ESTE SITE ESTÁ À VENDA
Faça sua oferta aqui
 
« iTunes ganha interface 'limpa' e rede social »     ...     « Lançamento de Ping estremece relação entre Apple e Facebook »     ...     « Em tráfego de dados, Android e Linux perdem para aparelhos com iOS »     ...     « Teste de velocidade no iPhone 3G: iOS 4.0 contra iOS 4.1 »     ...     « TIM faz 'degustação' do iPhone 4 a partir de amanhã »     ...     « Rede social da Apple precisa de ajustes »     ...     « Aplicativo para iPad mostra a localização dos centros da Nasa »     ...     « Primeiras impressões: testamos os novos iPods »     ...     « Os 10 melhores programas para Mac »     ...     « Novos iPods Shuffle e Nano chegam ao Brasil em 2 semanas »     ...     « Anatel homologa iPad 3G para venda no Brasil »     ...     « Livraria Saraiva lança plataforma de livros digitais para iPad »     ...     « Loja on-line da Apple supera a marca de 250 mil aplicativos »     ...     « App Store bate novo recorde e mantém liderança isolada no mercado »     ...     « App Store atinge a marca de 6.5 bilhões de downloads »     ...     « Steve Jobs apresenta mudanças no iPod »     ...     « Steve Jobs apresenta versão menor e mais barata da Apple TV »     ...     « Apple cria locadora virtual de filmes e renova linha de iPods nos EUA »     ...     « Apple atualiza linha de iPods, mas deixa Classic de fora »     ...     « Novo iPod Shuffle: os botões estão de volta! »     ...     « Apple apresenta iOS 4.1 com correções para bugs do iPhone 4 e 3G »     ...     « Windows Live Sync (ou será Live Mesh?) chega à plataforma Mac »     ...     « Orquestra de iPads apresenta aplicativo musical »     ...     « Apple planeja utilizar tecnologia em que metais se comportam semelhante ao plástico »     ...     « Capa para iPhone funciona como abridor de garrafa »

 

 

Vender o iPhone através de mais operadoras e negociar pacotes mais baratos estão entre as sugestões de colunista que acha que a Apple precisa tomar da RIM o trono de maior vendedora de smartphones.

 

“Embora a Apple seja a líder em tecnologia para smartphones, não é a líder em vendas nesse segmento. Esse mérito ainda é da Research In Motion (RIM), fabricante do BlackBerry. Nesse mercado, vendas e participação contam”, diz Dan Frommer em artigo publicado no Business Insider.

Ele lembra que, em média, 2,6 milhões de unidades do BlackBerry foram despachadas por mês no trimestre terminado em fevereiro, ou um total de 7,8 milhões nos três meses. No trimestre fechado em dezembro a Apple embarcou 4,4 milhões de iPhones, ou 1,5 milhão por mês em média. Aparentemente a RIM ultrapassa a Apple em cerca de 1 milhão de unidades por mês, observa ele.

Frommer aponta algumas atitudes que a Apple pode tomar se quiser reverter essa situação:

  • Vender o iPhone através de mais operadoras, especialmente nos EUA;
  • Negociar pacotes de serviço mais baratos com as operadoras, de modo que mais pessoas possam comprar o iPhone;
  • Possivelmente oferecer um modelo de iPhone com teclado físico deslizante;
  • Melhorar o programa de e-mail do iPhone.

“Esse seria um bom começo. Outras melhorias, como aplicações sendo executadas em segundo plano, poderiam ajudar, mas não parece haver muita gente desprezando a Apple em favor da RIM só para rodar a aplicação Pandora em segundo plano. Na verdade, a Apple está definitivamente dando um chute no traseiro da RIM em termos de lucratividade, experiência e satisfação do usuário, plataforma de aplicações e projeto de hardware e software. E a RIM tirou proveito da promoção pague-um-leve-dois, que tornou seu trimestre de fevereiro mais suculento. Mas este é um jogo que a Apple pode e deve ganhar — e, no momento, não está”, pondera Frommer.

Leia mais, incluindo a explanação para cada um dos ítens relacionados acima, no artigo completo de Frommer.

Tags:, ,
 

Fuja do lugar comum: venha para o AppleMania!

 

2 comentários para “Como a Apple pode derrotar o BlackBerry da RIM”
  1. Ipso Facto disse:

    Vamos aqui fazer um jogo de imaginação: quantas unidades vendidas dos “smartphones” da RIM serão capazes de acessar a cara e desajeitada loja de aplicações da RIM, loja essa que exige que o usuário compre aplicações somente via PayPal?

    Resposta: apenas os BlackBerries rodando a versão 4.2 ou superior de seu SO e que sejam dotados de trackball ou de tela (clique, clique! cliiiiiiiiiiiiiique!) “SurePress”.

    Enquanto isso, cada um dos 4,4 milhões de iPhones vendidos no período funciona perfeitamente bem na loja de aplicações da Apple, que é, de longe, a maior e melhor loja online de aplicações para smartphones do mundo.

    E essa tal promoção pague-um-leve-dois da RIM? Não parece um ato desesperado de quem não consegue competir com o iPhone por méritos próprios e, por isso, sente-se na necessidade de distribuir BlackBerries de graça se quiser inflar seus números e empurrá-los no mercado?

    Os primeiros dois ítens da lista de Frommer parecem óbvios. O terceiro seria uma volta ao Séc. XIX, coisa para a qual a Apple não tem estômago. O quarto, esse sim, é o único que a Apple deveria levar a sério (e está, como Frommer reconhece em seu artigo original), embora, mesmo do jeito que está, o iPhone envie e receba e-mails normalmente, obrigado.

  2. Romulo disse:

    A primeira e a ultima são vitais… Primeiro que monopólio só faz mal para o usuário, para economia e para a evolução. A segunda ocorre naturalmente com a existência de concorrência…

    Olha o teclado é um caso inútil… Afinal o usuário é comum, e pior ainda é uma pedra rssrr

  3.  

 

Copyright © 2007-2010 AppleMania.info. Todos os direitos reservados.
A correta visualização deste site requer navegador compatível com os mais elevados padrões da Internet e está assegurada com os navegadores
Apple Safari, Google Chrome, Mozilla Firefox, Mozilla SeaMonkey, KDE Konqueror e Opera em resolução mínima de 1024 x 768.
Get Adobe Flash player