ESTE SITE ESTÁ À VENDA
Faça sua oferta aqui
 

Conheça 52 dicas para tornar o Mac OS X mais rápido

Dicas incluem enxugar o Dock, atualizar drivers e desligar recursos como o Dashboard, dentre outras, mas parte delas é motivo de controvérsias entre usuários “entendidos”.

“Depois que a Apple recentemente anunciou atraso no lançamento do Mac OS X 10.5 Leopard, tive que adiar o upgrade até o outono. Isso me levou a pensar em como tornar o Tiger mais veloz para obter o máximo de meu envelhecido G5″, escreve ImAFish em seu blog.

O resultado de suas ponderações encontra-se na seguinte lista de 52 ítens que não são unanimidade dentre os usuários de Mac. Um deles, Derik DeLong, contesta alguns dos ítens da lista de ImAFish.

    Sistema em geral 
     

  1. Reparar as permissões do disco — “Não faça isso. Essa não é uma cura.”
  2. Limpar ítens de login
  3. Limpar aplicações não utilizadas — “Isso só vai abrir espaço no disco rígido. Se você não estiver com falta de espaço, não haverá nenhum efeito na velocidade.”
  4. Limpar preferências de sistema não utilizadas
  5. Limpar a área de trabalho
  6. Esvaziar a lixeira — “Mesmo que o ítem 3″
  7. Desligar o Acesso Universal (se não usado)
  8. Desligar o Bluetooth (se não usado) — “Não faz realmente alguma diferença”
  9. Desligar o reconhecimento de fala (se não usado)
  10. Desligar o compartilhamento de Internet (se não usado)
  11. Garantir que haja bastante espaço no disco de boot — “Mesmo que o ítem 3″
  12. Remover módulos de idioma — “Mesmo que o ítem 3″
  13. Remover quaisquer programas que mudem a área de trabalho
  14. Remover aplicativos indesejados do Dock — “Isso só economizará uma irrelevante quantidade de memória”
  15. Escolher a aplicação certa para cada arquivo — “Isso não fará com que seu Mac torne-se mais rápido”
  16. Verificar o build do sistema
  17.  
    Cosmética

  18. Desligar as animações do Dock — “Só ocupa uma insignificante quantidade de recursos no momento da abertura de aplicações e não representa nenhuma significativa economia”
  19. Evitar animações no desktop
  20.  
    Dashboard

  21. Remover widgets indesejados
  22. Verificar quanto poder de processamento e memória cada widget consome — “Repetição do ítem anterior; o Monitor de Atividade é uma boa maneira de identificar software errático. Ver ítem 13″
  23.  
    Tinkertoolutilitário que dá acesso a configurações adicionais do OS X

  24. Desligar efeitos de animação — “Não representa nenhuma grande economia porque as opções do Tinkertool não economizam nada, exceto quando tais ações ocorrem”
  25. Desligar a sombra do Dock — “Economia irrelevante, quase ao ponto de ser nula mesmo em Macs não tão novos”
  26. Desligar o Dashboard
  27. Pular verificações de checksum ao abrir arquivos DMG — “Brilhante! Agora você pode introduzir arquivos corrompidos em seu sistema de arquivos. Isso é especialmente bom para software. Não faça isso.”
  28. Remover ou desativar ítens de login indesejados na aba Ítens de Login — “Mesmo que o ítem 2. Agora estamos nos tornando repetitivos.”
  29. Reduzir o tempo de atraso em páginas carregadas no Safari — “Não faz absolutamente nenhum efeito
  30.  
    OnyXutilitário similar ao Tinkertool, mas que oferece muito mais opções e preferências

  31. Desligar efeitos gráficos — “Pare. São as mesmas opções 21-26 relacionadas ao Tinkertool. Chega de repetições.”
  32. Desligar as animações “Abrir aplicações” e “Alerta em segundo plano” — “Ver ítem 17 (outra lorota) e a última remore um recurso útil”
  33. Desligar o Dashboard (abas Dashboard e Exposé) — “Chega de repetições. Muitas ferramentas podem cumprir essas dicas em grupo”
  34. Configurar o Safari para mostrar páginas rapidamente — “Ver ítem 26. Inútil”
  35. Reparar permissões do disco — “Repetição do ítem 1″
  36. Rodar scripts de manutenção — “Eles podem ser rodados regularmente durante a noite. O Tiger os rodará na reinicialização se isso não tiver sido feito e têm pouco efeito além de comprimir arquivos de log”
  37. Resetar o índice do Spotlight (pode levar cerca de um dia para reconstruir o índice) — “Caso esteja corrompido e obstruído, isso pode ajudar”
  38. Rodar uma completa otimização do sistema — “Essa otimização é feita em cada atualização do sistema. Fazê-lo manualmente para melhorar a velocidade é completamente desnecessário, uma vez que as aplicações serão otimizadas quando forem abertas (perde-se tempo uma única vez). Isso pode até ser perigoso se efetuado duas vezes paralelamente.”
  39. Limpar as configurações de Internet — “O Safari pode ser de alguma forma beneficiado. Limpar o cache pode incorrer em alguma perda de tempo (quando o cache torna alguns dados acessíveis mais rápida e convenientemente)”
  40. Limpar caches de fonte e de usuário — “Ver ítem 35 para o efeito da limpeza do cache. No entanto, caches corrompidos ou inchados podem ser um problema”
  41. Limpar logs inúteis — “Ver ítem 3″
  42. Forçar a limpeza da lixeira — “Ver ítem 6. Note que isso também não tem qualquer efeito exceto quando a lixeira recusa-se a ser limpa”
  43. Verificar configurações — “Encontra arquivos de preferências corrompidos. É mais provável que corrupção nesses arquivos cause mais instabilidade que lentidão”
  44.  
    Safari

  45. Limpar cache — “Ver ítem 35″
  46. Limpar histórico — “Ver ítem 35″
  47. Limpar preenchimento automático — “Ver ítem 35. O Safari se torna lento quando há muitas entradas”
  48. Limpar Favicons — “Ver ítem 35. Isso às vezes ajuda”
  49.  
    Firefox

  50. Se você usa o Firefox, pode obter versões especialmente otimizadas para o navegador baseadas na arquitetura de seu processador: G5, G6 ou Intel — “Baseia-se no uso de algumas chaves de compilação. Não melhora a velocidade”
  51. Usar extensões sabiamente — “Muitas delas tornam o Firefox mais lento”
  52.  
    iTunes

  53. Desligar atualização ao vivo de listas de reprodução — “O uso delas como recurso é completamente exagerado. E não usá-las fará você perder tempo ao obrigá-lo a lidar com elas manualmente (e não vai tornar nenhuma outra tarefa mais lenta, exceto abrir o iTunes)”
  54.  
    Outros

  55. Verificar os drivers de sua impressora HP — “Ver ítens 13 e 20″
  56. Verificar se o Mac OS 9 Classic não está rodando desnecessariamente
  57. Rodar a Atualização de Software — “Sempre um bom conselho, mas provavelmente não lhe garantirá nenhum ganho em velocidade”
  58. Atualizar outras aplicações
  59. Aumentar a RAM
  60. Reiniciar seu Mac

“Algumas dessas dicas não são realmente má idéia. No entanto, muitas são repetidas e outras só afetam o uso do disco”, comenta DeLong.

Mais detalhes e comentários sobre cada ítem, alguns com ilustrações, no artigo completo de ImAFish. Todas as contestações de DeLong podem ser lidas em seu artigo completo.

Esta entrada foi publicada em Notícias. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

2 respostas a Conheça 52 dicas para tornar o Mac OS X mais rápido

  1. Jorge Alberto disse:

    Concordo com os comentários do Editor.

    Realmente, não há grande ganho ou nenhum ganho até, nas dicas passadas…

    Limpar a biblioteca do sistema, de arquivos de programas desinstalados, e limpar o dock ou o desktop, aliviam muito pouco, mas dão lá sua ajuda, mas não chegam a dar uma “melhorada” na performance do Mac…

    As dicas não são tão boas quanto parecem… quando muito, há alívio no HD, não na velocidade… Até parece que o IAmFish não usa um Mac… estranho isso?!?! rsrsrs!!!

    Abraços!

  2. rose disse:

    por gentileza, voces poderiam me informar se exite algum programa gratuito na internet para o mac onde eu possa usar o messenger com audio pra falar com meus amigos que possuem windows? ou se nao souberem quem poderia e informar…
    grata
    rose

Os comentários estão encerrados.