ESTE SITE ESTÁ À VENDA
Faça sua oferta aqui
 
« iTunes ganha interface 'limpa' e rede social »     ...     « Lançamento de Ping estremece relação entre Apple e Facebook »     ...     « Em tráfego de dados, Android e Linux perdem para aparelhos com iOS »     ...     « Teste de velocidade no iPhone 3G: iOS 4.0 contra iOS 4.1 »     ...     « TIM faz 'degustação' do iPhone 4 a partir de amanhã »     ...     « Rede social da Apple precisa de ajustes »     ...     « Aplicativo para iPad mostra a localização dos centros da Nasa »     ...     « Primeiras impressões: testamos os novos iPods »     ...     « Os 10 melhores programas para Mac »     ...     « Novos iPods Shuffle e Nano chegam ao Brasil em 2 semanas »     ...     « Anatel homologa iPad 3G para venda no Brasil »     ...     « Livraria Saraiva lança plataforma de livros digitais para iPad »     ...     « Loja on-line da Apple supera a marca de 250 mil aplicativos »     ...     « App Store bate novo recorde e mantém liderança isolada no mercado »     ...     « App Store atinge a marca de 6.5 bilhões de downloads »     ...     « Steve Jobs apresenta mudanças no iPod »     ...     « Steve Jobs apresenta versão menor e mais barata da Apple TV »     ...     « Apple cria locadora virtual de filmes e renova linha de iPods nos EUA »     ...     « Apple atualiza linha de iPods, mas deixa Classic de fora »     ...     « Novo iPod Shuffle: os botões estão de volta! »     ...     « Apple apresenta iOS 4.1 com correções para bugs do iPhone 4 e 3G »     ...     « Windows Live Sync (ou será Live Mesh?) chega à plataforma Mac »     ...     « Orquestra de iPads apresenta aplicativo musical »     ...     « Apple planeja utilizar tecnologia em que metais se comportam semelhante ao plástico »     ...     « Capa para iPhone funciona como abridor de garrafa »

 

 

Quando vêem o sucesso do iPhone, os executivos da Microsoft fazem uma conexão superficial com computadores sensíveis a toque e acham que faz muito sentido. Não faz.

 

“Dentre os geeks da informática de uma certa idade a Microsoft sempre foi sinônimo de mal do mundo. Acho que isso é dar à Microsoft mais crédito do que merece. Para mim, ela é simplesmente sem noção”, diz Cliff Mason em artigo publicado no site da CNBC.

Mason chama a atenção para este artigo do The Wall Street Journal sobre a aposta da Microsoft na tecnologia de sensibilidade a toque e no investimento de US$ 24 milhões de dólares em uma empresa israelense que desenvolve hardware sensível a toque para computadores e está integrando o Windows 7 em PCs dotados dessa tecnologia.

“O artigo destaca que eles esperam que PCs com tela sensível a toque sejam a próxima grande novidade com potencial de, pelo menos parcialmente, dispensar o uso do mouse. Isso simplesmente não vai acontecer. Não sou o maior entendido em tecnologia no mundo, mas já gastei boa parte de minha vida sentado em frente a um computador. E, sob minha perspectiva em frente a um monitor, é totalmente óbvio que PCs com tela sensível a toque nunca serão mais que um nicho de mercado”, comenta Mason.

Ele observa que o sucesso do iPhone sempre é citado em artigos como o do WSJ como evidência de que computadores com tela sensível a toque são a próxima sensação da informática. “Esse é o tipo de raciocínio que soa convincente até que você pensa sobre como as pessoas usam tecnologia. Um smartphone não é um computador. Adoro a Apple e adoro meu iPhone, mas ele não é o arauto da revolução da tela sensível a toque”.

Mason destaca que, num computador, as coisas não funcionam como num smartphone. “O mouse veio para ficar porque, exceto para um bem limitado número de aplicações, substituí-lo por uma tela sensível a toque não é uma evolução. Quando muito, torna o uso menos eficiente. Considere o seguinte: O monitor de meu laptop tem 15 polegadas. Meu trackpad tem, talvez, 3 polegadas. Posso escorregar meu dedo pelas 3 polegadas da superfície e mover o ponteiro por todas as 15 polegadas da tela — e isso com um trackpad, não com um mouse. Em uma tela sensível a toque eu teria que mover todo meu braço por toda a superfície da tela só para arrastar e soltar alguma coisa. É simples geometria. E não esqueça de que todas as coisas legais que se pode fazer em uma tela sensível a toque, como usar seus dedos para pinçar ou rotacionar, já podem ser feitas usando os trackpads multitoque da linha mais recente de laptops MacBook da Apple. É como ter uma tela sensível a toque, só que menor e mais fácil de usar! Se a era do mouse realmente está no fim, então é apenas porque a Apple desenvolveu um trackpad mais conveniente de usar que um mouse”.

Além disso, aponta Mason, mesmo que PCs com tela sensível a toque venham a se revelar mais fáceis de usar que o mouse, não significa que sequer chegarão próximo de substituí-lo. “Todo mundo que já aprendeu a usar um computador nos últimos 25 anos sabe como fazê-lo usando um mouse. Há toda uma geração de pessoas para quem apontar e clicar com um mouse é algo até mais natural que escrever com uma caneta. Uma vez que algo se torne assim tão difundido e convencional, é muito difícil substituí-lo”.

Mason diz não esperar que os executivos da Microsoft compreendam isso. “Eles não cresceram com os PCs. Não sabiam como usar um mouse quando estavam na pré-escola. Por isso, quando vêem o sucesso do iPhone, fazem uma conexão superficial com computadores sensíveis a toque e acham que faz muito sentido. Não faz. Steve Ballmer deveria demitir todo mundo com mais de 35 anos de idade e deixar quem realmente entende de computadores tocar o show”.

Mais detalhes no artigo completo de Mason.

Tags:, , , , ,
 

Fuja do lugar comum: venha para o AppleMania!

 

8 comentários para “CNBC, sobre o Windows 7: ‘Microsoft é sem noção’”
  1. Ipso Facto disse:

    A Microsoft sempre foi sem noção. É bom ver que mais e mais pessoas acordam para essa realidade a cada dia.

    É pena que Mason não tenha mencionado o efeito Braço de Gorila causado em quem usa telas grandes sensíveis a toque.

  2. Knux disse:

    qualquer empresa que aposte em desktop com telas sensíveis ao toque está desconectada da realidade.

    uma opção é usar aquelas telas wacon, mas mesmo assim… precisa costume, nem todo mundo gosta… e o mouse ocupa menos espaço…

    abraços

  3. Knux disse:

    correção… aquelas taboas de mesa wacon, com canetas e tal…

  4. Marcus VBP disse:

    Sem falar que, telas sensíveis ao toque não são boas para jogar a maioria dos games, especialmente aqueles que necessitam de resposta rápida, como os FPS.

    Então se você for gamer, vai ter que manter o mouse para jogar…

    Eu acho a tecnologia de captura de movimento mais promissora que o touchscreen.

    Mas tem uma vantagem nisso, é que telas touchscreen terão preço mais acessível, e isso pode abrir um nicho interessante, não em aplicações desktop convencionais, mas em terminais interativos, por exemplo.

  5. gustavo disse:

    Realmente, a MS é sem noção, vale o que vale, fatura o que fatura porque só tem sem noção lá!
    E o grande sucesso que aparenta ser no novo win7, é porque eles são sem noção!
    Cada um!

  6. Cesar Duarte disse:

    sem noção… se for pra usar em telas widescreen de 23 polegadas é sim…

    mas o windows 7 está sendo projetado para rodar em netbooks, que ficam bem mais legais com uma telinha touch screen. eu pelo menos quero um…

  7. Rogério disse:

    Telas touchscreen só fazem sentido se forem usadas na horizontal. Não consigo, realmente, ver as telas touchscreen como substitutas dos mouses.

    Apenas imaginem vocês com seu laptops, ou netbooks abertos e vc tocando a tela. Teríamos que segurar o computador com a outra mão para não empurrarmos a tela para trás, ou mesmo para não corrermos o risco de empurrarmos o computador pra trás (quem sabe até derrubá-lo no chão, visto que algumas tecnologias touch nos desafiam a paciência com sua falta de sensibilidade).

    Acho que as telas touch podem sim vir a funcionar como um complemento, ou uma opção a mais de entrada. Por exemplo: Em um game, eu poderia apertar botões virtuais na tela para configurar e iniciar jogos, e a partir daí usaria o mouse ou joystick para controlar, seria mais prático. A pluralidade de formas de entrada é uma melhor solução. Em um mesmo computador, você ter teclado, mouse, touchpad, touchscreen e para cada situação se usaria aquela que mais se adequaria.

    Com relação ao Windows 7, façam bom proveito dele, e quando cansarem, façam como a maioria dos usuários do Vista, voltem à eXPeriência do passado enquanto a Microsoft prepara a mais nova enganação do mercado.

    • Jonathas Luiz Guterres Medeiros disse:

      Ae!! Pra galera que ainda não viu o windows 7, recomendo!!!
      Muito melhor que vista, leve, não encontrei problema de instabilidade.
      Realmente muito bom o ambiente gráfico, e com ótimos recursos novos.

  8.  

 

Copyright © 2007-2010 AppleMania.info. Todos os direitos reservados.
A correta visualização deste site requer navegador compatível com os mais elevados padrões da Internet e está assegurada com os navegadores
Apple Safari, Google Chrome, Mozilla Firefox, Mozilla SeaMonkey, KDE Konqueror e Opera em resolução mínima de 1024 x 768.