ESTE SITE ESTÁ À VENDA
Faça sua oferta aqui
 

Analista prevê 45 milhões de iPhones vendidos até 2009

Estimativa de preço das ações da Apple sofre nova alta após avaliação positiva das expectativas de desempenho do iPod-celular-navegador web da empresa de Steve Jobs.

Por Jorge Alberto Neves

Em artigo publicado no site da edição britânica da revista Macworld, Johnny Evans conta que Gene Munster, analista da firma de consultoria Piper Jaffray, prevê que a Apple será capaz de vender 45 milhões de unidades do iPhone até 2009, abocanhando fatia de 7% do mercado norte-americano de celulares e 2,8% do mercado mundial em dois anos.

Juntamente com sua análise, diz Evans, Munster elevou a cotação-alvo das ações da Apple de US$ 140 para US$ 160, tendo sido acompanhado por Ben Reitzes, analista do Banco UBS, estimando que a Apple será capaz de vender um milhão de iPhones no segundo semestre, podendo chegar a 7,4 milhões de unidades vendidas em 2008.

O analista alertou para o fato de que a falta de suporte para o padrão 3G de telefonia celular e a durabilidade da tela do iPhone poderão ser fatores inibidores do ganho de mercado pela Apple, disse Evans.

Evans disse também que, na opinião de David Bailey, analista do banco de investimentos Goldman Sachs, “não há razão para pensar que a Apple não possa continuar a conquistar espaço no crescente mercado dos smartphones, baseado em sua liderança em software e relacionamento com o usuário. Eles estão preenchendo uma lacuna no mercado que é bem grande no momento”.

Em noticiários relacionados ao tema, obervadores do iPhone nos EUA notaram que desapareceu de muitas das peças da campanha publicitária do iPhone o aviso de que os interessados deverão assinar contrato de dois anos com a AT&T, operadora pela qual o aparelho será distribuído com exclusividade nos EUA. Isso levou alguns a supor que o aparelho estará disponível para planos não-fidelizados.

Mais detalhes no artigo completo de Evans.

Bookmark and Share