ESTE SITE ESTÁ À VENDA
Faça sua oferta aqui
 
« iTunes ganha interface 'limpa' e rede social »     ...     « Lançamento de Ping estremece relação entre Apple e Facebook »     ...     « Em tráfego de dados, Android e Linux perdem para aparelhos com iOS »     ...     « Teste de velocidade no iPhone 3G: iOS 4.0 contra iOS 4.1 »     ...     « TIM faz 'degustação' do iPhone 4 a partir de amanhã »     ...     « Rede social da Apple precisa de ajustes »     ...     « Aplicativo para iPad mostra a localização dos centros da Nasa »     ...     « Primeiras impressões: testamos os novos iPods »     ...     « Os 10 melhores programas para Mac »     ...     « Novos iPods Shuffle e Nano chegam ao Brasil em 2 semanas »     ...     « Anatel homologa iPad 3G para venda no Brasil »     ...     « Livraria Saraiva lança plataforma de livros digitais para iPad »     ...     « Loja on-line da Apple supera a marca de 250 mil aplicativos »     ...     « App Store bate novo recorde e mantém liderança isolada no mercado »     ...     « App Store atinge a marca de 6.5 bilhões de downloads »     ...     « Steve Jobs apresenta mudanças no iPod »     ...     « Steve Jobs apresenta versão menor e mais barata da Apple TV »     ...     « Apple cria locadora virtual de filmes e renova linha de iPods nos EUA »     ...     « Apple atualiza linha de iPods, mas deixa Classic de fora »     ...     « Novo iPod Shuffle: os botões estão de volta! »     ...     « Apple apresenta iOS 4.1 com correções para bugs do iPhone 4 e 3G »     ...     « Windows Live Sync (ou será Live Mesh?) chega à plataforma Mac »     ...     « Orquestra de iPads apresenta aplicativo musical »     ...     « Apple planeja utilizar tecnologia em que metais se comportam semelhante ao plástico »     ...     « Capa para iPhone funciona como abridor de garrafa »

 

 

A retomada do crescimento do Mac é o que a Microsoft teme. Por isso, está explorando a economia ruim com um comercial como o ‘Lauren’ para pintar o Mac como uma escolha impraticável. Isso até pode ter algum efeito marginal a curto prazo, mas qual será a estratégia quando a economia se recuperar?

 

“A Microsoft finalmente cruzou a linha. Seu mais recente comercial de TV, ‘Lauren’, mostrando uma jovem alegre comprando um laptop com tela de 17 polegadas que custa menos de US$ 1000, menciona o Mac pelo nome. Um dos princípios geralmente aceitos da propaganda diz que se deve evitar mencionar um concorrente pelo nome. Isso é especialmente verdadeiro no caso de líderes de mercado”, diz David Zeiler em artigo publicado no The Baltimore Sun.

“Que a Microsoft sinta-se compelida a enviar Lauren para uma ‘Mac Store’ (como ela erroneamente a identifica) numa tentativa de convencer o público de que o Mac custa muito caro para pessoas comuns me diz que a empresa é incapaz de ouvir os passos da Apple”, observa Zeiler.

Segundo ele, numerosos sites voltados ao Mac têm se dedicado a demolir o novo comercial anti-Apple da Microsoft nos últimos dias, apontando o fato de que o HP de US$ 699 comprado por Lauren é um hardware fajuto. “Além do mais, o comercial ignora as razões pelas quais um crescente número de usuários de Windows está migrando dos PCs baratos para o Mac, dentre as quais a suíte iLife, a maior qualidade na construção e a facilidade geral de uso. O comercial ‘Lauren’ não passa do mais recente sinal de que a Microsoft não está gostando do que vê acontecer no mercado”.

E o que está acontecendo no mercado é algo que faz a Microsoft contorcer-se de angústia, aponta Zeiler. “No grande cenário — aquele que inclui música e smartphones —, o sucesso da Apple claramente irrita a Microsoft. Combine isso com as constantes alfinetadas dos comerciais ‘Sou um Mac/Sou um PC’ da Apple e então pode-se imaginar que a gangue de Redmond vinha se coçando para revidar há um bom tempo”.

Tomando como exemplo a arena musical, nota Zeiler, o tocador Zune da Microsoft é, em muitos aspectos, compatível com o iPod da Apple, mas não conseguiu qualquer penetração significativa no mercado. “Isso deve ter enlouquecido o pessoal de Redmond. No entanto, a maior ameaça da Apple contra a Microsoft está no mercado de smartphones. Quando a Apple anunciou o iPhone, em janeiro de 2007, o CEO da Microsoft, Steve Ballmer, desprezou vergonhosamente o iPhone por ser muito caro. (…) Vejamos como as coisas mudaram: segundo estatísticas da [firma de pesquisa de mercado] Gartner divulgadas em março de 2008, o iPhone tinha 8,2% do mercado mundial, enquanto o Windows Mobile tinha 11,8%. Mas números específicos do quarto trimestre mostraram a Microsoft ganhando um pouco de mercado, enquanto a Apple chegava bem próximo dela. O Windows Mobile tinha 12,4% e o iPhone 10,7% — diferença de mero 1,7%”.

A crescente popularidade do iPhone representa outro problema para a Microsoft, nota Zeiler. “Como o iPod, [o iPhone] está apresentando a tecnologia Apple a milhões de usuários de Windows. Dentre os fatores em alta na parcela de mercado da Apple está o ‘efeito halo’ do iPod. Ei, se eu comandasse a Microsoft, estaria preocupado também”.

Zeiler acha que a Microsoft não só vai continuar os ataques contra a Apple como também que vai fazer a coisa ficar feia. “A Microsoft não precisa dominar a música ou os celulares (tanto quanto adoraria fazer), pois o quase monopólio que tem com o Windows nos PCs permanece sendo uma de suas fontes primárias de lucro (o Office é a outra). As vendas do Mac podem ter esfriado no momento, mas quando a economia se recuperar, ele vai voltar a ganhar mercado. A experiência do Mac é muito mais que ‘o logo’, como Ballmer zombeteiramente colocou semana passada. A retomada do crescimento do Mac é o que a Microsoft teme. Por isso, está explorando a economia ruim com um comercial como o ‘Lauren’ para pintar o Mac como uma escolha impraticável. Isso até pode ter algum efeito marginal a curto prazo, mas qual será a estratégia quando a economia se recuperar? Alguma idéia, Sr. Ballmer?”

Leia mais no artigo completo de Zeiler.

Tags:,
 

Fuja do lugar comum: venha para o AppleMania!

 

7 comentários para “Agora é oficial: Microsoft está com medo da Apple, diz Baltimore Sun”
  1. Ipso Facto disse:

    O nome da esposa de Steve Jobs é Laurene. Coincidência? Duvido. Acho que está mais para uma pista sobre quão sujo a Microsoft pode jogar e o quão pessoal ela tomou a campanha “Get a Mac” da Apple.

    Ao contrário da Microsoft, a Apple jamais rebaixaria o nível envolvendo disfarçadamente as esposas de Gates e Ballmer em sua campanha publicitária. Mas já sabemos que a Microsoft não tem ética, nem moral, nem classe.

    Ninguém jamais resumiu melhor a Microsoft do que fez Steve Jobs na entrevista do vídeo abaixo, dada antes de seu retorno à Apple, quando disse: “O único problema da Microsoft é que eles simplesmente não têm bom gosto. Eles não têm absolutamente nenhum bom gosto e não me refiro a detalhes, e sim ao todo. O que quero dizer é que eles não têm idéias originais e não incorporam cultura a seu produto. (…) Fico triste não por causa do sucesso da Microsoft — não tenho nenhum problema com o sucesso deles, eles merecem esse sucesso, na maior parte. Meu problema é com o fato de que eles simplesmente fazem produtos de terceira classe.” (Steve Jobs, 1996)

    E o que Ballmer teria a dizer? Talvez desse uma palestra com o tema Como Jogar Sujo Quando me Sinto Ameaçado, ou Como Abusar do Monopólio e Gerar Falências. Ou, melhor ainda, talvez repita este show:

  2. Romulo disse:

    tudo de novo rssrrsrsrs 🙂

  3. roberto disse:

    pqp este video do ballmer ai foi o pior video que já vi na minha vida,que coisa mais bizarra!

  4. Fernando Valente disse:

    Não me crussifiquem, mas eu gostei desse comercial da M$. Alguém sabe qual é a música que toca no final?

  5. roberto disse:

    eu tb achei a atriz que faz a lauren muito simpatica!

  6. Nosferatu Arucard disse:

    Estes anúncios publicitários da Microsoft a pegar contra a Apple são puro marketing destinados a ridicularizar os seus adversários, mas isso só serve para ganhar um quarto de hora de fama para os seus adversários antes de tudo voltar a normalidade.
    Na minha opinião, os melhores anúncios entre Mac/PC foram feitos por amadores, baseando na popular saga dos Pokémons que puxou imensas criações.
    Aqui coloco uma série de links do youtube contendo alguns belos exemplos hilariantes:
    http://www.youtube.com/watch?v=tT-BdK5DhRU
    http://www.youtube.com/watch?v=Mc-mdSPGVlU
    http://www.youtube.com/watch?v=7CwBxL2veDI
    http://www.youtube.com/watch?v=J0z3sOOyHmI (o mais engraçado)
    http://www.youtube.com/watch?v=Aa-kKC44LpU
    http://www.youtube.com/watch?v=lczV__BM_-c

  7.  

 

Copyright © 2007-2010 AppleMania.info. Todos os direitos reservados.
A correta visualização deste site requer navegador compatível com os mais elevados padrões da Internet e está assegurada com os navegadores
Apple Safari, Google Chrome, Mozilla Firefox, Mozilla SeaMonkey, KDE Konqueror e Opera em resolução mínima de 1024 x 768.