ESTE SITE ESTÁ À VENDA
Faça sua oferta aqui
 
« iTunes ganha interface 'limpa' e rede social »     ...     « Lançamento de Ping estremece relação entre Apple e Facebook »     ...     « Em tráfego de dados, Android e Linux perdem para aparelhos com iOS »     ...     « Teste de velocidade no iPhone 3G: iOS 4.0 contra iOS 4.1 »     ...     « TIM faz 'degustação' do iPhone 4 a partir de amanhã »     ...     « Rede social da Apple precisa de ajustes »     ...     « Aplicativo para iPad mostra a localização dos centros da Nasa »     ...     « Primeiras impressões: testamos os novos iPods »     ...     « Os 10 melhores programas para Mac »     ...     « Novos iPods Shuffle e Nano chegam ao Brasil em 2 semanas »     ...     « Anatel homologa iPad 3G para venda no Brasil »     ...     « Livraria Saraiva lança plataforma de livros digitais para iPad »     ...     « Loja on-line da Apple supera a marca de 250 mil aplicativos »     ...     « App Store bate novo recorde e mantém liderança isolada no mercado »     ...     « App Store atinge a marca de 6.5 bilhões de downloads »     ...     « Steve Jobs apresenta mudanças no iPod »     ...     « Steve Jobs apresenta versão menor e mais barata da Apple TV »     ...     « Apple cria locadora virtual de filmes e renova linha de iPods nos EUA »     ...     « Apple atualiza linha de iPods, mas deixa Classic de fora »     ...     « Novo iPod Shuffle: os botões estão de volta! »     ...     « Apple apresenta iOS 4.1 com correções para bugs do iPhone 4 e 3G »     ...     « Windows Live Sync (ou será Live Mesh?) chega à plataforma Mac »     ...     « Orquestra de iPads apresenta aplicativo musical »     ...     « Apple planeja utilizar tecnologia em que metais se comportam semelhante ao plástico »     ...     « Capa para iPhone funciona como abridor de garrafa »

 

 

Macs com placas gráficas compatíveis não poderão tirar proveito do “Gala”, funcionalidade do Flash Player que libera recursos do sistema e reduz cargas.

 

A Adobe lançou nesta quinta-feira (10) a versão 10.1 para Mac, Linux e Windows de seu Flash Player.

A atualização é oferecida para Mac na forma de Binário Universal e tem peso de 7,44 MB.

O Flash Player 10.1 no Mac é suportado pelos navegadores Safari, Firefox e Opera.

Mais informações e link para download nesta página do site da Adobe.

“O lançamento, no entanto, não inclui o código de aceleração de hardware do Mac OS X”, observa o site MacRumors.

“A Apple alterou sua política no fim de março para permitir que terceiros como a Adobe tenham acesso ao código de aceleração de hardware de vídeo H.264 em máquinas com placas gráficas compatíveis. A Adobe o fez um mês depois, na sua versão de pré-lançamento ‘Gala’ do Flash Player 10.1 rodando Mac OS X 10.6.3 em máquinas dotadas das placas gráficas NVIDIA GeForce 9400M, GeForce 320M ou GeForce GT 330. A funcionalidade do Gala, amplamente aguardada por muitos usuários por sua capacidade de liberar recursos do sistema e reduzir cargas, será incluída em uma atualização futura do Flash Player 10.1”, informa o MacRumors.

Leia mais no artigo completo do MacRumors.

Tags:
 

Fuja do lugar comum: venha para o AppleMania!

 

24 comentários para “Adobe lança Flash Player 10.1 sem a aceleração de hardware do Mac OS X”
  1. Ipso Facto disse:

    Beleza… Obrigado por nada, molóides ingratos da Adobe! 🙁

  2. Jairo disse:

    Muito pouco, muito tarde…

  3. Zumbi dos Palmares disse:

    Acredito que a prioridade da Adobe com esse lançamento foi fechar o buraco de segurança extremamente crítico no Flash descoberto esta semana.

    Além disso, a Adobe também deve estar muito ocupada querendo se vingar da Apple desenvolvendo suporte para todas as demais plataformas de smartphone.

    De qualquer forma, é engraçado ver que o único recurso do qual a Adobe se queixava de não ser capaz de usar — a aceleração de hardware no Mac OS X —, agora que está disponível ainda não está sendo aproveitada.

    Adobe: para quando você não estiver com pressa.

  4. Caio disse:

    Curiosidade: além de uma correção de segurança, o quê exatamente essa atualização traz que a versão anterior não tinha? Velocidade? Menos uso do processador? Alguma coisa?

    A Adobe é incrível. Ao invés de tentar melhorar o produto resolvendo seus sérios problemas de instabilidade, prefere remover o suporte a importantes melhorias no desempenho, numa atitude infantil tipo “a bola é minha, quero ela de volta”.

    Pode imaginar a quantidade de tempo empregado na remoção do recurso só pra alfinetar a Apple? E não corrigiram os problemas de instabilidade? No fim, isso só vai servir para empurrar os desenvolvedores do Flash para o HTML5.

    Parece que há crianças birrentas no comando da Adobe.

    Steve Jobs deve estar dando boas risadas disso tudo.

    Enfim, a cada dia que passa o Flash se torna mais irrelevante. Que venha o HTML5.

  5. Nosferatu Arucard disse:

    Ou então para chatear totalmente a Adobe era a adopção por parte dos utilizadores do Mac OS X do flash player open-source Gnash (GNU Flash), que embora não esteja tão completa como o Flash “oficial” já dá para aceder vídeos do Youtube com aceleração gráfica OpenGL por hardware!

    Mas o problema é que legalmente não é possível que terceiros criem flash players alternativos sem o consentimento da Adobe, e é com muitas cautelas que se deve instalar e usar o Gnash para visualizar conteúdo flash.
    O Gnash pelo menos permite configurar o modo de renderização (por software ou hardware), bloquear ou activar funcionalidades através da compilação do código-fonte, o que seria interessante criar um flash-player confinado numa máquina virtual, evitando problemas de segurança.

  6. knux disse:

    É esperar muito da adobe ela implementar novas funcionalidades em 3 meses. O flash tem falhas de segurança mais velhas que isso!

  7. Wesley disse:

    Vocês reclamam tanto do Flash e Adobe, e postam com orgulho qualquer notícia que mostre que ele será substituído, mas basta a Adobe ignorar a Apple e vocês reclamam? Dois pesos, duas medidas? Afinal vocês querem o Flash ou não nos produtos Apple?

  8. Vitor disse:

    É engraçado ler situações destas depois das grandes declarações do Steve Jobs sobre o flash.
    Falam de HTML5 para quando? 2/3 anos ate estar +/- pronto
    O flash vende saúde, com mais ou menos erros, com mais ou menos consumo de processador ainda é um dos reis da Web por mais que se queira ou não.

    Se estiver enganado sobre isso provem que estou errado.

  9. Vitor disse:

    Só provaste o que disse á pouco, com mais ou menos erros ou com mais ou menos consumo de processador.

    Não me disseste, nada que faça eu não usar mais o flash, que me faça migrar para algo que nem sequer existe realmente concreto o HTML5.

    Apenas disse que acho engraçado falarem que o flash é coisa do passado, e depois ficarem indignados com o facto de nao terem a aceleração de hardware.

    Isso só demonstra que o flash é VITAL para a qualquer utilizador de internet.

    “Parece que há crianças birrentas no comando da Adobe”

    Se essas crianças um dia quem sabe decidirem acabar com o photoshop ou ate mesmo o flash para os apple, venha o diabo e escolha quem irá mais depressa ao vento.

    • Caio disse:

      Pra quem gosta de porcaria, o Flash é um prato feito.

    • Roberto disse:

      Mais uma coisa Vitor.

      Nao sei se percebeste, mas agora os 2 principais banners do applemania, o vertical da esquerda e o do topo estão em Flash.
      Não entendi porque, o proprio Ipso Facto (que acredito que seja o editor do site), quer matar o flash.

      O Flash é ruim pra tudo só nao é pra gerar dinheiro com propagandas.
      ?????????

      Realmente não entendo, o applemania que junto com a Apple querem promover o html5 e matar o Flash tinham que dar exemplo. Mostrar um site em html5 100% compativeis com os browsers e gadgets da apple.

      • Jairo disse:

        Roberto, não seja ridículo. Esses anúncios não são veiculados pelo site, e sim pelo Google. O site não tem controle sobre isso. Duvido que alguém do site tenha escolhido anúncios em Flash por vontade própria se houvesse opção.

        Além disso, que eu saiba, por enquanto só o navegador Safari é 100% compatível com HTML5.

        Dê tempo ao tempo e veja como o fechado, proprietário e defeituoso Flash realmente vai sucumbir ao aberto e livre HTML5.

  10. Editor disse:

    O comentário do leitor Vitor foi apagado por violar os Termos de Uso do AppleMania.

    • Johnny Bravo disse:

      Cheguei a ler o comentário do Vitor antes de ser apagado. Concordo com o editor: tinha mais é que ser apagado mesmo. O sujeito não aprendeu o que é respeito.

      O pior é que, desde que se meteu a falar do que ACHA ser nossa posição sobre o Flash, só tem demonstrado ser um completo sem noção. Ele parte do errôneo pressuposto de que usamos Flash porque queremos, e não porque não temos escolha.

      Espero que leia este meu comentário para tentar entender que o Flash é um mal necessário (por enquanto). É a maior fonte de instabilidades e insegurança no Mac, além de contumaz devorador de recursos de hardware. Não é à toa que Jobs quer se livrar dessa joça. O HTML5 poderá substituí-lo com ampla vantagem.

      Para iluminar a santa ignorância do Vitor quanto ao assunto, recomendo-lhe a leitura dos seguintes artigos e que o faça desprovido do evidente viés pró-Microsoft impregnado em todos os seus comentários:

      http://applemania.info/?p=5506
      http://applemania.info/?p=5231
      http://applemania.info/?p=5234

      Só lembrando: a Microsoft também apóia a iniciativa da Apple em abolir o Flash:

      http://applemania.info/?p=5444

      E, especificamente sobre o assunto do artigo que estamos comentado, o Vitor deve prestar especial atenção ao que disse o Caio no comentário no. 4, acima. Ele resume bem o porquê de ainda estarmos discutindo o assunto.

  11. Vitor disse:

    Eu li esses tópicos que mostraste realmente foi bem apagado o meu comentário..
    “Espero que leia este meu comentário para tentar entender que o Flash é um mal necessário (por enquanto).”

    Desculpa não concordo..

    “só tem demonstrado ser um completo sem noção.”
    Desculpa… mas isso é a tua opinião…

    “Flash porque queremos, e não porque não temos escolha.”
    Vais dizer a mim que não existe alternativas?

    “Não é à toa que Jobs quer se livrar dessa joça.”
    O que me dá a crer é que ele quer-se livrar por outros motivos que não sejam o da instabilidade e segurança…

    Aqui está a resposta da Adobe que também bastante lógica até mais que do Steve:

    Narayen alega que se o Flash não funciona nos dispositivos da Apple, certamente o problema se encontra no sistema operacional da empresa, e que não é verdade que o aplicativo faz uso excessivo de bateria, destaca o blog Velocity da Forbes.

    O CEO da Adobe também reforça que a decisão da Apple de não fazer uso do Flash em seus produtos é uma medida puramente empresarial, já que a Apple ganha muito mais com aplicativos exclusivos para seus dispositivos, e a Adobe tende a permitir que os desenvolvedores criem aplicativos para diferentes plataformas, explica o site PC World. “[O Flash] não traz benefícios à Apple, e é por isso que vocês veem essa reação”, defende Narayen.

    Claro que as respostas que vem a seguir vão ser todas relevantes a dizer que isto é mentira e tal… mas a verdade é uma… são os gajos Pro-mac que se revoltam tanto…

    • Zequinha disse:

      “Flash porque queremos, e não porque não temos escolha.”
      Vais dizer a mim que não existe alternativas?

      Vais dizer a mim que existe? Aponta-me uma, se fores capaz!

      O Johnny tem razão: és um completo sem noção!

      “Não é à toa que Jobs quer se livrar dessa joça.”
      O que me dá a crer é que ele quer-se livrar por outros motivos que não sejam o da instabilidade e segurança…

      Aqui está a resposta da Adobe que também bastante lógica até mais que do Steve:

      Tu nem leste o que Jobs disse a respeito para dizeres que a da Adobe é “mais que a do Steve”. E não apresentaste nenhum contra-argumento ao que Jobs disse. Não tens prova de nada, somente o teu “achismo”.

      Narayen alega que se o Flash não funciona nos dispositivos da Apple, certamente o problema se encontra no sistema operacional da empresa, e que não é verdade que o aplicativo faz uso excessivo de bateria, destaca o blog Velocity da Forbes.

      Falso. Eis aqui a prova: http://applemania.info/?p=5234

      Contra fatos não há argumentos.

      Conforma-te: queiras tu ou não, concordes ou não, o Flash cedo ou tarde vai sumir. Ponto. Se não crês nisso, espera pra ver. Então todo esse teu nhenhenhém terá se provado ser nada mais que isso mesmo: nhenhenhém.

  12. Vitor disse:

    “Então todo esse teu nhenhenhém terá se provado ser nada mais que isso mesmo: nhenhenhém.”

    Isso era o que tu querias que acontece-se…
    “o Flash cedo ou tarde vai sumir. Ponto.”

    Yah tens razão… era isso e a apple ter mais utilizadores… tá para breve…

    mais quê?

    20, 30 , 40 anos?

  13. Caio disse:

    Para quem usa Safari no Mac e quiser desativar o Flash dos sites durante navegação:

    http://clicktoflash.com/

  14. Johnny Bravo disse:

    Por que o HTML5 substitui o Flash com vantagens:

    http://tecnologia.terra.com.br/noticias/0,,OI4540119-EI15607,00-HTML+saiba+o+que+vai+mudar+na+sua+navegacao.html

    Adeus, Flash. Já vai tarde.

    • Mika disse:

      Aproveita e lê os comentários desse site…. que postaste

      • Johnny Bravo disse:

        Li. E daí? Eles provam o quê? Rigorosamente nada. Ou melhor, provam sim: que há um cabeça de vento falando do que não sabe e dúzias de maria-vai-com-as-outras entrando na onda. Simples assim.

        Que credenciais algum deles apresentou? Nenhuma, estão todos se escondendo no anonimato. E cadê as provas que embasam suas alegações? Nada. Só nhenhenhém. Fazer nhenhenhém qualquer criança faz, quero ver provar o que diz.

  15. Mika disse:

    continuo sem entender, concordas com o que o autor do artigo diz?

  16. Zumbi dos Palmares disse:

    Para quem ainda duvida que o Flash está com os dias contados:

    http://applemania.info/?p=5608

    Contra fatos não há argumentos. 😉

  17.  

 

Copyright © 2007-2010 AppleMania.info. Todos os direitos reservados.
A correta visualização deste site requer navegador compatível com os mais elevados padrões da Internet e está assegurada com os navegadores
Apple Safari, Google Chrome, Mozilla Firefox, Mozilla SeaMonkey, KDE Konqueror e Opera em resolução mínima de 1024 x 768.