ESTE SITE ESTÁ À VENDA
Faça sua oferta aqui
 
« iTunes ganha interface 'limpa' e rede social »     ...     « Lançamento de Ping estremece relação entre Apple e Facebook »     ...     « Em tráfego de dados, Android e Linux perdem para aparelhos com iOS »     ...     « Teste de velocidade no iPhone 3G: iOS 4.0 contra iOS 4.1 »     ...     « TIM faz 'degustação' do iPhone 4 a partir de amanhã »     ...     « Rede social da Apple precisa de ajustes »     ...     « Aplicativo para iPad mostra a localização dos centros da Nasa »     ...     « Primeiras impressões: testamos os novos iPods »     ...     « Os 10 melhores programas para Mac »     ...     « Novos iPods Shuffle e Nano chegam ao Brasil em 2 semanas »     ...     « Anatel homologa iPad 3G para venda no Brasil »     ...     « Livraria Saraiva lança plataforma de livros digitais para iPad »     ...     « Loja on-line da Apple supera a marca de 250 mil aplicativos »     ...     « App Store bate novo recorde e mantém liderança isolada no mercado »     ...     « App Store atinge a marca de 6.5 bilhões de downloads »     ...     « Steve Jobs apresenta mudanças no iPod »     ...     « Steve Jobs apresenta versão menor e mais barata da Apple TV »     ...     « Apple cria locadora virtual de filmes e renova linha de iPods nos EUA »     ...     « Apple atualiza linha de iPods, mas deixa Classic de fora »     ...     « Novo iPod Shuffle: os botões estão de volta! »     ...     « Apple apresenta iOS 4.1 com correções para bugs do iPhone 4 e 3G »     ...     « Windows Live Sync (ou será Live Mesh?) chega à plataforma Mac »     ...     « Orquestra de iPads apresenta aplicativo musical »     ...     « Apple planeja utilizar tecnologia em que metais se comportam semelhante ao plástico »     ...     « Capa para iPhone funciona como abridor de garrafa »

 

 

Sistema operacional para celulares da Google aparece num distante segundo lugar na preferência dos desenvolvedores. Motivo da baixa procura por aparelhos com Android pode ser a elevada taxa de obsolecência dos produtos.

 

“Conversando com os desenvolvedores [presentes no Mobile World Congress], tem-se uma idéia do que estará bombando nos próximos três meses, já que esse geralmente é seu ciclo de desenvolvimento. O que descobri é o seguinte: a Apple continua dominando porque tem o maior fluxo de negócios. O Android está num distante segundo lugar. O BlackBerry é promissor. O Symbian está morto para o mundo. E, com lançamento previsto para daqui a um ano, o Windows [Mobile] 7 ainda está distante demais para que se dê atenção a ele“, diz Tricia Duryee no mocoNews.

Segundo ela, durante o evento para desenvolvedores de aplicações para celulares que acontece neste momento em Barcelona, Espanha, mesmo quando a apresentação é sobre o RIM BlackBerry o recado é o de que tudo ainda tem a ver com o iPhone. “Kevin, um assim chamado consultor de Android, até admitiu que o Android ‘é o quente neste momento, mas algumas pessoas não sentem isso’. Simon Maddox desenvolvedor britânico que produz programas para grandes marcas, disse que os pedidos de programas para iPhone ainda dominam. ‘Primeiro, a marca pede para o iPhone e, se sobrar dinheiro no orçamento, aí vem o Android’. Agora ele está particularmente ocupado atendendo pedidos de software para o iPad. ‘Depois que foi anunciado, recebi uma imensa quantidade de pedidos das marcas'”.

Leia mais no artigo completo de Duryee.

Mas a onipresença do iPhone pode não ser o único problema da Google na promoção de seu sistema operacional para celulares Android. Segundo MG Siegler, do TechCrunch, a Google “está começando seriamente a tropeçar em si mesma”.

“O Mobile World Congress desta semana está evidenciando esse exato problema. Ontem vimos não um, mas dois novos e atrantes celulares Android anunciados só pela HTC. A HTC, você deve lembrar-se, é a fabricante do Nexus One, o celular Android com a qual a Google se sente tão confortável que decidiu vendê-lo com sua marca. Agora, apenas um mês depois, pelo menos um desses novos celulares, o Desire, é simplesmente uma versão melhor do Nexus One. Os donos de Nexus One devem estar muito ‘felizes’ com isso”, observa Siegler.

Ainda referindo-se ao lançamento do Nexus One, Siegler se pergunta se a Google está agora provando do próprio remédio. “Afinal, o Nexus One foi lançado poucas semanas depois do Droid, o celular Android da Verizon que foi promovido como o melhor com Android existente (e, sim, um ‘matador de iPhone’). Muitos usuários do Droid se revoltaram com o fato de terem pago por um celular (e ficado presos a um contrato com uma operadora) que, semanas depois, seria deixado para trás pela própria Google. Mas agora o problema já está ficando bem pior”.

Ele nota que não é só a Google que está canibalizando outros celulares Android recém lançados, mas também outras parceiras da Open Handset, como a HTC. “Embora seja ótimo para o consumidor ter opções de escolha, o problema é que o consumidor agora também tem que lidar com o medo de que qualquer coisa que compre seja ultrapassada por algo melhor em apenas algumas semanas. Por que eu compraria um Nexus One se posso ter um HTC Desire? E por que eu compraria um HTC Desire se corro o risco de ficar para trás com algum outro celular Android logo depois?”

“Não posso fazer nada senão me perguntar se já não há galos demais cantando no terreiro do Android — problema que só tende a piorar com o tempo. Pelo menos com o iPhone sabemos que apenas a Apple vai deixar versões antigas para trás e que isso só acontece uma vez por ano. Eis tudo que sei sobre o Android: se eu estivesse no negócio de produzir um desses celulares, precisaria tomar Xanax [droga prescrita para tratamento da ansiedade]”, conclui Siegler.

Leia mais no artigo completo de Siegler.

Tags:,
 

Fuja do lugar comum: venha para o AppleMania!

 

5 comentários para “iPhone faz Android comer poeira no Mobile World Congress”
  1. Ipso Facto disse:

    A pergunta verdadeira é: pra quê eu iria querer qualquer dessas imitações de iPhone se posso ter o autêntico? 😉

    • Galaktobot disse:

      Boa pergunta. Quem nao tem iPod vai de mp[12,13,15…]. Quem nao tem iPhone, malha.

    • Knux disse:

      o problema do android é justamente a grande variação no hardware…

      tá, você vai e compra um samsung galaxy, ou um htc hero… não têm o mesmo hardware do motorola milestone…. não roda as mesmas coisas…

  2. HOOG disse:

    A Apple deve ter um programa de lavam cerebral embutido nos seus aparelhos, pelo jeito. As coisas evoluem e é melhor mesmo que apareçam sempre coisas melhores. Qual seria a razão do Google para segurar produtos melhores a serem lançados. Como o Google impediria que alguma empresa lançasse seu aparelho melhor que o que foi lançado na semana passada? Se não quer comprar porque sabe que vão lançar um melhor em alguns dias, não compre, mas tudo vai continuar evoluindo e não tem como impedir que uma empresa lance produtos melhores.

  3. Cristiano disse:

    O medo de ficar “obsoleto” é absurdo, irracional, coisa de gente maluca. Estranhamente, ninguém tem problemas com isso quando se trata de computadores, televisores, automóveis, equipamentos médicos, ferramentas, tudo que envolva tecnologia! Pelo contrário: é exatamente o que se deseja! Quero ter um celular Android e daqui a 2 semanas poder ter outra opção. Com a estratégia da Apple, você só tem uma opção: esperar 2 anos para ter a possibilidade de gravar vídeo, por exemplo.

  4.  

 

Copyright © 2007-2010 AppleMania.info. Todos os direitos reservados.
A correta visualização deste site requer navegador compatível com os mais elevados padrões da Internet e está assegurada com os navegadores
Apple Safari, Google Chrome, Mozilla Firefox, Mozilla SeaMonkey, KDE Konqueror e Opera em resolução mínima de 1024 x 768.