ESTE SITE ESTÁ À VENDA
Faça sua oferta aqui
 

Apesar da ausência de Jobs, Apple vai muito bem, diz Silicon Alley Insider

potencial da Apple de se sair bem está vários meses (ou anos) à frente das eventualidades caso Jobs decisa não retornar ou se os membros-chave da liderança da Apple saírem em busca de outras oportunidades.

 

“Assumindo que Steve Jobs retorne no fim de junho, como programado, sua licença médica está se aproximando da metade. Como a Apple está se saindo em sua ausência? Diríamos que muito bem — quase como se ele não tivesse saído”, nota Dan Frommer em artigo publicado no Silicon Alley Insider.

Ele lembra que, desde que Jobs saiu em licença, a Apple já lançou várias atualizações de produtos que incluem novos desktops Mac e um novo iPod shuffle que, em sua opinião, são melhores do que se esperava, além de ter demonstrado a nova versão 3.0 do software do iPhone, “que parece fantástica e ajudará a plataforma móvel da Apple a manter-se muito à frente de suas rivais (os desenvolvedores com quem já conversamos estão adorando)”.

Quanto ao desempenho pessoal dos executivos da Apple, Frommer acha que estão se saindo muito bem. “Os executivos da Apple têm feito um bom trabalho como showmen. De maneira notável, o chefe de software do iPhone, Scott Forstall, e o executivo de marketing do iPhone Greg Joswiak fizeram um bom trabalho durante o evento recente. As ações da Apple subiram 32% desde 15 de janeiro, embora o índice S&P 500 tenha caído 3%. Isso sugere que os investidores podem estar se sentindo mais confortáveis com uma eventual liderança mais prolongada de Tim Cook, diretor de operações da Apple, caso seja necessário”.

Frommer diz que nunca se preocupou com o que aconteceria à Apple durante os seis meses de licença de Jobs. “O potencial da Apple de se sair bem está vários meses (ou anos) à frente das eventualidades caso Jobs decisa não retornar ou se os membros-chave da liderança da Apple saírem em busca de outras oportunidades”.

Leia mais no artigo completo de Frommer.

Bookmark and Share

Uma opinião sobre “Apesar da ausência de Jobs, Apple vai muito bem, diz Silicon Alley Insider”

  1. “Diríamos que muito bem — quase como se ele não tivesse saído”, disse Frommer. Isso é porque ele na verdade não “saiu”:

    Como CEO, planejo permanecer envolvido nas grandes decisões estratégicas enquanto (…) saio em licença médica até o fim de junho”. (Steve Jobs, 14 de janeiro de 2009)

Os comentários estão encerrados.