ESTE SITE ESTÁ À VENDA
Faça sua oferta aqui
 
« iTunes ganha interface 'limpa' e rede social »     ...     « Lançamento de Ping estremece relação entre Apple e Facebook »     ...     « Em tráfego de dados, Android e Linux perdem para aparelhos com iOS »     ...     « Teste de velocidade no iPhone 3G: iOS 4.0 contra iOS 4.1 »     ...     « TIM faz 'degustação' do iPhone 4 a partir de amanhã »     ...     « Rede social da Apple precisa de ajustes »     ...     « Aplicativo para iPad mostra a localização dos centros da Nasa »     ...     « Primeiras impressões: testamos os novos iPods »     ...     « Os 10 melhores programas para Mac »     ...     « Novos iPods Shuffle e Nano chegam ao Brasil em 2 semanas »     ...     « Anatel homologa iPad 3G para venda no Brasil »     ...     « Livraria Saraiva lança plataforma de livros digitais para iPad »     ...     « Loja on-line da Apple supera a marca de 250 mil aplicativos »     ...     « App Store bate novo recorde e mantém liderança isolada no mercado »     ...     « App Store atinge a marca de 6.5 bilhões de downloads »     ...     « Steve Jobs apresenta mudanças no iPod »     ...     « Steve Jobs apresenta versão menor e mais barata da Apple TV »     ...     « Apple cria locadora virtual de filmes e renova linha de iPods nos EUA »     ...     « Apple atualiza linha de iPods, mas deixa Classic de fora »     ...     « Novo iPod Shuffle: os botões estão de volta! »     ...     « Apple apresenta iOS 4.1 com correções para bugs do iPhone 4 e 3G »     ...     « Windows Live Sync (ou será Live Mesh?) chega à plataforma Mac »     ...     « Orquestra de iPads apresenta aplicativo musical »     ...     « Apple planeja utilizar tecnologia em que metais se comportam semelhante ao plástico »     ...     « Capa para iPhone funciona como abridor de garrafa »

 

 

Empresa afirma que iniciativa de censurar palavras vulgares no Ninjawords foi do desenvolvedor, e não imposição dela. Desenvolvedor estaria com pressa de publicar o dicionário na App Store.

 

“A história do dicionário Ninjaword tem duas partes. A menor é sobre uma esperta aplicação de US$ 2 de dicionário para iPhone, cujos desenvolvedores removeram palavras ‘questionáveis’ para que pudesse ser publicado na App Store. A outra é sobre a própria App Store e a perspectiva de que a administração da Apple esteja tentando corrigir seu curso”, diz John Gruber no Daring Fireball.

Segundo ele, Phil Schiller, vice-presidente sênior da Apple, enviou-lhe e-mail comentando artigo anterior do blog em que acusava a Apple de ter feito o que, segundo Schiller, a empresa não fez. Com a permissão de Schiller, Gruber publicou as partes mais relevantes do e-mail:

Quando li sua coluna noite passada sobre o aplicação de dicionário Ninjawords, imediatamente invesiguei o caso com nossa equipe de revisão da App Store para saber o que aconteceu.

Permita-me começar com o que há de mais importante: a Apple não censurou o conteúdo dessa aplicação e não a rejeitou por incluir referências a xingamentos. Em seu artigo, você acusou a Apple de ter feito ambas as coisas e o fato é que não fizemos nenhuma delas.

O Ninjawords é uma aplicação que usa conteúdo do dicionário online baseado em wiki Wiktionary.org para prover resultados rápidos na Internet e no iPhone. Ao contrário do que você escreveu, a aplicação Ninjawords não foi rejeitada no processo de avaliação da App Store por incluir ‘xingamentos’ comuns. Na verdade, qualquer um pode ver que a Apple já tinha aprovado antes aplicações de dicionário que incluem todos os ‘xingamentos’ comuns que você deu como exemplos em seu artigo.

O problema foi que os avaliadores da App Store encontraram na aplicação Ninjawords palavras mais vulgares que as encontradas em dicionários tradicionais, palavras que muitas pessoas podem considerar preocupantes ou reprováveis. Uma busca rápida no Wiktionary.org revelou uma série de ‘gírias urbanas’ ofensivas que não se encontram em dicionários populares como o que você citou como exemplo, o New Oxford American Dictionary incluso no Mac OS X. A Apple rejeitou a submissão inicial do Ninjawords por esse motivo, forneceu ao desenvolvedor do Ninjawords informações sobre alguns dos termos vulgares e sugeriu-lhe que reenviasse a aplicação para aprovação depois que os controles parentais fossem implementados no iPhone.

O desenvolvedor do Ninjawords então decidiu filtrar alguns dos termos ofensivos na aplicação e reenviou-a para aprovação e distribuição na App Store antes da implementação dos controles parentais no iPhone. A Apple não pediu ao desenvolvedor que censurasse qualquer conteúdo do Ninjawords. Ele decidiu fazê-lo por iniciativa própria para que obtivesse aprovação mais rapidamente. Embora o desenvolvedor tenha censurado alguns termos, ainda permaneceram termos vulgares em número suficiente para requerer que o produto fosse classificado como adequado apenas para maiores de 17 anos.

Você está correto ao afirmar que o Ninjawords não deveria ter precisado ser censurado ao mesmo tempo em que recebia classificação de +17, mas isso foi resultado das ações do desenvolvedor, não da Apple. Creio que a recomendação original da equipe de revisão da App Store ao desenvolvedor de submeber o Ninjawords sem censuras depois da implementação dos controles parentais no iPhone era a melhor coisa a fazer. O Wiktionary.org é um recurso aberto e em constante mudança e filtrar conteúdo dele não me parece razoável nem necessário.

A meta da Apple permanece sendo a de manter-se alinhada com clientes e desenvolvedores para criar uma plataforma inovadora de aplicações para o iPhone e o iPod touch e dar assistência a muitos desenvolvedores na criação de tantos grandes programas para o iPhone quanto possível. Embora possamos não ser perfeitos ao perseguir essa meta, nosso empenho sempre carrega a melhor das intenções e, se erramos, queremos aprender com nossos erros e melhorar rapidamente.

Comentário de Gruber ao e-mail de Schiller: “Isso é música para meus ouvidos. Que Schiller tenha desejado responder com tantos detalhes é a primeira prova que vejo de que a liderança da Apple está tentando fazer a correção de curso que muitos de nós vemos como necessária para o sucesso da plataforma a longo prazo. A melhoria que considero mais importante é a de concentrar-se em equilíbrio, consistência e senso comum no processo de avaliação de aplicações na App Store”.

Leia mais no artigo completo de Gruber.

Tags:,
 

Fuja do lugar comum: venha para o AppleMania!

 

2 comentários para “Apple se explica sobre ‘rejeição’ a dicionário para iPhone”
  1. Ipso Facto disse:

    Seria ótimo se a Apple sempre mantivesse esse nível de comunicação com o público. Sempre achei que a Apple tem uma péssima comunicação e espero que o e-mail de Schiller seja o início de uma mudança nessa área também.

  2. Knux disse:

    que?! mesmo colocar recomendação de idade em um dicionário é ridículo

  3.  

 

Copyright © 2007-2010 AppleMania.info. Todos os direitos reservados.
A correta visualização deste site requer navegador compatível com os mais elevados padrões da Internet e está assegurada com os navegadores
Apple Safari, Google Chrome, Mozilla Firefox, Mozilla SeaMonkey, KDE Konqueror e Opera em resolução mínima de 1024 x 768.
Get Adobe Flash player