ESTE SITE ESTÁ À VENDA
Faça sua oferta aqui
 
« iTunes ganha interface 'limpa' e rede social »     ...     « Lançamento de Ping estremece relação entre Apple e Facebook »     ...     « Em tráfego de dados, Android e Linux perdem para aparelhos com iOS »     ...     « Teste de velocidade no iPhone 3G: iOS 4.0 contra iOS 4.1 »     ...     « TIM faz 'degustação' do iPhone 4 a partir de amanhã »     ...     « Rede social da Apple precisa de ajustes »     ...     « Aplicativo para iPad mostra a localização dos centros da Nasa »     ...     « Primeiras impressões: testamos os novos iPods »     ...     « Os 10 melhores programas para Mac »     ...     « Novos iPods Shuffle e Nano chegam ao Brasil em 2 semanas »     ...     « Anatel homologa iPad 3G para venda no Brasil »     ...     « Livraria Saraiva lança plataforma de livros digitais para iPad »     ...     « Loja on-line da Apple supera a marca de 250 mil aplicativos »     ...     « App Store bate novo recorde e mantém liderança isolada no mercado »     ...     « App Store atinge a marca de 6.5 bilhões de downloads »     ...     « Steve Jobs apresenta mudanças no iPod »     ...     « Steve Jobs apresenta versão menor e mais barata da Apple TV »     ...     « Apple cria locadora virtual de filmes e renova linha de iPods nos EUA »     ...     « Apple atualiza linha de iPods, mas deixa Classic de fora »     ...     « Novo iPod Shuffle: os botões estão de volta! »     ...     « Apple apresenta iOS 4.1 com correções para bugs do iPhone 4 e 3G »     ...     « Windows Live Sync (ou será Live Mesh?) chega à plataforma Mac »     ...     « Orquestra de iPads apresenta aplicativo musical »     ...     « Apple planeja utilizar tecnologia em que metais se comportam semelhante ao plástico »     ...     « Capa para iPhone funciona como abridor de garrafa »

 

 

Empresa reconhece vulnerabilidade que permite que máquinas Windows, Macintosh, Linux e Solaris afetadas sejam dominadas por hackers.

 

“No fim desta sexta-feira [4] a Adobe avisou que hackers estão explorando uma vulnerabilidade crítica nos programas mais usados da empresa: o Flash Player e o Adobe Reader”, diz Gregg Keizer no site da revista Computerworld.

Segundo ele, a falha do tipo dia zero (recém-descoberta e ainda sem correção) é remanescente de uma já relevada e corrigida pela Adobe em julho de 2009 e surge poucos dias depois de o chefe de segurança da empresa ter admitido que os hackers estão de olho no software da Adobe.

“A Adobe disse que o bug afeta o Flash Player 10.0.45.2, versão mais recente do popular reprodutor de mídia, e também versões mais antigas rodando nos ambientes Windows, Macintosh, Linux e Solaris. Também estão vulneráveis o leitor de PDFs Adobe Reader 9.x e o software de criação de PDFs Adobe Acrobat 9.x para Windows, Mac e Unix”, informa Keizer.

Ainda segundo ele, a empresa disse em nota de segurança divulgada nesta sexta-feira que há relatos de que a vulnerabilidade está sendo ativamente explorada por hackers nesses produtos.

“A empresa dinamarquesa de pesquisa em segurança Secunia classificou a ameaça como ‘extremamente crítica’ em seu sistema de classificação de cinco níveis. O U.S. Computer Emergency Readiness Team (US-CERT), braço do órgão federal Department of Homeland Security, também divulgou alerta sobre a vulnerabilidade. Os atacantes que exploram a vulnerabilidade podem ser capazes de dominar o computador afetado, reconheceu a Adobe”, relata Keizer.

Leia mais no artigo completo de Keizer.

Tags:,
 

Fuja do lugar comum: venha para o AppleMania!

 

3 comentários para “Hackers exploram falha crítica em produtos Adobe”
  1. Ipso Facto disse:

    Então os ingratos da Adobe não são apenas molengas, mas ineptos também? Que beleza! Que maravilha! 🙁

    Ainda bem que não preciso da Adobe para ler e criar PDFs. Para abri-los, uso a Pré-Visualização do Mac OS X. Para criá-los, o OS X cuida disso também, sem falar que o BrOffice exporta qualquer documento em formato PDF. Só falta nos livrarmos dessa praga-esburacada-fechada-proprietária do Flash, o que já começou a ocorrer.

  2. Nosferatu Arucard disse:

    Quanto ao Flash, existe um player open-source chamado Gnash do qual já suporta vídeos e possui mais opções que a versão da Adobe. Permite usar o OpenGL para aceleração de vídeo por hardware ou framebuffer para renderização por software. Uma vez que ainda não está completo e legalmente não devia existir uma implementação de terceiros do Flash, ainda não serve para substituir a versão “oficial”.

  3. Tião disse:

    e acrescento que o Flash já vai tarde.

  4.  

 

Copyright © 2007-2010 AppleMania.info. Todos os direitos reservados.
A correta visualização deste site requer navegador compatível com os mais elevados padrões da Internet e está assegurada com os navegadores
Apple Safari, Google Chrome, Mozilla Firefox, Mozilla SeaMonkey, KDE Konqueror e Opera em resolução mínima de 1024 x 768.
Get Adobe Flash player