ESTE SITE ESTÁ À VENDA
Faça sua oferta aqui
 
« iTunes ganha interface 'limpa' e rede social »     ...     « Lançamento de Ping estremece relação entre Apple e Facebook »     ...     « Em tráfego de dados, Android e Linux perdem para aparelhos com iOS »     ...     « Teste de velocidade no iPhone 3G: iOS 4.0 contra iOS 4.1 »     ...     « TIM faz 'degustação' do iPhone 4 a partir de amanhã »     ...     « Rede social da Apple precisa de ajustes »     ...     « Aplicativo para iPad mostra a localização dos centros da Nasa »     ...     « Primeiras impressões: testamos os novos iPods »     ...     « Os 10 melhores programas para Mac »     ...     « Novos iPods Shuffle e Nano chegam ao Brasil em 2 semanas »     ...     « Anatel homologa iPad 3G para venda no Brasil »     ...     « Livraria Saraiva lança plataforma de livros digitais para iPad »     ...     « Loja on-line da Apple supera a marca de 250 mil aplicativos »     ...     « App Store bate novo recorde e mantém liderança isolada no mercado »     ...     « App Store atinge a marca de 6.5 bilhões de downloads »     ...     « Steve Jobs apresenta mudanças no iPod »     ...     « Steve Jobs apresenta versão menor e mais barata da Apple TV »     ...     « Apple cria locadora virtual de filmes e renova linha de iPods nos EUA »     ...     « Apple atualiza linha de iPods, mas deixa Classic de fora »     ...     « Novo iPod Shuffle: os botões estão de volta! »     ...     « Apple apresenta iOS 4.1 com correções para bugs do iPhone 4 e 3G »     ...     « Windows Live Sync (ou será Live Mesh?) chega à plataforma Mac »     ...     « Orquestra de iPads apresenta aplicativo musical »     ...     « Apple planeja utilizar tecnologia em que metais se comportam semelhante ao plástico »     ...     « Capa para iPhone funciona como abridor de garrafa »

 

 

Nenhuma das atuais tendências do mercado depende do monopólio original e das galinhas dos ovos de ouro da Microsoft: o Windows e o Office.

 

“Não quero parecer alarmista, mas aumentam as chances de um completo colapso do negócio da Microsoft. (…) O mercado ainda acha que os prospectos de longo prazo da Microsoft são muito bons. Suas ações são negociadas a respeitáveis 14x P/E [“price-to-earnings”, ou índice preço-lucro]. A empresa tem fluxo de caixa jorrando pelas orelhas. O consenso é que a Microsoft continuará crescendo, apenas mais devagar. Mas crescem as chances de que até isso acabe se provando uma mera esperança”, diz Henry Blodget no Business Insider.

Para embasar seu ponto, Blodget explica que a Microsoft tem diferentes negócios, mas lembra que a vasta maioria de sua receita vem do sistema operacional Windows e da suíte Office. E é justamente aí que reside o problema.

“O mundo mudou radicalmente nos últimos anos. A Internet tem libertado os criadores de aplicações da dependência do Windows ou de qualquer outra plataforma de desktop (e, assim, da dependência da Microsoft). O iPhone da Apple revolucionou o negócio móvel, inspirando uma nova onda de aparelhos de computação pessoal. O iPad parece estar a caminho de suplantar o negócio dos PCs low-end. Mais importante: nenhuma dessas tendências depende do monopólio original e da galinha dos ovos de ouro da Microsoft, o Windows. Nenhuma dessas tendências gera um centavo de receita ou de lucro para a Microsoft. (A empresa não foi a lugar algum no mercado móvel. Ou no de tablets. E é razoável supor que, nesses dois negócios de enorme crescimento, lugar nenhum é onde a Microsoft sempre estará.)”, pondera Blodget.

“As grandes empresas estão começando a se livrar do Microsoft Office em favor do Google Apps. Se isso virar tendência, a segunda galinha dos ovos de ouro da Microsoft estará sob ameaça imediata. Quando isso acontecerá? Talvez não neste ano, ou no próximo. Mas as chances são de ser em breve”, prevê Blodget.

Muito mais detalhes no extenso e altamente recomendável artigo completo de Blodget.

Tags:
 

Fuja do lugar comum: venha para o AppleMania!

 

23 comentários para “Aumenta risco de colapso da Microsoft, diz Business Insider”
  1. Ipso Facto disse:

    Que Steve Ballmer permaneça à frente da Microsoft pelo resto de sua vida. 😉

  2. Wesley disse:

    Com Ballmer ou sem ele, o mundo não mudou tão radicalmente quando o autor pensa. Todos anos “saem do forno” mais de 300 milhões de PCs e dezenas de milhões de netbooks, e a quase totalidade deles vem com Windows pré-instalado.

    Até mesmo nos servidores a Microsoft domina o mercado desde 2006, quando o total de venda de servidores com Windows superou o Linux/Unix/Outros, de acordo com http://www.linuxinsider.com/story/48999.html?wlc=1277176559.

    O Windows tem mais de 95% do mercado há quase duas décadas, e o Office não fica longe disso. E o Windows 7 está disparando no mercado [http://marketshare.hitslink.com/report.aspx?qprid=11&qpcustom=Windows+7] enquanto a participação do Mac está caindo desde Março [http://marketshare.hitslink.com/report.aspx?qprid=9&qpcustom=Mac]

    O artigo é um FUD total.

    • Jairo disse:

      Que gracinha você, né Wesley? Isso é que chamo de comentário parcial.

      O Wesley encheu a boca pra dizer que o Mac “está caindo desde março”. O que ele convenientemente escondeu é que, segundo os números do mesmo link, o Windows também caiu desde março e o Linux subiu.

      E ele também não contou a ninguém que os números desse link não medem nada mais que o percentual de cada plataforma conectada à internet, e não números reais de vendas.

      Então, entre o FUD do autor do artigo e o seu, fico com o dele. Pelo menos o dele faz sentido. 😉

      • Wesley disse:

        Os números reais de venda indicam 300 milhões de PCs vendidos por ano, independentemente do que você, eu ou o autor do artigo pense.
        http://bit.ly/89jwGB

        E a Gartner e IDC mostram que a Apple sequer está entre as 5 maiores fabricantes de computadoes e notebooks. E isso não é FUD.

        A Microsoft só entra em colapso na visão (sem base real) do autor do artigo.

    • Caio disse:

      Se o Wesley não tivesse sido tão apressado em querer dar uma de gostosão, não teria engolido as palavras-chave de Blodget no artigo dele:

      “Quando isso acontecerá? Talvez não neste ano, ou no próximo. Mas as chances são de ser em breve”.

      Ou seja, dizer que há trocentos milhões de PCs saindo de fábrica com o Windows pré-instalado é só masturbação mental de fanboy da Microsoft. O autor não está falando do presente, e sim do futuro. E foi isso que esse menino não percebeu pra vir aqui com os trocentos milhões dele.

      Eu, hein? ;-(

      • Wesley disse:

        Se você considera 306 milhões de novos PCs com Windows todos os anos como “masturbação mental de fanboy da Microsoft”, qual é o termo que você define os poucos milhões de computadores e notes vendidos pela Apple neste mesmo período?

        E se você acredita que “as chances são em breve”, você deve rever seus conceitos uma vez que as vendas de PC estão crescendo ano a ano – e não diminuindo, que é algo básico para qualificar o artigo como não-FUD utilizando alguma base real.

        A queda do Windows de 1,7% em um ano é baseado nas estatísticas do site da NetApplications, não nos números reais de venda. Embora as vendas da Apple cresçam 30% ao ano, isso não afeta em nada o total dela no mercado, pois o nro total de máquinas é muito baixo em comparação com o total.

        2006: 231 milhões PCs vendidos
        2007: 271 milhões
        2008: 302 milhões
        2009: 306 milhões
        2010: previsão de 336 milhões

        Esse menino tem muito mais informações do que você 😉

        • Johnny Bravo disse:

          Estou seriamente desconfiado que esse Wesley e nosso velho conhecido Aurélio “Baboo” Minerbo são a mesma pessoa. Há semelhanças demais entre ambos para que seja mera coincidência.

          Mas isso não importa.

          Se você considera 306 milhões de novos PCs com Windows todos os anos como “masturbação mental de fanboy da Microsoft”, qual é o termo que você define os poucos milhões de computadores e notes vendidos pela Apple neste mesmo período?

          Defino como “tô nem aí”. Quem disse que a Apple está interessada em concorrer com a Microsoft em números? Não é nem questão de não poder, e sim de ter outro foco. A Microsoft quer quantidade, a Apple quer qualidade.

          Se quantidade fosse sinônimo de qualidade, a torcida do Flamengo seria a mais culta, inteligente e educada do Brasil e eu também me babaria todo diante dos números da Microsoft. Felizmente, considero-me esclarecido o bastante para não me impressionar com isso.

          Portanto, por mim (e seguramente pela Apple também), você pode pegar esses seus 300 milhões de PCs e… digamos, “engolir” cada um deles.

  3. Steve disse:

    O artigo está certo, ele fala de futuro e de um futuro breve, as empresas de tecnologia vivem de posicionamento, porque o Google tenta entrar em tantas frentes? Ele sabe que não pode depender da sua galinha dos ovos de ouro ( as buscas ), os outros negocios são conversa fiada, não rendem nada de relevante ao Google, por isto esta busca frenetica dele em Android, Google Chrome OS entre tantos, diga-se de passagem não conseguiu ainda. A Microsoft não teve coragem de matar sua galinha o Windows e criar outra de igual valor, ainda vai reinar durante um tempo, mas a não ser que crie algo de novo e extraordinaria, não vai quebrar mas vai deixar de ser relevante como tantas do passado.
    A Apple por outro lado não tem pudor em matar seus produtos, o iPad é a maior prova, todos sabemos que em breve a venda de iPods vai cair e até macbooks para pessoas “normais” que querem só navegar, videos, e-mails vao comprar iPads, ela canibaliza mas o capital fica na empresa.
    Não é a toa que é a empresa de tcnologia mais valiosa do planeta, os produtos mais desejados e a mais copiada.
    Sei que alguns podem não gostar de ler, mas esta é a verdade. A Apple esta em outro planeta se comparar com as outras empresas de tecnologia. Tem tecnologia, criatividade, marketing, “rabo cheio de dinheiro” e faz hardware e software. Quem chega perto?

  4. Dee disse:

    “Talvez não neste ano, ou no próximo. Mas as chances são de ser em breve”. Como e possivel que apenas eu esteja percebendo que esta frase nao tem sentido?

    • Zumbi dos Palmares disse:

      Talvez porque só pareça sem sentido pra você. Para mim, não parece.

      Ele está falando de um tempo futuro que não é imediato, mas também não é distante. “Breve” não necessariamente significa amanhã ou depois. No mundo da astronomia, 100 mil anos é um período de tempo breve. No mundo da tecnologia, 5 anos é breve. Tudo depende do contexto.

      Na minha opinião, 5 anos pode perfeitamente ser o período de tempo necessário para que a MS entre no limbo da tecnologia se não mudar de atitude.

      • Wesley disse:

        Você acha que em 5 anos as pessoas estarão utilizando que sistema operacional em seus computadores?

        1. Chrome OS, que sequer foi lançado e funciona em cloud (sem internet = sem nada)

        2. Linux, que continua com 1% do mercado há 20 anos, por mais que ele evolua

        3. MacOS X, que está condicionado ao uso de hardware da Apple

        4. Windows, que domina o mercado há 20 anos, é utilizado por mais de um bilhão de computadores e tem suporte para praticamente todos os hardware e softwares do mercado

        Realisticamente: 1, 2, 3 ou 4? E você acha que isso mudará em 10 anos?

        Lembre-se que até hoje a Microsoft se adaptou muito bem aos seus concorrentes, e “virou a mesa” deles: Netscape (IE), Novell (Rede no Windows), IBM (OS/2), Linux (SO barato e com linha de código), Sony (PS3) e até mesmo o próprio Windows XP está sucumbindo ao Windows 7. Porque seria diferente agora?

        • Johnny Bravo disse:

          É inútil discutir com você, Aurélio, Wesley ou seja lá qual for o alter ego da vez. Como diz o velho ditado, o tempo é o melhor professor. Estou louco para ver o tempo fazer você engolir suas palavras, como fez ao desmenti-lo espetacularmente quando você dizia que o iPhone (do qual você desdenhava chamando-o de “iPhony” e de brinquedinho) seria um fiasco. Vamos esperar para ver se você será novamente calado pelos fatos do “mundo real” (como você mesmo gosta de dizer).

  5. Elvis disse:

    O detalhe é que a Apple está se tornando (é) arrogante.. isso é ruim!! muito ruim!!!

    Ela tem excelentes produtos, mas a medida que surge concorrentes a altura (Android…) que possibilitam se livrar de restrições idiotas, o jogo pode virar..

    É pessoal, teremos uma excelente briga aí pela frente entre Apple, Google e Microsoft… e com isso, os usuarios so tendem a ganhar.

    Eu vou usar o produto que mais me agradar.. alias, todos tem q ser assim, independente da marca.

    • Zumbi dos Palmares disse:

      O detalhe é que a Apple está se tornando (é) arrogante

      Por quê?

    • Steve disse:

      O que faz a Apple arrogante? Isto é complexo de inferioridade das pessoas, todo mundo que faz sucesso não presta ou é arrogante.
      É a natureza humana.

  6. Vitor disse:

    A única coisa que sei e VI de 15 anos a trabalhar em computador, é que desde sempre a apple falou isto falou aquilo das coisas boas e bla bla bla qualidade e mais nao sei o que!

    E depois ia-se a ver o que andava no mercado (e que anda) é …. microsoft… microsoft…microsoft…
    Onde está apple???
    Não conseguiram ganhar ao Windows em sistema operativo… a derrota foi certa(nem sequer dava para ganhar) atacaram com telemoveis Iphone???

    Usaram aquilo que a microsoft estava mais fragilizada ( e está ) para mandar criticas…
    E atenção… a microsoft ainda não chegou ao ponto de ter de vender também hardware para ganhar mais dinheiro… ou ter de meter 50% no lucro dos telemoveis…

    Deixam a coisas andar como estão… aqui falava-se em colapso… quando a microsoft estiver no colapso isso vai ser derivado á falta de dinheiro das pessoas para poderem gastar em computadores, mas acham que vão comprar apple com os preços que rondam??
    Só podem sonhar… como sonham á 20 anos….

    • André-sp disse:

      Xbox, Zune, mouses, teclados câmeras e um monte quinquilharias são o que softwares!?!?!?!?

      Ia quase esquecendo e os tais dois celulares para fanboys/girls? Que pelo jeito não estão vendendo nada, ou será que já estão sendo dados de brinde na compra de um 7 ou office???

      A M$ ta cada vez mais preocupada sim, se não estivesse não estaria lançando um office on line como o google apps.

      Quando o google lançar o Chrome ai quero ver a coisa ir para o brejo rapidinho.

      Logo ela começa a vender computadores ai quero ver o que você vai dizer…

  7. Dee disse:

    ZUMBI disse: “Talvez porque só pareça sem sentido pra você. Para mim, não parece.

    Ele está falando de um tempo futuro que não é imediato, mas também não é distante. “Breve” não necessariamente significa amanhã ou depois. No mundo da astronomia, 100 mil anos é um período de tempo breve. No mundo da tecnologia, 5 anos é breve. Tudo depende do contexto.

    Na minha opinião, 5 anos pode perfeitamente ser o período de tempo necessário para que a MS entre no limbo da tecnologia se não mudar de atitude”

    Eu digo: “hahahahahahaahahahahahaahahahahahahaha”.

  8. domelhor.net disse:

    Aumenta risco de colapso da Microsoft, diz Business Insider…

  9.  

 

Copyright © 2007-2010 AppleMania.info. Todos os direitos reservados.
A correta visualização deste site requer navegador compatível com os mais elevados padrões da Internet e está assegurada com os navegadores
Apple Safari, Google Chrome, Mozilla Firefox, Mozilla SeaMonkey, KDE Konqueror e Opera em resolução mínima de 1024 x 768.