ESTE SITE ESTÁ À VENDA
Faça sua oferta aqui
 
« iTunes ganha interface 'limpa' e rede social »     ...     « Lançamento de Ping estremece relação entre Apple e Facebook »     ...     « Em tráfego de dados, Android e Linux perdem para aparelhos com iOS »     ...     « Teste de velocidade no iPhone 3G: iOS 4.0 contra iOS 4.1 »     ...     « TIM faz 'degustação' do iPhone 4 a partir de amanhã »     ...     « Rede social da Apple precisa de ajustes »     ...     « Aplicativo para iPad mostra a localização dos centros da Nasa »     ...     « Primeiras impressões: testamos os novos iPods »     ...     « Os 10 melhores programas para Mac »     ...     « Novos iPods Shuffle e Nano chegam ao Brasil em 2 semanas »     ...     « Anatel homologa iPad 3G para venda no Brasil »     ...     « Livraria Saraiva lança plataforma de livros digitais para iPad »     ...     « Loja on-line da Apple supera a marca de 250 mil aplicativos »     ...     « App Store bate novo recorde e mantém liderança isolada no mercado »     ...     « App Store atinge a marca de 6.5 bilhões de downloads »     ...     « Steve Jobs apresenta mudanças no iPod »     ...     « Steve Jobs apresenta versão menor e mais barata da Apple TV »     ...     « Apple cria locadora virtual de filmes e renova linha de iPods nos EUA »     ...     « Apple atualiza linha de iPods, mas deixa Classic de fora »     ...     « Novo iPod Shuffle: os botões estão de volta! »     ...     « Apple apresenta iOS 4.1 com correções para bugs do iPhone 4 e 3G »     ...     « Windows Live Sync (ou será Live Mesh?) chega à plataforma Mac »     ...     « Orquestra de iPads apresenta aplicativo musical »     ...     « Apple planeja utilizar tecnologia em que metais se comportam semelhante ao plástico »     ...     « Capa para iPhone funciona como abridor de garrafa »

 

 

Empresa de Steve Jobs contesta declaração da Google à FCC e diz que continua discutindo com a empresa o desenvolvimento da aplicação Google Voice para iPhone.

 

“A Apple contesta a afirmação da Google Inc. de que a Apple rejeitou a aplicação Google Voice para iPhone”, diz Nick Saint no Silicon Alley Insider.

Segundo Saint, um representante da Apple comentou a declaração da Google à FCC dizendo: “Não concordamos com as afirmações feitas pela Google em sua declaração à FCC. A Apple não rejeitou a aplicação Google Voice e continuamos a discuti-la com a Google”.

Saint diz ainda que um representante da Google não quis comentar a contestação da Apple, mas, em artigo publicado em seu blog, a empresa de Eric Schmidt afirma continuar trabalhando com a Apple para “trazer aos usuários a melhor experiência Google móvel possível”.

Leia mais no artigo completo de Saint.

Tags:, ,
 

Fuja do lugar comum: venha para o AppleMania!

 

9 comentários para “Google está mentindo, diz Apple”
  1. Rômulo disse:

    Isso ainda vai dar o que falar

  2. Felipe Baez disse:

    O que eu não entendo é, a Apple é dona da loja, não deveria ela decidir o que vender e o que não vender nela?
    Acho que não tem ninguém obrigando a BestBuy a vender algo que eles não queiram ou qualquer outra coisa do tipo. Eu posso estar muito mal informado e hoje em dia o que acontece é que se você abre uma loja os fabricantes que decidem o que você vai vender lá, ou… Alguém pode explicar?

    • knux disse:

      Depende se a decisão for uma prática anti-competitiva.

      Me surpreende esse pensamento de que a Apple pode fazer o que quiser porque o iphone é dela. Se ela pudesse, não estaria se esforçando tanto para negar 😉

    • Romulo disse:

      Não só se tratando de competir de form honesta no mercado, o controle da empresa sobre algo que ela vende não é uma anarquia como alguns pensam…

      Imagine a Apple declarar:

      O iPhone é nosso e vamos vender só para brancos ou cobrar mais dos negros ou fornecer um produto pior -> discriminar o consumidor de qualquer forma, é crime.

      Vamos vender o iPhone por 100 mil dólares, afinal é nosso. -> você não pode assumir preço excessivo, ou aumentar o valor sem justa causa. Ou diminui-lo a baixo do preço de custo sem justa causa.

  3. Felipe Baez disse:

    Bem, comparar não vender o produto de uma empresa acho que é um pouco diferente de discriminar o usuário.

    A grande pergunta não é nem só porque a Apple nega o aplicativo, mas também porque o Google insiste tanto. É quase como querer processar o Simon em X-Factor porque ele não te aprovou e disse que você não é interessante pra competição do X-Factor? Você vai processar e forçar entrar na competição?

    Algo de errado aí tem. Quando o desenvolvedor assina o License agreement com a Apple, isso tudo já está previsto.

    • Romulo disse:

      Quem disse que a Apple impõe no contrato que pode anular um aplicativo por que não vai com a cara dele ou sem justificativa ou sem justificativa clara? Contratos também servem para dargarantia ao desenvolvedor/ consumidor.

      Primeiro que o desenvolvedor não seria insano de desenvolver sob esses requisitos de ”boa sorte com a nossa paciência” que você acredita existir.

      O desenvolvedor entende que o aplicativo pode não ser aceito por x motivos, o contrato não defende a Apple para fazer a festa mas também da segurança a ela para negar a entrada de programas que prejudiquem o consumidor claramente ou prejudiquem ela própria.

      Ela insiste provavelmente por que o caso não esta de acordo com o contrato…

      Nossa, desculpe mas eu tenho que dizer que sua percepção de mundo é bem surrealista… Obviamente existem regras contratuais a quem quiser se classificar para o X-Factor, não é da boca pra fora (apesar de aqui no Brasil esse tipo de contrato absurdo até valer). Caso do contrario você pode sim processar a Simon e ter muitas chances de acordo com o seu motivo.

      Muitas das dores de cabeça de alguns advém de atividades mal idealizadas como convidar alguém para dividir o apartamento com você… Sem contrato…

      Todo negocio limpo nesse mundo funciona com contrato e esses contratos funcionam de acordo com as leis que protegem o bem estar econômico do país em questão…

  4. Romulo disse:

    quem não sabe, Na mesma semana da noticia que o G voice foi reprovado, a Apple também removeu outros aplicativos que utilizavam a tecnologia VoIP (absurdo). E exatamente por isso a FCC se meteu.

    Até agora não consegui achar a resposta, se ouve uma para a FCC, a respeito disso.

  5. Knux disse:

    O Google não está insistindo, mas foi intimado a depor à FCC, que é a agência reguladora de telecom nos EUA. Nessa situação, não pode mentir só para livrar a cara da Apple, a quem não deve nenhum favor.

    Um operadora de celular não pode impedir o uso de voip na sua rede e se essa decisão de negar google voice tiver favorecido a AT&T (o que é óbvio), tanto a Apple como a operadora estarão enrascados.

    Entenderam por que o buraco é mais embaixo? A Apple não pode sair negando a publicação de aplicativos na App Store, à revelia do contrato que ela mesma redigiu, sem consequências.

  6. Felipe Baez disse:

    Knux, finalmente uma resposta que faz MUITO mais sentido. Muito obrigado.
    Estou realmente curioso com o resultado disso, e quem vai “lucrar” no final somos nós consumidores.

    Não sou seguidor cego, mas há necessidade de uma resposta clara e com nexo para que tenha entendimento. =)

  7.  

 

Copyright © 2007-2010 AppleMania.info. Todos os direitos reservados.
A correta visualização deste site requer navegador compatível com os mais elevados padrões da Internet e está assegurada com os navegadores
Apple Safari, Google Chrome, Mozilla Firefox, Mozilla SeaMonkey, KDE Konqueror e Opera em resolução mínima de 1024 x 768.
Get Adobe Flash player