ESTE SITE ESTÁ À VENDA
Faça sua oferta aqui
 
« iTunes ganha interface 'limpa' e rede social »     ...     « Lançamento de Ping estremece relação entre Apple e Facebook »     ...     « Em tráfego de dados, Android e Linux perdem para aparelhos com iOS »     ...     « Teste de velocidade no iPhone 3G: iOS 4.0 contra iOS 4.1 »     ...     « TIM faz 'degustação' do iPhone 4 a partir de amanhã »     ...     « Rede social da Apple precisa de ajustes »     ...     « Aplicativo para iPad mostra a localização dos centros da Nasa »     ...     « Primeiras impressões: testamos os novos iPods »     ...     « Os 10 melhores programas para Mac »     ...     « Novos iPods Shuffle e Nano chegam ao Brasil em 2 semanas »     ...     « Anatel homologa iPad 3G para venda no Brasil »     ...     « Livraria Saraiva lança plataforma de livros digitais para iPad »     ...     « Loja on-line da Apple supera a marca de 250 mil aplicativos »     ...     « App Store bate novo recorde e mantém liderança isolada no mercado »     ...     « App Store atinge a marca de 6.5 bilhões de downloads »     ...     « Steve Jobs apresenta mudanças no iPod »     ...     « Steve Jobs apresenta versão menor e mais barata da Apple TV »     ...     « Apple cria locadora virtual de filmes e renova linha de iPods nos EUA »     ...     « Apple atualiza linha de iPods, mas deixa Classic de fora »     ...     « Novo iPod Shuffle: os botões estão de volta! »     ...     « Apple apresenta iOS 4.1 com correções para bugs do iPhone 4 e 3G »     ...     « Windows Live Sync (ou será Live Mesh?) chega à plataforma Mac »     ...     « Orquestra de iPads apresenta aplicativo musical »     ...     « Apple planeja utilizar tecnologia em que metais se comportam semelhante ao plástico »     ...     « Capa para iPhone funciona como abridor de garrafa »

 

 

“Explorar uma brecha na segurança e enganar o software para que cresse que seu produto é um deles é um substituto pobre para ‘inovação’. E, quando a Apple reage, a resposta da Palm é atacar a reação dizendo ser ‘contra o consumidor’. Como é?”

 

“Era só uma questão de tempo. Quando o Palm Pre foi revelado, os anúncios subsequentes da Palm diziam que um de seus principais argumentos de venda era a estreita integração e sincronização do Pre com o software de música e vídeo iTunes da Apple. E sempre achei isso esquisito”, diz Jim Goldman no CNBC.

“Considere isto: a Apple possui o iTunes, parte de um ecossistema de hardware e software incrivelmente convincente (a menos que você esteja na França, onde as autoridades concluíram que ‘ecossistemas incrivelmente convincentes’ são apenas outra forma de dizer monopólio injusto, muito embora os injustiçados usuários tenham comprado dezenas de milhões de iPods e iPhones e bilhões de músicas). Mesmo assim, o site da Palm alega que o usuário pode usar o recurso de sincronização de mídia da Palm para transferir músicas e vídeos sem DRM e fotos do iTunes para o Pre. [Então] a Apple lançou uma nova versão do iTunes, a 8.2.1, e adivinhe o que aconteceu? O recurso de sincronização que permitia ao Pre conectar-se ao iTunes foi desabilitado. Isso foi algo que a Apple ameaçava fazer desde quando a Palm começou a divulgar sua compatibilidade de sincronização com o iTunes”, observa Goldman.

“Veja, sou totalmente a favor da liberdade de escolha do consumidor, mas não às custas dos inovadores que trouxeram novas tecnologias ao mercado e não quando essa liberdade afeta a capacidade dos inovadores de controlar suas inovações. (…) Honestamente, como poderia a Palm crer que que poderia cooptar a tecnologia de outra empresa e usá-la como argumento de venda de seu próprio produto? Explorar uma brecha na segurança dos outros e enganar o software para que cresse que seu produto é um deles é um substituto pobre para ‘inovação’. O recado [da Palm] nesse caso parece ser: ‘Não temos nosso próprio meio de colocar música em nosso aparelho, portanto vamos usar o de alguém’. E, quando a Apple reage, a resposta da Palm é atacar a reação dizendo ser ‘contra o consumidor’. Como é?”, espanta-se Goldman.

“Se não gosta disso, não use o iTunes. Não compre um iPhone. Ou um iPod. Não compre nada da Apple. Não seja cliente da empresa. Que? É, não pensei mesmo que você conseguiria”, alfineta Goldman.

Leia mais no artigo completo de Goldman.

Tags:, ,
 

Fuja do lugar comum: venha para o AppleMania!

 

4 comentários para “CNBC: como a Palm podia crer que poderia se aproveitar do iTunes?”
  1. Ipso Facto disse:

    Comentando notícia do desbloqueio irregular do iPhone em 19 de julho de 2007 (há dois anos, portanto), o leitor Gilberto escreveu:

    Se você não está de acordo com as regras, não se comprometa com elas. Comprometer-se para violá-las em seguida é que não pode. Isso demonstra falta de caráter. (…) Quem não está de acordo com as regras de uso do iPhone não deve comprar um iPhone. Deve resistir à tentação de ter o que nem é necessário ter. Quem é que realmente PRECISA do iPhone a ponto de não poder dispensá-lo? Ninguém! Portanto, violar as regras de uso do aparelho denota nada mais que falta de caráter e de honestidade. A pessoa que faz isso desonra a própria assinatura posta espontaneamente no contrato. Ninguém a forçou a assiná-lo.

    Comentando a postura da Palm perante o iTunes no artigo acima, Goldman foi pela mesma linha: “Se não gosta disso, não use o iTunes. Não compre um iPhone. Ou um iPod. Não compre nada da Apple. Não seja cliente da empresa”.

    Nada mais justo. Ninguém é obrigado a usar nada da Apple. Esculhambação é que não pode.

  2. Knux disse:

    O leitor Gilberto e o Editor estavam errados quanto ao desbloqueio do iPhone. Nenhum termo da eula sobrepõe a lei de proteção ao consumidor. Ponto-final. A regra da Apple só é uma regra se não for contra a leia.

    Isso tanto é verdade, que o iPhone é vendido desbloqueado e sem contrato na maioria dos países, inclusive (vejam só) nos EUA, desde o início do ano. A Apple não comprou essa briga.

    Puxar esse assunto lá de trás para uma discussão sobre o Palm Pre apenas enfraquece sua argumentação.

    Soa como algo tipo “lá atrás, apresentamos esse argumento, mas a história se encarregou de mostrar que estávamos errados… mesmo assim, vamos apresenta-lo de novo.”

    Abraços.

    • Johnny Bravo disse:

      Parece que você não entendeu o ponto onde o Ipso Facto quis chegar.

      Mas deixa pra lá, você tem mesmo dificuldade em perceber o que não vai de acordo com seu ponto de vista…

    • Romulo disse:

      Knux, você deveria ter concordado em numero gênero e grau com o argumento do Ipso.

      Será que você não entende??? 🙂

  3.  

 

Copyright © 2007-2010 AppleMania.info. Todos os direitos reservados.
A correta visualização deste site requer navegador compatível com os mais elevados padrões da Internet e está assegurada com os navegadores
Apple Safari, Google Chrome, Mozilla Firefox, Mozilla SeaMonkey, KDE Konqueror e Opera em resolução mínima de 1024 x 768.