ESTE SITE ESTÁ À VENDA
Faça sua oferta aqui
 
« iTunes ganha interface 'limpa' e rede social »     ...     « Lançamento de Ping estremece relação entre Apple e Facebook »     ...     « Em tráfego de dados, Android e Linux perdem para aparelhos com iOS »     ...     « Teste de velocidade no iPhone 3G: iOS 4.0 contra iOS 4.1 »     ...     « TIM faz 'degustação' do iPhone 4 a partir de amanhã »     ...     « Rede social da Apple precisa de ajustes »     ...     « Aplicativo para iPad mostra a localização dos centros da Nasa »     ...     « Primeiras impressões: testamos os novos iPods »     ...     « Os 10 melhores programas para Mac »     ...     « Novos iPods Shuffle e Nano chegam ao Brasil em 2 semanas »     ...     « Anatel homologa iPad 3G para venda no Brasil »     ...     « Livraria Saraiva lança plataforma de livros digitais para iPad »     ...     « Loja on-line da Apple supera a marca de 250 mil aplicativos »     ...     « App Store bate novo recorde e mantém liderança isolada no mercado »     ...     « App Store atinge a marca de 6.5 bilhões de downloads »     ...     « Steve Jobs apresenta mudanças no iPod »     ...     « Steve Jobs apresenta versão menor e mais barata da Apple TV »     ...     « Apple cria locadora virtual de filmes e renova linha de iPods nos EUA »     ...     « Apple atualiza linha de iPods, mas deixa Classic de fora »     ...     « Novo iPod Shuffle: os botões estão de volta! »     ...     « Apple apresenta iOS 4.1 com correções para bugs do iPhone 4 e 3G »     ...     « Windows Live Sync (ou será Live Mesh?) chega à plataforma Mac »     ...     « Orquestra de iPads apresenta aplicativo musical »     ...     « Apple planeja utilizar tecnologia em que metais se comportam semelhante ao plástico »     ...     « Capa para iPhone funciona como abridor de garrafa »

 

 

Clonadora de Macs acha-se no direito de comprar cópias do Snow Leopard no mercado e instalá-las nos PCs que fabrica e vende. Empresa da Flórida tenta obter liminar proibindo a Apple de impedi-la de fazê-lo.

 

Quem realmente está por trás da Psystar?

Ver resultados

Carregando ... Carregando ...

“A Psystar espera conseguir levar o mais recente sistema operacional da Apple para sua linha de imitações ilegais de Macs. Em queixa aberta em uma corte da Flórida nesta quinta-feira, a Psystar busca obter liminar e indenização por danos pela ‘tentativa anticompetitiva [da Apple] de prender o Mac OS X Snow Leopard à sua linha de computadores Macintosh'”, relata Sam Oliver no AppleInsider.

Segundo Oliver, a Psystar alega na ação ter o direito de comprar cópias do Snow Leopard no mercado e instalá-las nos computadores PC que fabrica e vende.

“A empresa pede à corte que conceda liminar exigindo que a Apple pare de unir o Snow Leopard apenas à linha oficial de computadores Macintosh. Ela afirma também que a empresa tem direito a exigir que a justiça proíba a Apple de impedir que a Psystar venda computadores com o Snow Leopard”, conta Oliver.

Leia mais no artigo completo de Oliver.

Tags:
 

Fuja do lugar comum: venha para o AppleMania!

 

13 comentários para “Era só o que faltava: Psystar processa Apple por causa do Snow Leopard”
  1. Ipso Facto disse:

    Como os gênios da lâmpada da Psystar queriam que existissem mulas sem cabeça como eles, o próximo passo deles será processar a Natureza por isso.

    O Acordo de Licença de Uso do Mac OS X 10.6 Snow Leopard (PDF) diz, em parte:

    O software Apple (incluindo o código ROM de inicialização), qualquer software de terceiro, a documentação, interfaces, conteúdo, fontes e todos os dados que acompanhem esta Licença pré-instalada em hardware Apple, em disco, em memória apenas para leitura, em qualquer outro meio físico ou em qualquer outra forma (coletivamente o “Software Apple”) são licenciados, não vendidos, a você pela Apple Inc. (“Apple”) para serem utilizados sob os termos desta Licença. A Apple e/ou seus licenciadores retêm a propriedade do software Apple e reservam todos os direitos não concedidos expressamente a você. Os termos desta Licença regularão quaisquer atualizações de software fornecidas pela Apple que substituam e/ou complementem o produto Software Apple original, a menos que tal atualização contenha uma licença em separado e, nesse caso, os termos daquela licença prevalecerão.

    Licença de Uso Simples. Sujeito aos termos e condições desta Licença, a não ser que você tenha adquirido uma licença de Pacote Familiar ou de Atualização para o Software Apple, você aceita uma licença não exclusiva limitada para instalar, usar e executar uma (1) cópia do Software Apple em um único computador Apple por vez. Você concorda em não instalar, usar ou executar o Software Apple em computadores que não sejam Apple ou permitir que outros o façam. Esta Licença não permite que o Software Apple exista simultaneamente em mais do que um computador, e você não pode tornar o Software Apple disponível em uma rede onde fosse utilizado por vários computadores ao mesmo tempo.

    Licença de Pacote Familiar. Se você adquiriu uma licença de Pacote Familiar, sujeito aos termos e condições desta Licença, você aceita uma licença não exclusiva limitada para instalar, usar e executar uma (1) cópia do Software Apple em até cinco (5) computadores Apple por vez, desde que estejam localizados na mesma residência e sejam utilizados por pessoas que ocupam esta mesma residência. Quando dizemos “residência”, nos referimos à pessoa ou às pessoas que compartilham a mesma unidade residencial, seja ela uma casa, um apartamento, um trailer ou um condomínio, mas o conceito também pode se estender a estudantes que são residentes principais dessa residência, mas vivem em um outro local dentro do campus. O Pacote Familiar não se aplica a usuários comerciais e empresas.

    Licenças de Atualização Leopard. Se você adquiriu uma licença de Atualização para Mac OS X Leopard, sujeito aos termos e condições desta Licença, você aceita uma licença não exclusiva limitada para instalar, usar e executar uma (1) cópia do Software Apple em um único computador Apple desde que esse computador possua uma cópia devidamente licenciada do Mac OS X Leopard já instalada. Se você houver adquirido uma licença de Atualização de Pacote Familiar para Mac OS X Leopard, sujeito aos termos e condições desta Licença, você aceita uma licença não exclusiva limitada para instalar, usar e executar uma (1) cópia do Software Apple em até cinco (5) computadores Apple por vez, desde que estejam localizados na mesma residência (como definido acima) e sejam utilizados por pessoas que ocupam esta mesma residência, e cada um desses computadores possua uma cópia devidamente licenciada do Mac OS X Leopard já instalada. A Licença de Atualização do Pacote Familiar para Mac OS X Leopard não se estende a usuários de empresas ou comerciais.

    Para os gênios-mulas-sem-cabeça da Psystar: os termos operacionais do Acordo de Licença de Uso do Mac OS X sempre foram e continuam sendo: “Licenciado a você, e não vendido” (ou seja, o usuário não é dono do sistema operacional, e sim tem permissão de usá-lo — e, antes que alguém chegue aqui dando chilique, é assim também com o Windows) e “computadores da marca Apple”.

    • Romulo disse:

      Mas enfim, vamos ver no que da, a licença da Apple é um ato contratual, e não lei… Dessa forma depende do juiz determinar se essa atitude fere alguma lei…

      Aparentemente parece haver alguma porem nisso tudo, pois não é apenas a Psystar que acha que pode vender sistemas Mac OS X em PCs.

    • Zumbi dos Palmares disse:

      a licença da Apple é um ato contratual, e não lei… Dessa forma depende do juiz determinar se essa atitude fere alguma lei…

      Ué, se fere, por que nunca ninguém processou a Microsoft, que faz exatamente a mesma coisa com o Windows?

    • Romulo disse:

      Talvez, por que não processam qualquer empresa por ter um contrato qualquer que seja…

      A relevância não é a existência de contrato, o fato é que qualquer contrato pode ser revogado diante de uma lei.

      E a apple apresenta um contrato exótico, que pode ser analisado como injusto perante a lei, impede o usuário de usar seu programa em outras maquinas que não sejam as dela (produto casado). Por lei isso é crime, você não pode criar produtos/serviços dependentes de outros e vende-los separados… Seria o mesmo que a Macdonalds vender hambúrguer e caixas, porem te proibir de colocar outro hambúrguer dentro da caixa 🙂

      A solução seria, não cobrar pela caixa ou não vende-la separada…

      Querendo ou não a Apple vende seu sistema para qualquer um, o correto seria ela não vender o sistema.

      Fornecer no Mac apenas, como parte do produto, um único produto, ou até de preferencia não forçar o usuário a adquirir um produto com um sistema dela obrigatoriamente.

      É uma lógica projetada para proteger a liberdade do consumidor… Afinal porque a Apple precisa deixar o sistema como produto separado para qualquer um comprar? Duvido que isso gere alguma porcentagem de luco importante.

    • Romulo disse:

      Agora tenho minhas duvidas que a Psystar consiga alguma coisa, ela está muito suja na história, e foi uma completa falta de inteligencia entrar em um processo dessa forma, mesmo que o processo tenha justa causa e pudesse permitir mais liberdade ao consumidor.

  2. rc_pc disse:

    Gosto do Mac OS X , mas não gosto da possibilidade de só te-lo oficialmente se usar um hardware apple. É uma opnião pessoal de quem gosta de liberdade de escolha. Tenho um macbook para usar em casa, mas atualmente quando saio, só levo meu netbook por ser mais conveniente pela portabilidade e segurança. Gostaria de usa-lo com o Mac OS X, mas por não poder usa-lo oficialmente, uso com o sistema operacional nativo.

  3. Tio Deive disse:

    Esses caras da Psystar parecem ter feito curso com políticos brasileiros. Só vi tamanha cara de pau no Congresso Nacional. Vou processar a Porsche por ela atrelar seus motores a seus carros, a Honda idem. Se você é pobre demais para usar um mac, continue com um PC, mas não fique inventando moda com desculpas disto ou daquilo.
    O que está em jogo são interesses imensos de gente muito poderosa, querendo espetar e se puder, quebrar a Apple.

    • Romulo disse:

      Ninguém pode usar o motor da ronda em outro carro, ou pra gerar eletricidade se quiser?

    • Romulo disse:

      Ops Honda 🙂

    • knux disse:

      Claro que pode… Você pode ver isso em qualquer episódio de Overhaulin na discovery. Analogias automobilisticas sempre são toscas 😛

      Se a psystar tivesse usado esse aegumento desde o início, talvez tivesse uma chance, mas fizeram tanta burrada provocando o juíz que essa será só mais uma coisa na lista.

  4. O comentário do leitor “Tião” (jsg@ig.com.br) foi apagado por ter usado e-mail falso para publicá-lo.

  5. Lukeskymac disse:

    Em outras notícias, Psystar processa Deus por não ter criado unicórnios…

    • Romulo disse:

      Ter unicórnios seria bom para nós mortais. 🙂

      Mas enfim, como percebi em uma noticia atrás em uma discussão, não consta crime… Apesar de imoral :/

      De qualquer forma se as chances de contestar a atitude da Apple existiam, ja foram por água a baixo acredito.

  6.  

 

Copyright © 2007-2010 AppleMania.info. Todos os direitos reservados.
A correta visualização deste site requer navegador compatível com os mais elevados padrões da Internet e está assegurada com os navegadores
Apple Safari, Google Chrome, Mozilla Firefox, Mozilla SeaMonkey, KDE Konqueror e Opera em resolução mínima de 1024 x 768.