ESTE SITE ESTÁ À VENDA
Faça sua oferta aqui
 
« iTunes ganha interface 'limpa' e rede social »     ...     « Lançamento de Ping estremece relação entre Apple e Facebook »     ...     « Em tráfego de dados, Android e Linux perdem para aparelhos com iOS »     ...     « Teste de velocidade no iPhone 3G: iOS 4.0 contra iOS 4.1 »     ...     « TIM faz 'degustação' do iPhone 4 a partir de amanhã »     ...     « Rede social da Apple precisa de ajustes »     ...     « Aplicativo para iPad mostra a localização dos centros da Nasa »     ...     « Primeiras impressões: testamos os novos iPods »     ...     « Os 10 melhores programas para Mac »     ...     « Novos iPods Shuffle e Nano chegam ao Brasil em 2 semanas »     ...     « Anatel homologa iPad 3G para venda no Brasil »     ...     « Livraria Saraiva lança plataforma de livros digitais para iPad »     ...     « Loja on-line da Apple supera a marca de 250 mil aplicativos »     ...     « App Store bate novo recorde e mantém liderança isolada no mercado »     ...     « App Store atinge a marca de 6.5 bilhões de downloads »     ...     « Steve Jobs apresenta mudanças no iPod »     ...     « Steve Jobs apresenta versão menor e mais barata da Apple TV »     ...     « Apple cria locadora virtual de filmes e renova linha de iPods nos EUA »     ...     « Apple atualiza linha de iPods, mas deixa Classic de fora »     ...     « Novo iPod Shuffle: os botões estão de volta! »     ...     « Apple apresenta iOS 4.1 com correções para bugs do iPhone 4 e 3G »     ...     « Windows Live Sync (ou será Live Mesh?) chega à plataforma Mac »     ...     « Orquestra de iPads apresenta aplicativo musical »     ...     « Apple planeja utilizar tecnologia em que metais se comportam semelhante ao plástico »     ...     « Capa para iPhone funciona como abridor de garrafa »

 

 

Uma App Store mais ampla poderia crescer em duas direções: como fonte de serviços para aparelhos menores, como netbooks, e como local de distribuição de software para computadores completos rodando sistemas operacionais como Mac OS X, Windows Vista e, no caminho, Windows 7.

 

“Não há dúvida de que o iPhone da Apple mudou o cenário da indústria do smartphone e da indústria da telefonia celular como um todo. Mas um dos avanços mais revolucionários oferecidos pela Apple não está no próprio iPhone: é o mecanismo desenvolvido pela empresa para distribuir aplicações de terceiros para usuários do iPhone e do iPod Touch [sic]”, escreve Ryan Faas em artigo publicado no site da revista Computerworld.

Faas lembra que, assim como ocorre no universo dos PCs, a promoção e distribuição de software desenvolvido por terceiros para aparelhos de mão fica a cargo dos respectivos fabricantes, o que força o usuário a encontrar, comprar, baixar e instalar os programas por si mesmos. O problema é que “o software para aparelhos de mão evoluiu em um mercado de nicho menor, um com uma gama de plataformas mais diversa que estava melhor posicionada para as compras online. O resultado geralmente era o caos. O usuário não sabia onde ir para encontrar aplicações e, em alguns casos, não sabia ao certo como instalar ou remover as aplicações que tinham comprado”.

Mas a decisão da Apple de desenvolver um modelo novo de distribuição e venda de aplicações para seu smartphone marcou uma mudança radical para desenvolvedores e usuários, observa Faas — e esse modelo não precisa ficar restrito aos aparelhos de mão. “A Apple pode ter criado a App Store para usuários do iPhone e iPod touch, mas o conceito não está limitado a eles. De modo relativamente rápido, o conceito está sendo copiado por virtualmente todas as empresas que desenvolvem sistemas operacionais para smartphones. (…) Até agora, a maioria das avaliações indica que a Apple ainda tem a melhor facilidade de uso e de instalação. Além do mais, parece muito claro que a idéia da App Store é um sucesso entre os donos de celulares e desenvolvedores. Mas será que esse conceito tem necessariamente que ficar limitado a aparelhos de mão? Uma App Store mais ampla poderia crescer em duas direções: como fonte de serviços para aparelhos menores, como netbooks, e como local de distribuição de software para computadores completos rodando sistemas operacionais como Mac OS X, Windows Vista e, no caminho, Windows 7”.

Mais detalhes no artigo completo de Faas.

Tags:, , , , ,
 

Fuja do lugar comum: venha para o AppleMania!

 

3 comentários para “App Store poderá distribuir software para Mac, diz Computerworld”
  1. Ipso Facto disse:

    Rumores em circulação dizem que a possibilidade especulada por Faas é real. Dizem também, e de maneira enfática, que um “MacBook touch” está mesmo em desenvolvimento, que protótipos já existem e que eles não mostram mais sinais da presença de drives opticos. Mas essa informação permanece firme na categoria dos RUMORES.

  2. Lucas (luke) disse:

    Seria uma boa. Aí os desenvolvedores não teriam aquela desculpa sobre os custos de produção das embalagens das versões para Mac para justificar sua relutância em portar.

  3. Antonio disse:

    Ano passado alguns especialista diziam que a App Store foi o produto mais importante da Apple. Assim a App Store ter uma versão para o OS do Mac é uma evolução natural, eu sou adepto que isso aconteça já que resolveria os problemas de distribuição de programas para Mac em paises de menor representatividade sem falar que os desenvolveres, não terão mais custos operacionais em distribuição e logística e produção de mídia.

  4.  

 

Copyright © 2007-2010 AppleMania.info. Todos os direitos reservados.
A correta visualização deste site requer navegador compatível com os mais elevados padrões da Internet e está assegurada com os navegadores
Apple Safari, Google Chrome, Mozilla Firefox, Mozilla SeaMonkey, KDE Konqueror e Opera em resolução mínima de 1024 x 768.
Get Adobe Flash player