ESTE SITE ESTÁ À VENDA
Faça sua oferta aqui
 
« iTunes ganha interface 'limpa' e rede social »     ...     « Lançamento de Ping estremece relação entre Apple e Facebook »     ...     « Em tráfego de dados, Android e Linux perdem para aparelhos com iOS »     ...     « Teste de velocidade no iPhone 3G: iOS 4.0 contra iOS 4.1 »     ...     « TIM faz 'degustação' do iPhone 4 a partir de amanhã »     ...     « Rede social da Apple precisa de ajustes »     ...     « Aplicativo para iPad mostra a localização dos centros da Nasa »     ...     « Primeiras impressões: testamos os novos iPods »     ...     « Os 10 melhores programas para Mac »     ...     « Novos iPods Shuffle e Nano chegam ao Brasil em 2 semanas »     ...     « Anatel homologa iPad 3G para venda no Brasil »     ...     « Livraria Saraiva lança plataforma de livros digitais para iPad »     ...     « Loja on-line da Apple supera a marca de 250 mil aplicativos »     ...     « App Store bate novo recorde e mantém liderança isolada no mercado »     ...     « App Store atinge a marca de 6.5 bilhões de downloads »     ...     « Steve Jobs apresenta mudanças no iPod »     ...     « Steve Jobs apresenta versão menor e mais barata da Apple TV »     ...     « Apple cria locadora virtual de filmes e renova linha de iPods nos EUA »     ...     « Apple atualiza linha de iPods, mas deixa Classic de fora »     ...     « Novo iPod Shuffle: os botões estão de volta! »     ...     « Apple apresenta iOS 4.1 com correções para bugs do iPhone 4 e 3G »     ...     « Windows Live Sync (ou será Live Mesh?) chega à plataforma Mac »     ...     « Orquestra de iPads apresenta aplicativo musical »     ...     « Apple planeja utilizar tecnologia em que metais se comportam semelhante ao plástico »     ...     « Capa para iPhone funciona como abridor de garrafa »

 

 

“Qualquer aparelho de mão que trabalhe com radiofrequência vai sofrer da mesma forma se você puser sua mão sobre a antena. Vai causar uma redução no desempenho. Ponto. Nenhuma novidade.”

 

“Nesta sexta-feira a Apple emitiu um cuidadosamente elaborado pronunciamento admitindo que, sim, há algo errado no iPhone 4. Mas, não, não é o alegado problema do qual você tem ouvido falar”, diz Jeff Bertolucci no site da revista PC World.

Ele observa que, em seu pronunciamento, embora a Apple tenha reconhecido o uso de uma fórmula errada para calcular o número de barras de força de sinal mostradas no iPhone, também defendeu o tão criticado projeto da antena do aparelho dizendo que seu desempenho em redes sem fio é o melhor já obtido pela empresa.

“Negação corporativa? Nem tanto, diz Spencer Webb, presidente da AntennaSys, firma de projeto, integração e consultoria em antenas. Na sexta, Webb fez testes preliminares na antena do iPhone 4 que confirmaram as conclusões da Apple: (quase) tudo está correto. ‘Minha conclusão é que toda essa comoção é só comoção’, disse Webb. ‘[O iPhone 4] não é mais sensível à posição da mão do que era o iPhone de primeira geração — e provavelmente muitos outros celulares no mercado'”, relata Bertolucci.

Ele conta que Webb e um colega — ambos engenheiros que vivem de trabalhar com dispositivos de radiofrequência — fizeram uma ligação com o iPhone 4 segurando-o pela parte de cima. Então mudaram a posição da mão e passaram a segurá-lo firmemente pela parte de baixo — fazendo a chamada “pegada da morte” — e com ambas as mãos.

“‘Conseguimos fazer o mostrador com cinco barras cair para uma barra. Mas a ligação permaneceu estável e não caiu em momento algum’. Então, eles pegaram o iPhone de primeira geração de Webb (de 2007) e repetiram a experiência: ‘Obtivemos o mesmo resultado'”, diz Bertolucci.

Ele conta ainda que Webb fez outro teste: pegou uma fita isolante, colou-a em torno da região da banda metálica do iPhone 4 que acusa a interferência da mão do usuário e repetiu a experiência. “‘Não houve absolutamente nenhuma diferença’, relata ele”.

De acordo com Bertolucci, Webb concorda com as alegações da Apple desde o início e escreveu muito sobre isso em seu blog. “‘Qualquer aparelho de mão que trabalhe com radiofrequência vai sofrer da mesma forma se você puser sua mão sobre a antena’, diz ele. ‘Vai causar uma redução no desempenho. Ponto. Nenhuma novidade.'”

Tentando explicar o porquê de toda a controvérsia em torno do iPhone 4, Bertolucci conta que Webb disse: “‘Ao longo dos anos saímos de celulares que eram tijolos com antenas saindo da parte superior para aparelhos com antenas retráteis e, por fim, monolitos retangulares sem qualquer sinal de antena externa’. Este último design significa que o consumidor de hoje ‘não tem consciência da existência de uma antena no aparelho. De repente, ele descobre que há uma antena que pode ser coberta com as mãos e afetar o desempenho. Sim, isso acontece, sempre aconteceu e sempre acontecerá’ [afirma Webb]”.

Leia mais no artigo completo de Bertolucci.

Tags:
 

Fuja do lugar comum: venha para o AppleMania!

 

2 comentários para “PC World: a Apple está certa, diz engenheiro especialista em antenas”
  1. Ipso Facto disse:

    Repetindo o escrevi na última sexta-feira:

    Muitos celulares registram queda de barras quando segurados de um modo específico. Isso é provado por muitos, muitos, muitos vídeos divulgados por usuários e pelo que consta até nas próprias instruções dos manuais desses aparelhos. O detalhe é que essa atenuação geralmente não é percebida. Mas não ser percebida não significa que não ocorra. O problema existia até antes do surgimento do iPhone. A questão é que, por tratar-se de um produto Apple, cria-se toda essa insana comoção. Quando a coisa ficava restrita a modelos de outras marcas, ninguém dizia nada. Me pergunto o porquê disso…

    Senhoras e senhores, com vocês, Nokia E71, HTC Droid Incredible e Google Nexus One apresentando o problema negado por uns poucos incrédulos mal informados, conforme mostrado por seus respectivos proprietários.

     

     

  2.  

 

Copyright © 2007-2010 AppleMania.info. Todos os direitos reservados.
A correta visualização deste site requer navegador compatível com os mais elevados padrões da Internet e está assegurada com os navegadores
Apple Safari, Google Chrome, Mozilla Firefox, Mozilla SeaMonkey, KDE Konqueror e Opera em resolução mínima de 1024 x 768.
Get Adobe Flash player