ESTE SITE ESTÁ À VENDA
Faça sua oferta aqui
 
« iTunes ganha interface 'limpa' e rede social »     ...     « Lançamento de Ping estremece relação entre Apple e Facebook »     ...     « Em tráfego de dados, Android e Linux perdem para aparelhos com iOS »     ...     « Teste de velocidade no iPhone 3G: iOS 4.0 contra iOS 4.1 »     ...     « TIM faz 'degustação' do iPhone 4 a partir de amanhã »     ...     « Rede social da Apple precisa de ajustes »     ...     « Aplicativo para iPad mostra a localização dos centros da Nasa »     ...     « Primeiras impressões: testamos os novos iPods »     ...     « Os 10 melhores programas para Mac »     ...     « Novos iPods Shuffle e Nano chegam ao Brasil em 2 semanas »     ...     « Anatel homologa iPad 3G para venda no Brasil »     ...     « Livraria Saraiva lança plataforma de livros digitais para iPad »     ...     « Loja on-line da Apple supera a marca de 250 mil aplicativos »     ...     « App Store bate novo recorde e mantém liderança isolada no mercado »     ...     « App Store atinge a marca de 6.5 bilhões de downloads »     ...     « Steve Jobs apresenta mudanças no iPod »     ...     « Steve Jobs apresenta versão menor e mais barata da Apple TV »     ...     « Apple cria locadora virtual de filmes e renova linha de iPods nos EUA »     ...     « Apple atualiza linha de iPods, mas deixa Classic de fora »     ...     « Novo iPod Shuffle: os botões estão de volta! »     ...     « Apple apresenta iOS 4.1 com correções para bugs do iPhone 4 e 3G »     ...     « Windows Live Sync (ou será Live Mesh?) chega à plataforma Mac »     ...     « Orquestra de iPads apresenta aplicativo musical »     ...     « Apple planeja utilizar tecnologia em que metais se comportam semelhante ao plástico »     ...     « Capa para iPhone funciona como abridor de garrafa »

 

 

“Todos temos nossos próprios pontos de vista sobre isso e vamos ter sobre as interpretações que as diferentes jurisdições farão sobre a decisão da Justiça. Deixemos essa interessante questão de lado e perguntemos: o que achamos que a lei deveria dizer?”

 

“Numerosos problemas irrelevantes e sentimentos sobre eles têm sido debatidos sobre o caso. No entanto, há apenas duas questões importantes: uma é o que diz a lei e outra é o que achamos que deveria dizer”, diz Nescio em artigo publicado no OSNews.

Ele lembra ser tecnicamente possível instalar uma cópia do Mac OS X comprada no varejo em máquinas que não sejam da marca Apple, mas não sabe se a Justiça validará os termos do acordo de licença de uso do sistema operacional da Apple, segundo os quais, para proceder com a instalação, o usuário precisa concordar em não instalá-lo em computadores de outra marca.

“Todos temos nossos próprios pontos de vista sobre isso e vamos ter sobre as interpretações que as diferentes jurisdições farão sobre a decisão da Justiça. Deixemos essa interessante questão de lado e perguntemos: o que achamos que a lei deveria dizer?”, questiona Nescio.

Na opinião dele, nenhum fornecedor deveria poder restringir o uso que o comprador faz do produto comprado, exceto em casos envolvendo saúde e segurança. “Não deveríamos querer que a lei permitisse aos fabricantes restringir nossa capacidade de usar os produtos de maneiras que não tivessem essa justificativa e que talvez beneficiassem apenas a eles. Não deveríamos, por exemplo, querer que o fabricante de um software atrante usasse essa atratividade para forçar quem quer usá-lo a comprar hardware de que não precisa como condição de uso”.

Mais detalhes no artigo completo de Nescio.

Artigos relacionados:

 

Tags:, , ,
 

Fuja do lugar comum: venha para o AppleMania!

 

19 comentários para “O que envolve o caso da clonadora de Macs Psystar”
  1. Ipso Facto disse:

    “Néscio” em português significa “ignorante”, “estúpido”. É exatamente o que esse sujeito está demonstrando ser.

    Por que raios alguma empresa empenharia talentos, tempo, esforço e (muito!) dinheiro desenvolvendo software se corre o risco de ser obrigada por decisões judiciais a simplesmente licenciá-lo a quem quer que queira usá-lo para vender seu próprio hardware? Se for assim, a Apple deve licenciar o Mac OS X por 1 trilhão de dólares a cópia — afinal ela não ganha dinheiro com software, e sim com hardware.

    O que esse bando de imbecis parece ser incapaz de entender é que o Mac OS X é um complemento do hardware Apple. Hardware e software Apple foram projetados um para o outro. A Apple não tem intenção nem interesse em baixar o nível produzindo sistemas operacionais para PCs genéricos porque eles não são Mac. O Mac OS X nunca teve nem nunca terá a intenção de ser feito para eles. Ninguém tem que querer usá-lo em PCs.

    Se palhaços como esse (muito apropriadamente denominado) Néscio insistem nesse tosco raciocínio, por que não fazem campanha para que a Nintendo seja obrigada a licenciar o software do Wii para rodar no Xbox da Microsoft? Ah, é porque a Nintendo não é a Apple, certo? Tá explicado…

    • Eduardo disse:

      O argumento de que o OSX é um complemento do hardware e a Apple não ganha dinheiro com ele só valeria se a Apple não vendesse o sistema operacional, tal como é o software do Wii. Pode ter certeza de que se a Nintendo vendesse o “Wii OS” em DVDs iria ter alguém batalhando na justiça para poder vender um clone do Wii.
      Para a justiça não importa se um indivíduo ou empresa *quer* alguma coisa. O que ocorre é que em qualquer país existe uma hierarquia legal, que começa na constituição, leis ordinárias, portarias, etc e tem como nível mais baixo os contratos estabelecidos entre entes privados (como é o caso do EULA).
      A justiça, como poder neutro e reativo (ou seja, ela não pode ter uma postura pró-ativa) só se manifesta quando há conflito, o que é o caso da ação Apple X Psystar: a Psystar alega que algumas cláusulas do EULA são nulas, pois há leis superiores que as invalidariam. Já ouviu falar em cláusulas abusivas? É isso que está em análise e a justiça irá decidir quem tem a razão. Para um juiz, pouco importa se a Apple investiu US$ 10 ou US$ 10bi no desenvolvimento do OSX, isto está fora do mérito da questão: o que importa é se a Apple pode ou não obrigar na justiça que o EULA seja cumprido.

      A Apple não tem intenção nem interesse em baixar o nível produzindo sistemas operacionais para PCs genéricos? Ótimo, a justiça nunca vai obrigar ninguém a fazer isso. A única coisa que eles podem decidir é se a Psytar *poderá* instalar o OSX em suas máquinas-clone.

  2. guedes disse:

    Nossa, FS! será mesmo que vc acredita nisso que escreveu acima!? a Apple como empresa visa lucro, e isso pode ser tido como é hj via Itunes Store (nas mais variadas formas), prova disso é a troca de nome de Apple Computer para Apple Inc.

    E goste a Apple ou não o OS X em PC é uma realidade, então o que é melhor para ela, vender para todos e ganhar na venda e uso legal, ou tentar barrar o “imbarravel” e perder alguns milhões em venda de licenças e pessoas que querem o OS X pagam o seu valor, e se não o puderem comprar iram usar copias ilegais e piratas…

  3. Knux disse:

    ahhh

    ninguém chora para a nintendo licenciar software do wii para o 360 porque o hardware não é o mesmo… não é o mesmo processador, nem a mesma placa de vídeo, tão pouco o mesmo controle… no fim da linha, o software feito pra um video-game é realmente otimizado para um hardware específico… coisa que o mac os x não é… o hardware da apple nada tem de específico, não há nenhum impedimento físico ou técnico que impeça de instalar o os x num pc genérico… o único “impedimento” é a eula.

    ninguém está pedindo para a apple licenciar ou dar suporte ao os x em pcs genéricos… estão pedindo apenas que ela deixe os outros tentarem instalar e suportar por sua conta e risco… afinal, eu não aluguei um software… eu comprei, é meu e eu faço com ele o que eu quiser, afinal paguei.

    e se uma decisão judicial obrigar a apple a liberar esse tipo de prática… bem, então ela investiu tudo aquilo que você falou num negócio furado e, principalmente, ilegal.

    a eula tem muitas complicações… além de todas as que já falei, tem mais…

    e se eu comprar um mac para uma criança, menor de idade… ela aceitou a eula, mas o contrato tem validade sendo aceito por um menor de idade? e se eu comprar um mac usado com o SO já instalado? e se me derem um mac já configurado de presente? em ambos os casos o OS X é meu e eu não aceitei a eula… e agora?

  4. aLx disse:

    e o que é mais engraçado…

    se a justiça obrigar a Apple a vender OSX para o público, ou para algumas empresas (HP, Dell, etc) aí que vai ganhar muito mais dinheiro.

    com certeza a venda de OSX aos usuários insatisfeitos com Windows Vista e com o iminente Windows 7 faria milhões de usuários a optar pelo produto da Apple.

    seria uma decisão interessante:
    ESTA CORTE CONDENA A APPLE A AUMENTAR O SEU FATURAMENTE EM “X” % IMEDIATAMENTE!!!
    KKKKKKK

  5. Knux disse:

    basta a apple fazer um selo “OS X ready”, dá mesma maneira que o “Vista Ready” deveria ter sido depois a MS arregou… ela pode fazer bem rígido, já que não tem necessidade nenhuma de ceder às pressões da dell e cia., como a MS teve

  6. Knux disse:

    *dá mesma maneira que o “Vista Ready” deveria ter sido, antes da MS arregou

  7. f41qu3 disse:

    Esse assunto ainda rende? Putz… só pode ser ação de marketing isso.

  8. aLx disse:

    rende… acho que só deu uma apagada devido ao processo do PirateBay… mas q rende, rende!!!
    eu acho inevitável. pode ser agora, pode ser daqui uns meses, pode ser daqui uns anos… um dia a apple vai vender seu software para computadores que cumpram uma lista de determinados hardwares.

    a intel gostaria disso.
    a nvidia gostaria disso.
    a ati gostaria disso.

    só quem não gostaria disso é a microsoft, que enquanto não ocorre, segue vendendo seus produtos zuados.

  9. Shadow disse:

    Bem…
    A Apple não deveria ser obrigada a suportar hardware que ela não quiser dar suporte…
    A Apple não deveria proibir ninguém de usar o sistema onde a pessoa quisesse.
    Isto posto, a PSistar poderia instalar OSX, desde que ela se comprometesse a suportá-lo.

    • Knux disse:

      é isso que a psystar faz, na verdade…

    • Shadow disse:

      Eu acho que a Apple pode sim perder essa ação. E ia ser uma pancada…

    • aLx disse:

      pancada pra quem? pro windows???

    • Knux disse:

      ALX, não seja ingenuo…

      Você acha mesmo que você é tão esperto a ponto de ver uma oportunidade de negócio tão óbvia que a Apple não tenha visto?

      Francamente…

      A única coisa que eu discordo da maioria aqui, é que a Apple não tem um direito nato de ganhar dinheiro… se ela depende de cláusulas abusivas forçadas por um contrato de validade discutível, o modelo de negócio dela está errado.

      Mas eu não tenho a pretensão de me achar mais esperto que toda uma empresa somada…

    • Shadow disse:

      Pancada na Apple, é lógico. Tanto é que ela evita a todo custo ser obrigada a fazê-lo. Acho que se isso acontecer a Apple volta ao PowerPC e retoma as rédeas da situação.

    • Knux disse:

      e quem é que é macho de produzir o power pc no volume que a apple precisa? se a ibm não quis e a motorola não conseguiu, você acha que é uma foxcon da vida que vai conseguir?

      e encaixar um PPC moderno em um notebook, alguém consegue?

      e todo mercado que a apple ganhou por fazer uma plataforma mais aberta, deixando instalar windows etc?

      cara, conforme-se… não há nada que faça a apple voltar ao powerpc nos desktops e notebooks…. talvez alguma variante para o iphone, mesmo assim eu duvido…

    • aLx disse:

      KNUX, nem sonho ser o visionário das coisas óbvias.

      Mas para mim parece mais do que óbvio: O Windows não tem um rival de peso. O Linux não se aplica a usuários finais e non-geeks. Mac OS X sim.

      Não quero nem entrar na questão de qual é melhor, mas penso que seria uma disputa que o Win nunca enfrentou. Acho que muita gente, decepcionados com o Vista, iria dar uma “chance” ao Mac OS X, claro, caso seus computadores tivessem capacidade de executá-lo e isso fosse algo LEGAL.

      Também acho que a venda de um ‘OS X for PC’ seria mais volumosa do que a queda em vendas do Hardware Apple. Alguns produtos seriam afetados diretamente, como o Mac Mini por exemplo.

      Agora, concordo contigo quanto a questão das cláusulas. Tudo o que eu falo aqui desde que começou esta discussão de Hackint0sh é: EULA nunca foi analisada juridicamente E, mesmo assim, PARECE (digo PARECE pq não sou advogado) que as cláusulas da Apple ferem o direito de consumidor das leis brasileiras.

      É isso.

      Abraços a todos.

  10. Shadow disse:

    O Mac nao é para “as massas”. Esqueçam. A Apple é elitista, o DNA dela é esse. Vender muito siginifica produzir muito, gastar muito em infra de produção, ter de gerenciar um negócio muito maior. O que Jobs sempre deixou claro que a Apple vende produtos inovadores para uma camada diferenciada de público que aceita pagar mais por que entende o valor agregado do produto.
    O motivo dela nao querer rodar OSX em 500 milhoes de PCs ao invés de 20 é esse. O mercado dela é em outra faixa, a de quem pode pagar. Imagina a Apple tendo de suportar 200 milhoes de cópias, a maioria será notadamente pirata, afinal o do Windows é, e tendo uma elevação de custos exxponencialmente mais elevada por conta de uma decisão o qual ela nao vê vantagens? A Apple vai brigar pra se manter fora dos PC’s contem com isso, o lucro vem do hard, não do soft.

  11. Romulo disse:

    Falando sinceramente…
    Qual a vantagem que para a Apple, ter seu OS pirateado aos milhões??? A Apple não vai ganhar mais dinheiro com isso, no Maximo uma dor de cabeça com novos problemas da nova mega estrutura.
    Ter um sistema assim como a MS, visado por ataques de crackers. Aumento no numero das ameaças ao sistema…
    Perder o controle sobre a segurança do sistema permitindo uma bagunça provocada por inúmeros softwares tornando se compatíveis, empresas explorando funcionalidades do sistema, muita liberdade para qualquer um escrever um código e rodar no sistema, abrindo buracos na segurança que obviamente serão barbaramente explorados. Tudo por que mais pessoas usam o sistema.
    Basicamente o sistema vai acabar se tornando um peso para a Apple… Que terá de se virar com uma capacidade que não tem (a base da Apple não é seu sistema ela esta muito fincada em hardware e Apple terá de super concentrar esforços em seu sistema, muito disso significa bye bye inovações, qualidade e diferenciais)… Um sistema Universal é uma grande dor de cabeça muito difícil de se dominar… A exemplo do Linux e Windows que tem inúmeros problemas que cutucam seu usuários… Isso vai de drive a coisas simples, visando compatibilidade e estabilidade. Não é a toa que Linux e MS vivem seguindo N caminhos… A Apple respira aliviada ao manter seus sistemas em seus MACs, ela tem o controle.

  12.  

 

Copyright © 2007-2010 AppleMania.info. Todos os direitos reservados.
A correta visualização deste site requer navegador compatível com os mais elevados padrões da Internet e está assegurada com os navegadores
Apple Safari, Google Chrome, Mozilla Firefox, Mozilla SeaMonkey, KDE Konqueror e Opera em resolução mínima de 1024 x 768.
Get Adobe Flash player