ESTE SITE ESTÁ À VENDA
Faça sua oferta aqui
 
« iTunes ganha interface 'limpa' e rede social »     ...     « Lançamento de Ping estremece relação entre Apple e Facebook »     ...     « Em tráfego de dados, Android e Linux perdem para aparelhos com iOS »     ...     « Teste de velocidade no iPhone 3G: iOS 4.0 contra iOS 4.1 »     ...     « TIM faz 'degustação' do iPhone 4 a partir de amanhã »     ...     « Rede social da Apple precisa de ajustes »     ...     « Aplicativo para iPad mostra a localização dos centros da Nasa »     ...     « Primeiras impressões: testamos os novos iPods »     ...     « Os 10 melhores programas para Mac »     ...     « Novos iPods Shuffle e Nano chegam ao Brasil em 2 semanas »     ...     « Anatel homologa iPad 3G para venda no Brasil »     ...     « Livraria Saraiva lança plataforma de livros digitais para iPad »     ...     « Loja on-line da Apple supera a marca de 250 mil aplicativos »     ...     « App Store bate novo recorde e mantém liderança isolada no mercado »     ...     « App Store atinge a marca de 6.5 bilhões de downloads »     ...     « Steve Jobs apresenta mudanças no iPod »     ...     « Steve Jobs apresenta versão menor e mais barata da Apple TV »     ...     « Apple cria locadora virtual de filmes e renova linha de iPods nos EUA »     ...     « Apple atualiza linha de iPods, mas deixa Classic de fora »     ...     « Novo iPod Shuffle: os botões estão de volta! »     ...     « Apple apresenta iOS 4.1 com correções para bugs do iPhone 4 e 3G »     ...     « Windows Live Sync (ou será Live Mesh?) chega à plataforma Mac »     ...     « Orquestra de iPads apresenta aplicativo musical »     ...     « Apple planeja utilizar tecnologia em que metais se comportam semelhante ao plástico »     ...     « Capa para iPhone funciona como abridor de garrafa »

 

 

Lista também inclui nomes amplamente conhecidos de produtos e empresas, como YouTube, Palm, HD DVD, Gateway e Segway.

 

“Vários dos mais bem financiados e divulgados lançamentos tecnológicos dos últimos 10 anos terminaram em fracasso. Muitas grandes empresas de tecnologia que detinham significativa parcela do mercado e vantagens com produtos para grandes indústrias perderam tais vantagens”, diz Douglas A. McIntyre em artigo publicado no 24/7 Wall St.

Segundo ele, o site pesquisou empresas e produtos que não sobreviveram e com eles criou uma lista dos mais colossais fracassos tecnológicos da última década. “Para integrar a lista, um produto tinha que ser amplamente reconhecido e disponível ao usuário. Tinha que ser voltado a um grande mercado global. Tinha que ser tecnologicamente equivalente ou superior à concorrência. Tinha que ser um produto ou nova empresa que tivesse a possibilidade de gerar bilhões de dólares em receita baseada em vendas de produtos similares ou concorrentes. Por fim, tinha que sobreviver ao potencial esperado por seus criadores e ao que imprensa e público pensavam ser possível”.

Isto posto, McIntyre relaciona os ítens integrantes da lista dos dez maiores fracassos tecnológicos da última década, dentre produtos e empresas:

  1. Microsoft Windows Vista
  2. Gateway
  3. HD DVD
  4. Vonage
  5. YouTube
  6. Sirius XM
  7. Microsoft Zune
  8. Palm
  9. Iridium
  10. Segway

A explanação para a escolha de cada um desses ítens encontra-se no artigo completo de McIntyre.

Tags:,
 

Fuja do lugar comum: venha para o AppleMania!

 

9 comentários para “Windows Vista e Zune entre os 10 maiores fracassos tecnológicos da década”
  1. Marco disse:

    Desculpe, mas porque que o YouTube e um fracasso?

    • Zumbi dos Palmares disse:

      A resposta está no artigo original em inglês. O autor diz que o YouTube é um serviço que não dá lucro algum (pelo contrário) ao Google. “Muito do conteúdo de vídeos colocado no YouTube é de tão má qualidade que os anunciantes estão relutantes em casar esses vídeos com seus anúncios”, diz o autor. Ele disse também que um banco suíço acha que o YouTube dará prejuízo de US$ 470 milhões este ano devido aos custos de armazenamento e banda requeridos para operar o site. Para sair do vermelho o YouTube teria que faturar pelo menos o triplo dos US$ 240 milhões estimados para 2009. Eis porque o autor considera o YouTube um fracasso.

  2. ser disse:

    É triste viver num mundo onde o sucesso e o fracasso é medido somente pelo lucro. Se tem uma coisa que o Youtube não é é fracasso. O resto da lista eu concordo.

    • Lukeskymac disse:

      Se um projeto ser uma dispesa enorme pra uma empresa não for fracasso **FINANCEIRO** (que é o ponto desse ranking), eu não sei o que é…

    • ser disse:

      O nome da lista é: “Os 10 Maiores Fracassos TECNOLÓGICOS da década”

  3. Marco disse:

    No texto diz “Por fim, tinha que sobreviver ao potencial esperado por seus criadores e ao que imprensa e público pensavam ser possível” creio eu que o Youtube faz justamente isso, pois ele faz com que mais pessoas acessem a página do google e reforça seu domínio em sites de busca e entretenimento e tbm ele e muito bem aceito pelo o publico e imprensa.
    Lucrativo não e, mais popular não tenho a menor duvida tanto e que o google apesar dos gastos eles não pensão em tirar ele do ar.

  4. Fernando Valente disse:

    Deveriam tirar o Youtube dai e por o mouse de bolinha do iMac G3. 😛

    • Lukeskymac disse:

      Porquê? Eu amo ele!

    • Romulo disse:

      Por que tirar o youtube?

      Ele foi sim um serviço pouco rentável se não praticamente nada rentável nos últimos anos (digo lucro diretamente). Agora, foi uma tática brilhante! A Google, como conhecemos, tem a tendencia de desenvolver seus produtos a longo prazo o que está longe dos padrões que todos conhecem. E por mais difícil que seja compreender, a empresa continua dando vida ao ramo em que atua, de forma muito lucrativa e arejada.

      É esperado que logo, talvez neste ano já, o youtube passe a render muito mais do que se espera em propagandas. A Google de forma inteligente apresentou o youtube ao publico, de uma forma muito agradável dando total liberdade. Tudo para que o youtube se tornasse referencia, assim como para que a Google pudesse estudar e melhorar esta ferramenta para o consumidor.

      Porem algumas coisa já estão mudando. Um grande foco de lucro que a google não controlava, eram os vídeos pessoais com proposito de propaganda! Qualquer empresa ou pessoa, de graça, fazia upload de vídeos para suas contas com o proposito de disponibilizar propaganda, que agora através das novas funcionalidades permite disponibilizar links, banners, etc. Já da para tirar uma ideia do possível lucro extra, já que o youtube rende muito indiretamente.

  5.  

 

Copyright © 2007-2010 AppleMania.info. Todos os direitos reservados.
A correta visualização deste site requer navegador compatível com os mais elevados padrões da Internet e está assegurada com os navegadores
Apple Safari, Google Chrome, Mozilla Firefox, Mozilla SeaMonkey, KDE Konqueror e Opera em resolução mínima de 1024 x 768.