Mac »     ...     « Orquestra de iPads apresenta aplicativo musical »     ...     « Apple planeja utilizar tecnologia em que metais se comportam semelhante ao plástico »     ...     « Capa para iPhone funciona como abridor de garrafa »

 

 

Professor tenta reproduzir filme comprado na loja iTunes em um dos novos MacBooks de alumínio ligado a um projetor, mas iTunes recusa-se alegando que projetor não está autorizado a exibir o filme.

 

“High Definition Content Protection (HDCP) — você pode não suportar isso, mas praticamente não pode mais comprar nenhum produto compatível com vídeo de alta definição sem isso. Embora o HDCP seja mais usado em aparelhos como tocadores Blu-ray, TVs de alta definição, laptops com recurso HDMI e até no Apple TV para manter conteúdo protegido encriptado entre os pontos A e B, parece que os novos MacBooks de alumínio (e presumivelmente o MacBook Pro) da Apple estão usando o HDCP para proteger mídia da iTunes Store também”, diz David Chartier em artigo publicado no Ars Technica.

Chartier conta que quando seu amigo John, que é professor de uma escola de segundo grau, tentou reproduzir o filme Hellboy 2 no projetor de sua sala de aula com um dos novos MacBooks de alumínio na hora do almoço, recebeu a seguinte mensagem de erro:

“John estava usando um adaptador Mini DisplayPort-to-VGA ligado a um projetor Sanyo integrante do sistema Promethean de sua sala. Estranhamente, apenas alguns filmes da loja iTunes parecem conter a proteção HDCP, pois outros filmes comprados nela, como Stargate: Continuum e a segunda temporada de Heroes podem ser reproduzidos normalmente. Tentativas de reproduzir o Hellboy 2 ou outros filmes com HDCP via QuickTime com o projetor ligado ao MacBook também foram negadas”, revela Chartier.

Mais detalhes no artigo completo de Chartier.

Tags:, , , ,
 

Fuja do lugar comum: venha para o AppleMania!

 

11 comentários para “Novos MacBooks utilizam DRM para proteger conteúdo do iTunes”
  1. Ipso Facto disse:

    Veja você a encrenca em que Steve Jobs se meteu:

    Ao defender o fim do DRM na música digital, Jobs disse ao mundo ser favorável à extinção das tecnologias de proteção que na verdade só representam um inconveniente aos legítimos e honestos usuários pagantes de mídia digital, enquanto os ladrões da propriedade intelectual alheia riem e fazem cópias à vontade sem serem impedidos pelo DRM que deveria ser eficiente contra eles.

    Por outro lado, como maior acionista individual da Disney, Jobs precisa jogar o jogo de Hollywood, implementando toda proteção contra cópia possível.

    É fato que algo precisa ser feito para evitar o roubo de propriedade intelectual e garantir a justa e merecida remuneração a toda a cadeia produtiva cultural, do artista ao vendedor. Mas o DRM provou não ser eficaz contra os larápios digitais e só representa um tormento para o consumidor pagante honesto. O caso acima é prova disso. Precisa-se pensar em outra coisa.

  2. Knux disse:

    bom, eu estava pensando em trocar meu macbook branco pelo alumínio… infelizmente, a apple acaba de morrer para mim nesse momento… o dia que eu tiver que trocar minha máquina, terei de analizar outras opções.

  3. Knux disse:

    acaba de morrer nesse momento, santo pleonasmo batman…

    bom, vocês pegaram a idéia…

  4. Diggs disse:

    Bobagem, Knux! Isso só serve para conteúdo comprado na Itunes Store, quantos filmes vc tem comprado na Itunes Store últimamente?

    Ipso Facto, não adianta mais procurar formas de se proteger os direitos autorais. O que se deve pensar em outras formas de se ganhar dinheiro com uma obra. Como o exemplo do Naúfrago que foi um filme encomendado pela FEDEX. A receita do filme já estava garantida, a bilheteria foi só um reforço. É ai que mora a base da produção cultural do futuro. Salas de cinema que proporcionem vivências que o computador não possa proporcionar, tb é uma boa idéia…

    Se o Jobs precisar de ajuda, eu topo ser o consultor dele. 🙂

  5. Knux disse:

    Diggs,

    E de que outra maneira veremos conteúdo HD nos macs senão pelo iTunes, sendo que não tem blu-ray no mac?

    Outra, se um dia tiver blu-ray, com certeza será no mesmo esquema…

    Fora a questão de princípio… é meu computador caramba, se eu quise ligar saída da HDMI numa tomada 220 e queimar, eu posso, é meu… eu tenho o poder sobre ele, não quero ninguém falando se eu posso ou não ligar minha máquina numa tv ou num projetor…

    Como Ipso Facto bem lembrou, isso só incomoda usuários lícitos… eu lá tenho cara de quem vai ficar ripando filme pra vender na rua?! Com relação ao resto do que ele falou, estou mais com você mesmo… esse lance de proteger os direitos autorais é inerente de um modelo de negócio desatualizado, precisam criar coisas novas, legais, por um preço acessível e que atraiam o público. Eu acho que o maior rombo nas contas das gravadoras e produtoras é a falta de criatividade, não a pirataria.

    Abraços

  6. algerman disse:

    Bom, quem sabe com a negra crise que se alastra, este pessoal entenda que este modelo de negócio está condenado, como dizem, façam da crise uma oportunidade!
    PS> falando nisso, cadê o iTunes store para os brasileiros? Cheguei a pensar que com o iPhone chegando…

  7. rc_pc disse:

    Acho que o Jobs está exagerando, muita exigencia e restrição afasta os usuários. Ainda bem que meu macbook é novo e não pretendo troca-lo nestes próximos 2 anos. Senão estaria vendo outras opções.

  8. Johnny Bravo disse:

    Acho que o Jobs está exagerando, muita exigencia e restrição afasta os usuários.

    Jobs não está exigindo nada. A exigência não é dele, e sim dos produtores de mídia (Hollywood e gravadoras). Essa é a regra para que a Apple seja autorizada a vender a mídia que eles produzem.

    Tanto é que Jobs defende o fim do DRM.

    Portanto, sua queixa, a do Knux e etc. deve ser contra o cartel da mídia, não contra a Apple. O DRM existe não por iniciativa dela, e sim desse cartel.

    O problema é que eles já deveriam ter percebido que a exigência não funciona. Estão demorando demais para notar que a pilantragem de plantão está rindo da debilidade deles em tentar frear a pirataria e quem paga o pato por isso é o consumidor honesto.

  9. rc_pc disse:

    @Jobs não está exigindo nada
    Isto será verdade se os outros fabricantes (Sony, HP,etc) procederem da mesma maneira.

  10. Lucas (luke) disse:

    Ok, Knux, tchau. Talvez quando você se deparar com um ruindows 7 em uma loja aí você mude de idéia…

    Mais uma vez, obrigado por jogar a culpa na Apple sem motivo, ela tinha que fazer isso para poder continuar vendendo filmes…
    Aliás, os projetores e monitores externos mais modernos (não VGA) podem rodar tais filmes pois eles tem “permissão”.
    Como VGAs não são capazes de rodar filmes HD em HD, e aparentemente tal proteção só se aplica a certos filmes, sendo que todos são HD, então de repente essa reclamação toda aí mais parece com choradeira…

    Não que eu seja a favor disso, mas pra jogar tudo pra cima da Apple como se a culpa fosse dela tem é que ter cara-de-pau.

    Ah, e lá no AppleInsider também tem um monte de gente “Adeus Apple, essa foi a gota da água, vou migrar, blá blá blá…).
    O interessante é que certos usuários notaram que vários daqueles disbandadores disseram a mesma coisa quando a Apple matou o SCSI, o disquete, o OS 9…

    Peraí, e não era esse povão mesmo que queria Blu-ray nos Macbooks? Será que eles esqueceram que essa proteção seria necessária caso a Apple fizesse uso do Blu?

    rc_pc, a Microsoft já o fez. Faz tempo.

  11. Johnny Bravo disse:

    Ah, e lá no AppleInsider também tem um monte de gente “Adeus Apple, essa foi a gota da água, vou migrar, blá blá blá…).
    O interessante é que certos usuários notaram que vários daqueles disbandadores disseram a mesma coisa quando a Apple matou o SCSI, o disquete, o OS 9…

    Não esqueça da “heresia das heresias”: processador Intel no Mac. Deve ter havido neguinho que tentou suicídio por causa disso.

    Já saquei qual é a do Knux: uma patologia que na minha terra se identifica pela sigla NA (Necessidade de Aparecer).

  12.  

 

Copyright © 2007-2010 AppleMania.info. Todos os direitos reservados.
A correta visualização deste site requer navegador compatível com os mais elevados padrões da Internet e está assegurada com os navegadores
Apple Safari, Google Chrome, Mozilla Firefox, Mozilla SeaMonkey, KDE Konqueror e Opera em resolução mínima de 1024 x 768.
Get Adobe Flash player