ESTE SITE ESTÁ À VENDA
Faça sua oferta aqui
 
« iTunes ganha interface 'limpa' e rede social »     ...     « Lançamento de Ping estremece relação entre Apple e Facebook »     ...     « Em tráfego de dados, Android e Linux perdem para aparelhos com iOS »     ...     « Teste de velocidade no iPhone 3G: iOS 4.0 contra iOS 4.1 »     ...     « TIM faz 'degustação' do iPhone 4 a partir de amanhã »     ...     « Rede social da Apple precisa de ajustes »     ...     « Aplicativo para iPad mostra a localização dos centros da Nasa »     ...     « Primeiras impressões: testamos os novos iPods »     ...     « Os 10 melhores programas para Mac »     ...     « Novos iPods Shuffle e Nano chegam ao Brasil em 2 semanas »     ...     « Anatel homologa iPad 3G para venda no Brasil »     ...     « Livraria Saraiva lança plataforma de livros digitais para iPad »     ...     « Loja on-line da Apple supera a marca de 250 mil aplicativos »     ...     « App Store bate novo recorde e mantém liderança isolada no mercado »     ...     « App Store atinge a marca de 6.5 bilhões de downloads »     ...     « Steve Jobs apresenta mudanças no iPod »     ...     « Steve Jobs apresenta versão menor e mais barata da Apple TV »     ...     « Apple cria locadora virtual de filmes e renova linha de iPods nos EUA »     ...     « Apple atualiza linha de iPods, mas deixa Classic de fora »     ...     « Novo iPod Shuffle: os botões estão de volta! »     ...     « Apple apresenta iOS 4.1 com correções para bugs do iPhone 4 e 3G »     ...     « Windows Live Sync (ou será Live Mesh?) chega à plataforma Mac »     ...     « Orquestra de iPads apresenta aplicativo musical »     ...     « Apple planeja utilizar tecnologia em que metais se comportam semelhante ao plástico »     ...     « Capa para iPhone funciona como abridor de garrafa »

 

 

Para contornar o problema enquanto correção não sai, usuário deve optar por outro leitor de feeds RSS.

 

“O cientista da computação Brian Mastenbrook descobriu defeito razoavelmente sério no mecanismo de leitura de feeds RSS do navegador Safari que podem permitir que um site malicioso tenha acesso a informações pessoais sem o conhecimento ou intervenção do usuário”, revela Chris Foresman em artigo publicado no Ars Technica.

Segundo ele, a vulnerabilidade afeta qualquer usuário do sistema operacional Mac OS X que tenha optado pelo Safari como leitor padrão de feeds RRS mesmo que não os leia. No Windows, a vulnerabilidade no Safari só afeta os que o usam para navegar na Internet, diz Foresman.

Ainda segundo ele, Mastenbrook comunicou o problema à Apple, que o reconheceu, e disse não ter conhecimento da existência de código malicioso disponível online que explore esta vulnerabilidade específica descoberta por ele.

“Felizmente, o contorno para o problema é relativamente simples e direto. O usuário de Mac precisa abrir o Safari, entrar em Preferências/RSS e configurar o leitor padrão para ser qualquer outro que não o Safari, até mesmo o [cliente de e-mail] Mail. O usuário de Windows pode simplesmente usar um navegador diferente, embora isso não caia bem para a adoção do Safari no Windows. Esperamos que a Apple lance correção em breve”, diz Foresman.

Mais detalhes no artigo completo de Foresman.

Tags:,
 

Fuja do lugar comum: venha para o AppleMania!

 

Um comentário para “Descoberta vulnerabilidade no RSS do navegador Safari”
  1. Ipso Facto disse:

    No Mac OS X Leopard, o usuário pode assinar feeds RSS no Mail e ser informado em tempo real sobre a chegada de novos artigos. Pode até optar por ter os artigos exibidos em sua caixa de entrada junto com suas mensagens de e-mail. Organizar as notícias é igualmente fácil: use o Smart Mailboxes para organizar artigos novos de acordo com os termos de pesquisa de seu interesse. O Mail compartilha feeds RSS não lidos com o Safari, portanto a leitura sempre ficará sincronizada.

  2.  

 

Copyright © 2007-2010 AppleMania.info. Todos os direitos reservados.
A correta visualização deste site requer navegador compatível com os mais elevados padrões da Internet e está assegurada com os navegadores
Apple Safari, Google Chrome, Mozilla Firefox, Mozilla SeaMonkey, KDE Konqueror e Opera em resolução mínima de 1024 x 768.
Get Adobe Flash player