ESTE SITE ESTÁ À VENDA
Faça sua oferta aqui
 
« iTunes ganha interface 'limpa' e rede social »     ...     « Lançamento de Ping estremece relação entre Apple e Facebook »     ...     « Em tráfego de dados, Android e Linux perdem para aparelhos com iOS »     ...     « Teste de velocidade no iPhone 3G: iOS 4.0 contra iOS 4.1 »     ...     « TIM faz 'degustação' do iPhone 4 a partir de amanhã »     ...     « Rede social da Apple precisa de ajustes »     ...     « Aplicativo para iPad mostra a localização dos centros da Nasa »     ...     « Primeiras impressões: testamos os novos iPods »     ...     « Os 10 melhores programas para Mac »     ...     « Novos iPods Shuffle e Nano chegam ao Brasil em 2 semanas »     ...     « Anatel homologa iPad 3G para venda no Brasil »     ...     « Livraria Saraiva lança plataforma de livros digitais para iPad »     ...     « Loja on-line da Apple supera a marca de 250 mil aplicativos »     ...     « App Store bate novo recorde e mantém liderança isolada no mercado »     ...     « App Store atinge a marca de 6.5 bilhões de downloads »     ...     « Steve Jobs apresenta mudanças no iPod »     ...     « Steve Jobs apresenta versão menor e mais barata da Apple TV »     ...     « Apple cria locadora virtual de filmes e renova linha de iPods nos EUA »     ...     « Apple atualiza linha de iPods, mas deixa Classic de fora »     ...     « Novo iPod Shuffle: os botões estão de volta! »     ...     « Apple apresenta iOS 4.1 com correções para bugs do iPhone 4 e 3G »     ...     « Windows Live Sync (ou será Live Mesh?) chega à plataforma Mac »     ...     « Orquestra de iPads apresenta aplicativo musical »     ...     « Apple planeja utilizar tecnologia em que metais se comportam semelhante ao plástico »     ...     « Capa para iPhone funciona como abridor de garrafa »

 

 

“Em algum momento as pessoas simplesmente se recusarão a se submeter a esse tipo de processo de upgrade para acomodar o que em essência é uma arquitetura medíocre baseada em idéias dos anos 80”.

 

“A Microsoft tem um problema. A indústria toda tem um problema. Todo mundo precisa que o Windows 7 seja um grande sucesso. Na semana passada até a Intel ficou remoendo o fato de que ninguém mais faz upgrades em máquinas como antes. (…) O verdadeiro problema é o idiótico Registro do Windows e a arquitetura desenvolvida em torno dessa idéia”, diz John C. Dvorak no site da revista PC Magazine.

“Aparentemente o Windows 7 mudou o suficiente para não permitir que você o instale como um SO novo e espere que rode tudo que havia sido instalado antes. No passado, esse tipo de upgrade sempre foi possível, embora não fosse tão bom quanto uma instalação limpa. O motivo pelo qual nunca foi tão bom quanto uma instalação limpa é porque o Registro é um amontoado de dados que nunca é realmente limpo pelo SO. Ele acaba virando uma pilha de lixo emperrando a máquina. Programas de limpeza do lixo como o Systemic Mechanic e outros resolvem esse problema, mas o problema não deveria ser resolvido dessa forma. Na verdade, não deveria sequer existir. Por que a Microsoft não se livra do Registro?”, questiona Dvorak.

Segundo ele, ao longo do tempo o Registro do Windows tornou-se uma inconveniência por não ser mais necessário como era quando foi concebido. Hoje em dia, o Registro não faz nada que não possa ser feito sem ele, afirma Dvorak. “A idéia toda vem dos dias em que os recursos tinham que ser compartilhados e os parâmetros necessários tinham que ser postos numa localização central para que o disco rígido não ficasse entulhado com código redundante. E, embora haja alguns bons motivos para que se tenha um Registro bem controlado, ele é muito inconveniente num ambiente onde upgrades frequentes são um benefício. E note que a redundância de dados significa nada numa era de US$ 89 por TB e computação em nuvem”.

Para Dvorak, nenhum dos inconvenientes do upgrade seria problema se os programas ficassem confinados numa única pasta que pudesse ser transportada de máquina em máquina sem necessidade de reinstalar o programa todo. “Na verdade, alguns programas são distribuídos dessa forma. Mas a maioria das instalações depende do Registro e não roda sem ele. Mova o programa sozinho e o que se recebe é uma enxurrada de irritantes e indecifráveis mensagens de erro que não lhe dão informação suficiente para sequer tentar corrigir a respectiva entrada no Registro para que volte a funcionar. É ridículo!”

Dvorak acha que em algum momento, talvez em breve, o Registro será a morte do Windows. “Em algum momento as pessoas simplesmente se recusarão a se submeter a esse tipo de processo de upgrade para acomodar o que em essência é uma arquitetura medíocre baseada em idéias dos anos 80. (…) Com esse tipo de atitude lânguida da parte da Microsoft, as pessoas vão começar a considerar mais cuidadosamente uma mudança para o Linux ou o Mac e desistir desses caras”.

Leia mais no artigo completo de Dvorak.

Tags:
 

Fuja do lugar comum: venha para o AppleMania!

 

8 comentários para “Dvorak: por que a Microsoft não se livra desse maldito Registro?”
  1. Ipso Facto disse:

    Em primeiro lugar, nem toda mundo precisa que o Windows 7 seja um sucesso. Na verdade, há dezenas de milhões de nós que sequer querem, quanto mais precisam, do Windows 7, ou de qualquer versão do Windows, ou mesmo de qualquer coisa que venha da Microsoft.

    Em segundo lugar, nos últimos 5 meses o Linux saiu de um insignificante 1,01% de participação no mercado de desktops para outro insignificante 1,05%. Em outras palavras, ninguém deve prender a respiração à espera de um estouro da boiada de ex-usuários de Windows correndo para o Linux. Eras glaciais ocorrem com mais frequência do que migrações Windows-Linux. Fora da sala de servidores, o Linux no desktop é um sonho. A migração que realmente está ocorrendo é para o Mac, não para o Linux, admita Dvorak ou não.

    • Romulo disse:

      O Linux quer usuários, basicamente os desenvolvedores caçam essa meta, agora, ele esta mais tranqüilo quanto a essa obrigação, o Linux comercialmente tem sua renda já, com sucesso até, crescendo muito bem e atingindo suas metas como sistema nos seus limites, uso Linux e não sinto dificuldade alguma, e sinceramente, mexer no Mac OS X não me fez querer largar o Linux. Não sei, acho que é do usuário a escolha, algumas pessoas precisam de algo simples mesmo.

      Mexer no Linux é animador para mim, só de mexer nele me sinto bem mais realizado, afinal o linux é uma mina jovem que se renova constantemente, que te ensina coisas, fazendo muitas conquistas tanto na sua tecnologia como no usuário.

      Ele tem sim os pontos negativos de ser um sistema estranho no ambiente desktop, 100 por cento livre e em conflito com o mercado em geral.

      Pelo menos assim como o Mac a tendencia é acelerar. E é bom saber que o Linux faz suas conquistas na tecnologia e é reconhecido, pelo menos como fonte de melhorias significantes em vários processos, como a virtualização, assim como um sistema efetivamente bem polido.

  2. Willy disse:

    Não concordo com o Dvorak, o registro do Windows é a maior fonte de renda dos técnicos de manutenção de Hardware e se a Microsoft mudar isso no Windows muitas famílias no globo terrestre irão perder a “boquinha”. Deixa do jeito que tá, todos agradecem !!!

    • Romulo disse:

      a grande renda do técnico que vive na minha cidade natal e cobre toda uma região de apenas 3 mil habitantes não é nem de perto Windows problemático, Grande parte dos ganhos dele é suprindo problemas de rede física, instalando redes, problemas físicos em impressoras e monitores manutenção, atualização de hardware em geral, enfim…

      Eu fico surpreso com o numero de usuários leigos que sabem formatar seus PCs. e crackea-los.

      E de longe manter o Windows defasado não eh a maneira mais eficiente de solucionar o problema. 🙁

  3. Ozzy disse:

    Na verdade o registro é o menor dos problemas do windows… e na verdade é só lembrar que ele nem surgiu na decada de 80, e sim na decada de 90… com o advento do windows 95 e windows nt… antes disso era usado os .ini na pasta windows, que virava um grande inferno.
    Mas realmente concordo que os arquivos de configuração deveriam ficar na pasta do applicativo, arquivos gerados pelo aplicativo, e seus resultantes (arquivos de trabalho, ex. .docs) na pasta do usuario… como é no mac os x.

    O grande problema do windows é o mesmo do linux… a falta de organização, o que era pra ele fazer (tornar a maquina operacional) ele não faz… assim como o linux ele faz efeitos, é totalmente personalizavel e totalmente caotico.

    • Romulo disse:

      A que caos você se refere Ozzy???

      O Linux não tem nada de caótico, mas as pessoas insistem em falar de mitos. Chega a ser engraçado porque a coisa se reflete constantemente no cotidiano:

      Constantemente pessoas que tem Windows e Linux no mesmo computador, vem através de seus Linux a fóruns perguntar por que seu Windows finalmente instalado, justamente não funciona como esperado. O Windows apesar de um grande legado não consegue vir pronto out of box! Muitos usuários acham que o Windows como seu Linux é capaz de detectar qualquer dispositivo, ou simplesmente já vem com vários softwares pré instalados.

      E a coisa fica pior, mesmo assim o Linux consegue ser distintamente mais rápido, robusto, limpo, leve e organizado. Quando o Windows mesmo vindo quase pelado ocupa um bom espaço em seu computador e se deteriora em tempo recorde, você precisa desfragmentar, limpar o registro, desfragmentar o registro, limpar o sistema e ainda assim o sistema não fica como antes, se tornando um beberrão que esgota constantemente a RAM se não houver manutenção constante.

      Se não bastasse as pessoas ficam a dizer o Kernel extremamente flexível do Linux poe tudo a perder a cada atualização. Que é impossível um sistema ser multi plataforma, pois isso é um fracasso. Pois bem, ainda na versão Jaunty o sistema teve 3 atualizações de kernel já, e nada deixou de funcionar! Esse mito se estende dês de 2000 quando o Kernel entrou na versão 2.4, mas esse tipo de coisa que não acontece mais, só que claro a coisa pegou não é mesmo.

      Se ter um sistema integro que se mantem eternamente funcional sem vida curta e sem instabilidades e lerdeza a curto e longo prazo é bagunça, talvez seja melhor nem ligar o computador.

      E se a referencia for a existência de um registro no Linux, Linux não tem registo, não existe um arquivo com formato especial agindo como uma caixa preta para guardar todas as configurações do sistema e dos programas em um arquivo maciço ao qual basicamente apenas a MS tem conhecimento do total funcionamento.

      As configurações no Linux são guardadas em forma de texto em varias pastas dentro principalmente da pasta etc, diferenciando um pouco do Mac OS pelo fato de não estarem exatamente nas mesmas pastas dos programas em sí. Mas sim em pastas claramente referenciais aos programas, dentro do etc.

      É uma forma muito organizada e ainda totalmente aberta ao usuário caso ele queira exatamente saber como o esquema funciona.

  4. IntruderPlus disse:

    Eu vejo Assim:

    O WINDOWS se popularizou no início da microinformática, quando todos estavam entusiasmodado e sem saber o quanyo isso as afetaria. A Apple Veio e criou um computador gráfico e “comercializavel”.

    Roubado principalmente da Apple, o visual foi promocional mas nunca funcionou direito. Nem a estrutura. Ao longo de tantos anos não há nada tão ruim, podre e cheio de emendas que esse lixo do Windows.

    O LInux é quase isso. Veio do Unix com a proposta de ser livre. É ótimo para quem gosta de fuçar as entranhas digitais mas, parta o usuário normal (99%) ele não tem nada de bom. Não tem software padrão (Sequer algo próximo do similar) Comparar o GIMP ao Photoshop é para doente mental.

    Agora olhe o Mac. Tirando o hardware que não vou discutir, tem o melhor Sistema Operacional do Mercado, Excelentes infra-estruturas tecnológicas como QuickTime, OpenGL, Cores, Display Postscript (PDF), e bla bla bla.

    Uma interface deliciosa, um visual atual e refinado. 100% integrado ao hardware e com 99% dos softwares padråo disponíveis para ele.

    Na minha escala hierárquica há 3 tipos de usuário básicos de micros.

    1 – Os Doentes mentais – Usam Linux e adoram ficar horas digitando comando no modo texto.
    2 – Os Doentes sociais – Usam Windows por imposição de sua empresa ou porque é o que ele acha que o dinheiro dá pra comprar.
    3 – Os Lúcidos – Sbaem que computador para eles é investimento e não custo, precisam se ferramentas sérias para produzir e não tem a menor idéai do que registro ou qualquer “cilada digital: de suas entranhas.

    Me desculpem.

    Eu fico no Mac como faço há mais de 20 anos!

    E concordo com quem deseja usar o Linux ou o Windows. Afinal de espaço no planeta para todos.

    • Romulo disse:

      Photoshop não é programa para usuário comum intruderPlus, pense um pouco, o usuário comum é considerado pelo mercado como o usuário que: escreve no word, mexe no exel de vez em quando e fica 95 por cento do seu tempo em algum navegador.

      O usuário comum faz coisa comum, eu nao sei como as pessoas podem achar que o usuário comum tem grande parcela de uso do photoshop, alias só existe margem para se pensar assim por que o mercado pirata reina, caso do contrario o usuário comum nao teria 2 mil reais para brincar no Photoshop.

      Ai entra o caso, que pimboias o Linux não faz para alegrar o mercado comum? Constatei em mais de 50 por cento dos casos que, forçando uma pessoa a mexer no Ubuntu, leva a uma considerável surpresa da percepção de que o Linux faz tudo tão bem quanto o Windows, e adivinhe, ainda roda o seu Photopirat!

      O Mac pode ser um ótimo produto, mas como uma pessoa que gosta de viver plenamente seus interesses o Linux ainda é meu preferido, e o caso nem é discutir que sistema é melhor por que eu sei que o Mac é o sistema que mistura em parte a praticidade e robustez de seus concorrentes.

      O caso foi a sua ignorância para com o assunto! Por acaso a minha mãe agora que não sabe pimboias de informática é uma doente mental? Que classificação mais mal elaborada foi essa? Simplesmente você se baseou em fatos do seu acordo sem se quer saber a realidade! E agora meu pai e eu somos ambos doente social e mental por que usamos ambos os sistemas???

      Eu também tenho uma classificação para pessoas como você: ignorante.

  5.  

 

Copyright © 2007-2010 AppleMania.info. Todos os direitos reservados.
A correta visualização deste site requer navegador compatível com os mais elevados padrões da Internet e está assegurada com os navegadores
Apple Safari, Google Chrome, Mozilla Firefox, Mozilla SeaMonkey, KDE Konqueror e Opera em resolução mínima de 1024 x 768.