ESTE SITE ESTÁ À VENDA
Faça sua oferta aqui
 
« iTunes ganha interface 'limpa' e rede social »     ...     « Lançamento de Ping estremece relação entre Apple e Facebook »     ...     « Em tráfego de dados, Android e Linux perdem para aparelhos com iOS »     ...     « Teste de velocidade no iPhone 3G: iOS 4.0 contra iOS 4.1 »     ...     « TIM faz 'degustação' do iPhone 4 a partir de amanhã »     ...     « Rede social da Apple precisa de ajustes »     ...     « Aplicativo para iPad mostra a localização dos centros da Nasa »     ...     « Primeiras impressões: testamos os novos iPods »     ...     « Os 10 melhores programas para Mac »     ...     « Novos iPods Shuffle e Nano chegam ao Brasil em 2 semanas »     ...     « Anatel homologa iPad 3G para venda no Brasil »     ...     « Livraria Saraiva lança plataforma de livros digitais para iPad »     ...     « Loja on-line da Apple supera a marca de 250 mil aplicativos »     ...     « App Store bate novo recorde e mantém liderança isolada no mercado »     ...     « App Store atinge a marca de 6.5 bilhões de downloads »     ...     « Steve Jobs apresenta mudanças no iPod »     ...     « Steve Jobs apresenta versão menor e mais barata da Apple TV »     ...     « Apple cria locadora virtual de filmes e renova linha de iPods nos EUA »     ...     « Apple atualiza linha de iPods, mas deixa Classic de fora »     ...     « Novo iPod Shuffle: os botões estão de volta! »     ...     « Apple apresenta iOS 4.1 com correções para bugs do iPhone 4 e 3G »     ...     « Windows Live Sync (ou será Live Mesh?) chega à plataforma Mac »     ...     « Orquestra de iPads apresenta aplicativo musical »     ...     « Apple planeja utilizar tecnologia em que metais se comportam semelhante ao plástico »     ...     « Capa para iPhone funciona como abridor de garrafa »

 

 

Agência de avaliação de produtos confere ao smartphone da Apple 76 de 100 pontos possíveis — dois acima de seus rivais mais próximos, o iPhone 3GS e o HTC Evo 4G.

 

“Bem, isso é irônico. O iPhone 4, smartphone que o Consumer Reports diz não recomendar [por causa do tão discutido problema na antena que causa perda do nível de recepção de sinal em algumas unidades], é também o que recebeu a melhor avaliação. O aparelho ganhou 76 dos 100 pontos possíveis — dois acima de seus rivais mais próximos, o iPhone 3GS e o HTC Evo 4G”, diz John Paczkowski no AllThingsD.

Ele observa que, nos quesitos tela, navegação na Internet, recursos multimídia e durabilidade da bateria, a agência de avaliação de produtos classificou o iPhone 4 como “excelente”. O smartphone da Apple recebeu um “muito bom” nos quesitos telefonia e envio/recebimento de mensagens e “bom” em qualidade da ligação.

“Em resumo, o iPhone 4 é, indiscutivelmente, o melhor smartphone disponível hoje”, atesta Paczkowski.

Leia mais e veja o gráfico da avaliação completa do Consumer Reports no artigo completo de Paczkowski.

Tags:
 

Fuja do lugar comum: venha para o AppleMania!

 

27 comentários para “Consumer Reports: ah sim, ia esquecendo, o iPhone 4 é o melhor smartphone do mercado”
  1. Ipso Facto disse:

    Se você der uma boa analisada no gráfico de avaliação do Consumer Reports contido no artigo de Paczkowski, não poderá chegar a outra conclusão: pelo menos no que diz respeito a eletrônicos de consumo, seus critérios de avaliação precisam ser revistos. São risíveis, para dizer o mínimo.

    Pegue um iPhone 4 e compare-o com o Android da semana. Explore-os profundamente. Tente copiar/colar alguma coisa. Tire uma foto. Baixe uma ou duas aplicações. Tente desenhar uma linha reta na tela. Falando em tela, repare bem na diferença entre elas. Tente criar um repertório musical em cada um. Grave um vídeo e edite-o no próprio aparelho. Vá lá, faça essas coisas e depois tente entender porquê os gênios da lâmpada do Consumer Reports puseram apenas dois pontos separando o iPhone 4 do HTC Evo 4G!

    Se fizer essas comparações, verá por que acho que os critérios de julgamento do Consumer Reports em eletrônicos de consumo não passam de uma piada sem graça. Só mesmo quem não conhece o assunto engole essa lorota.

    • Redrated disse:

      Tente gravar uma ligação, tente fazer um download enquando joga algum jogo em 3D, tente usar o GPS com navegação por voz em um lugar onde não tem sinal de celular, tente editar um video no proprio aparelho sem pagar nada mais por isso, tente enviar seus videos de alta definição para o youtube. Valeu, eu precisava dessa comparação.

      • Caio disse:

        Por que você não se candidata a uma vaga de avaliador da Consumer Reports? Acho que eles estão precisando de sua genialidade por lá, do contrário não teriam avaliado o iPhone 4 como o melhor de todos — ou pelo menos não teriam minimizado os pontos que você considera mais importantes, convenientemente ignorando todo o resto: tela, navegação na Internet, recursos multimídia, durabilidade da bateria, telefonia, envio/recebimento de mensagens e qualidade da ligação.

      • Jairo disse:

        Ô “Redrated”, daria pra explicar a todos aqui por que você acha que se paga algo mais para editar vídeos no iPhone 4?

        Vamos lá, estamos esperando.

        Ô argumentozinho bocó esse, não?

        • Victor disse:

          Jairo, tem gente que fica tão ávida para procurar defeitos no iPhone que nem pensa no que fala e acaba inventando “defeitos”.

          Mesmo se fosse verdade que se paga mais para editar vídeos no iPhone, se o resultado final é algo como isto…

          http://applemania.info/?p=5584

          …até vale a pena. Mas, felizmente, não é caso. 🙂

  2. Knux disse:

    O Consumer Reports deixou bem claro porque não pode indicar o iphone para compra: fizeram um teste bem rigoroso de recepção dentro de uma jaula de faraday, variando a qualidade do sinal. o iphone 4 tem problemas na antena, é inegável.

    Que ainda assim o 4 fique 2 pontos a frente do segundo colocado, é um feito. Não tivesse um problema grave na antena, estaria, sei lá, 10 pontos.

    Acho que os critérios do CR são impecáveis e os testes de recepção feitos com o aparelho mataram a pau qualquer possibilidade de dúvida.

    • Johnny Bravo disse:

      É mesmo?

      Me diga uma coisa: você é engenheiro especializado em eletromagnetismo? Não? Bem, também não sou, mas há um dizendo que a Consumer Reports fez tudo errado:

      http://applemania.info/?p=5623

      Se ela está errada, você também está.

      E agora? 😉

      • Knux disse:

        não sou “engenheiro em eletromagnetismo”, mas não sou o que se considera leigo no assunto.

        tive minha cota de cursos na motorola e no cpqd uns 10 anos atrás, quando ainda fazia curso técnico… até projetei minha própria anteninha receptora (que não funciona mais, por motivos óbvios hehe).

        depois passei por fisica e eletromag na faculdade… até participei de um projeto de iniciação científica que transformava um radio amador num modem (através do protocolo AX25) para fazer comunicação de dados entre viaturas policiais e uma central.

        mas já faz muito tempo e não trabalho com isso, não poderia honestamente me classificar como um especialista… nem como leigo… digamos que sou, ahn, “instruído”.

        posso perfeitamente rebater algumas afirmações do amigo engenheiro. por exemplo:

        – era meu entendimento que o pessoal da CR usou uma caixa blindada, tanto que usei acima o termo “jaula de faraday”. se não usaram, o teste não é válido… mas acho que usaram, sim senhor;

        – o amigo engenheiro sugere que não deveria haver um ser humano dentro da caixa para fazer o teste… acho que ele esqueceu o que a experiência queria medir, que é a interferência do corpo humano quando em contato com a antena. claro que os editores poderiam ter usado bonecos de gelatina balística, mas aí seria o caso de se perguntar: faz diferença?

        – o camarada rebate uma afirmação que não foi feita na CR, “o efeito dos dedos reduz a sensibilidade do iPhone em 20 dB”. de fato, ele mesmo não ter visto essa afirmação na publicação… fico me perguntando porque então se deu ao trabalho de rebate-la. sem meias-palavras, isso tem cara, cheiro e gosto de vigarice argumentativa. e não é preciso ser nenhum “engenheiro de frequências” ou coisa que o valha para perceber isso, é uma falácia clássica, com termo em latim para defini-la e tudo mais.

        • nemo disse:

          Em outras palavras, ele falou mais do que devia:)

        • Knux disse:

          Cara,

          Via de regra, podemos acreditar que a CR é isenta, não aceita nem publicidade das empresas cujos itens avalia.

          Entre ela e um zé-mané que se apresenta como “engenheiro de eletromagnetismo”, prefiro confiar na reputação da primeira.

          É claro que, seguindo o bom método científico, não vou fazer um apelo à autoridade ou reputação da publicação. Se vir um bom argumento refutando os métodos do experimento, vou levar em consideração.

          Mas esse amigo engenheiro… aaah, o texto dele tem todos os tiques e vícios de embromação, desde joguinhos de palavras até atribuir ao oponente uma coisa que não disse. Já começa a ficar difícil de levar a sério.

        • Johnny Bravo disse:

          Knux, já que você é tão entendido, por que não vai lá no blog do engenheiro dizer na cara dele que ele não sabe o que está falando? Falar dele pelas costas é fácil. Seria interessante ver você dizer-lhe que os seus cursinhos técnicos valem mais que a formação, conhecimento e experiência profissional dele.

        • Jairo disse:

          Knux, com todo respeito, mas ter feito uns cursinhos técnicos não lhe dá credenciais suficientes para querer desmentir um engenheiro formado e com experiência na área.

          E eu gostaria muito que ver você aceitar o desafio do Johnny Bravo e ir lá no blog do engenheiro dizer na cara dele que ele está errado.

          • Knux disse:

            Acho que vocês mesmos deveriam entrar no blog e acompanhar o debate na área de comentários, especialmente os do leitor Insight.

            O autor JAMAIS questionou se há um problema no iPhone… ele tem isso como DADO. O que ele questiona é o valor absoluto (20 dB) e a localização do problema (na antena ou no receptor).

            – Uma sala isolada é adequada para identificar que há um problema de recepção (na antena ou no receptor). Uma sala anecóica seria necessária para quantificar variações em dB (e repito, acho que essa afirmação veio do Engadget) e afirmar onde exatamente está o problema;

            – A presença humana dentro da sala é necessária por motivos óbvios, mas é preciso fazer medições sem antes para poder quantificar o desvio.

            Agora vamos ao que está escrito
            Insight: “But, I don’t think the actual numbers matter as long as they are high and as long as CR can reliably prove this problem. … as far as testing is concerned. Even though RF isolation room is not good enough for antenna testing. With experience hands, you can still use it enough to at least answer ‘works’ or ‘doesn’t work’ in this case.”

            Bob: “We agree”

            Insight: “I don’t think it matters if you know whether it is ‘antenna problem’ or ‘receiver tuning response’ … I mean of what use can the user get out of this answer. The question that is more relevant from user’s perspective is whether its dropping the call (or significantly lower data speeds) or not in the presence of a finger/hand on that black band.”

            Bob: “I think it only matters to the extent that an authoritative source like CR makes the definitive claim that it is an antenna tuning problem.

            But your point being that to a consumer, broke is broke, you’re right.”

            Bob: “At the end if the day, my point was to take issues with the authoritative claims made by CR”

          • Knux disse:

            opa, e não é que tinha um problema na antena?

            de certo foi um golpe de sorte meu…

  3. Marcus disse:

    Está faltando um pouco de imparcialidade nas matérias deste blog. Quase todas são propaganda da Apple.

    O assunto do post (lead) deveria ser a não-recomendação de compra do iPhone 4 pela Consumer Report, e não a nota alta dada às funcionalidades do aparelho. Afinal, não adianta um aparelho ótimo que não tem um bom sinal.

    Não cabe a um blog fazer a defesa de uma empresa. Isso atenta contra a sua credibilidade.

    Foi a não-recomendação que fez as ações da Apple despencarem hoje. Colocar isso como assunto secundário do post é uma forma de iludir os leitores.

    • Victor disse:

      Marcus,

      Você deve ser novo por aqui e, portanto, é natural que ainda não tenha captado a cultura deste grupo.

      Em primeiro lugar, desculpe a franqueza, mas dizer que artigos como o que estamos comentando são “propaganda” da Apple é leviandade. Se fizer a fineza de clicar no link para o artigo original em inglês, verá que ele foi publicado no blog de tecnologia de uma das maiores e mais respeitadas entidades editoriais do mundo, o The New York Times. Então, pela sua lógica, o NYT também está fazendo “propaganda” da Apple, certo?

      Em segundo lugar, antes de se apressar nos comentários precipitados, siga o mesmo roteiro de clicar no link para os artigos originais em inglês de cada artigo do AppleMania que você achar “propaganda” da Apple para ver que cada um deles vêm de uma fonte diferente, geralmente de grandes veículos da mídia international, como Forbes, Bloomberg, Washington Post, Agência Reuters, CNet, PC World, Computerworld, NYT, etc., etc. Ao contrário do que você pode pensar, eles não estão brincando de fazer jornalismo, Marcus. Estão apenas relatando fatos.

      Se você tivesse observado o AppleMania por mais tempo, talvez notasse que o que o site faz é uma coleta de artigos que expressam a visão dos fatos pela ótica do mundo Apple. Ou seja, o site está mostrando o lado que geralmente não convém aos outros mostrar, pois publicar manchetes malhando a Apple atrai mais cliques (e, por conseguinte, mais receita com publicidade) do que ater-se aos fatos não tão “interessantes” que explicam o porquê das coisas.

      No caso do relatório do Consumer Reports, o fato é que ele publicou duas coisas: (1) que teria conseguido comprovar o defeito na antena do iPhone 4 e (2) o iPhone 4 é simplesmente o melhor smartphone do mercado. O detalhe é que a grande maioria da mídia papaclique preferiu dar mais destaque a um fato do que a outro, pois o que não é bombástico, trágico, depreciativo e comovente não dá ibope. A mim parece óbvio qual é a intenção do AppleMania: mostrar o outro lado da moeda que não interessa aos outros.

      Então, não vejo absolutamente razão para o AppleMania ser um maria-vai-com-as-outras e publicar o que todo mundo já publicou. Não posso falar pelo editor, mas tenho certeza de que ele não quer ser só mais um.

      Portanto, sua crítica de parcialidade do site é vazia e não se sustenta em fatos. Sugiro observar mais.

      Um abraço!

      • Marcus disse:

        A parcialidade não está nos veículos de imprensa citados. Está sim, na seleção cuidadosa de matérias feita pelo Applemania. Só são selecionadas matérias que (a) elogiem os produtos da Apple; (b) desculpem, minimizem ou neguem os problemas nos produtos da Apple; (c) ataquem os concorrentes da Apple.

        Isso não é imparcialidade.

        Vocês não expressam a “ótica do mundo Apple“. Expressam a ótica da Apple, o que é bem diferente.

        A MacWorld, também voltada ao “mundo Apple”, noticiou com destaque e de forma imparcial todos os problemas que a Apple tem enfrentado atualmente, como a resenha da Consumer Reports, a queda das ações da empresa, e o apagamento de tópicos críticos no fórum oficial.

        Eles são imparciais. O site de vocês, infelizmente, está atuando como advogado da empresa. E quem se informa apenas por ele não fica suficientemente bem informado sobre a situação atual.

        • Johnny Bravo disse:

          A MacWorld, também voltada ao “mundo Apple”, noticiou com destaque e de forma imparcial todos os problemas que a Apple tem enfrentado atualmente, como a resenha da Consumer Reports, a queda das ações da empresa, e o apagamento de tópicos críticos no fórum oficial.

          Há uma diferença fundamental entre o Macworld e o AppleMania: um é de propriedade de um grupo editorial bem financiado que tem dúzias de redatores à disposição para escrever dezenas de artigos por dia. O outro é tocado por uma só pessoa que tem mais despesas do que receitas para manter o site e que só ainda o faz por amor ao que faz.

          Qual você acha que tem mais condições de cobrir mais assuntos?

          Então, como o Victor muito bem apontou, você foi e continua sendo precipitado. Continua não observando direito antes de palpitar. Chegou agora e acha que já viu tudo.

          Se é humanamente impossível para o editor do AppleMania cobrir tudo que se passa ao mesmo tempo (caso em que ele teria que se tornar escravo do site), ele tem que ser seletivo. Ele fez sua opção: mostrar um lado da moeda que costuma ser ignorado pelo resto da mídia. A escolha dele deve ser respeitada. Quem não gosta, que simplesmente não leia. Simples assim.

        • Knux disse:

          Meu amigo, se queria imparcialidade, não deveria ter vindo ao APPLEMania. Ao menos a política editorial do site é clara desde o nome, sabemos o que vamos encontrar aqui e não vejo nenhum problema nisso.

          Pelo menos o debate aqui é sadio e não há nenhum tipo de censura de opinião, como ocorre em muitos sites “isentos” por aí (esses que, quando você olha nos detalhes, percebe que são patrocinados por algumas empresas que não podem ser criticadas).

          Se quer uma imparcialidade declarada, talvez devesse procurar outro portal… Procure pelo, sei lá, ComputadoresMania.

        • Roberto disse:

          Marcus,

          Concordo com seus dois comentarios. Se pegarmos todo o historico de posts, sim o site posta noticias cuidadosamente pró-apple e contra os concorrentes.

          Mas como foi dito, essa é a clara politica editorial do AppleMania.

          Imagine o Applemania como um pais onde o editor é seu ditador. É claro que as notícias vao falar coisas boas, ocultar as coisas ruins e atacar o que vai contra essa ideologia. A unica coisa que o site nao faz é censurar ou “fuzilar” quem comenta contra.

          A diferença é que como você e outros leitores, sao livres de ir e vir a outros sites para se informar e comentar aqui as coisas que “governo autoritarista” do “país” Applemania tende a ocultar.

          Mas ao menos o Applemania é capitalista, pois descobriu que sendo parcial, traz bem mais visitas e cliques, gerando assim renda ao editores. Fazendo o mesmo jogo que o Dvorak faz, só que tomando partido pela Apple.

          Leio o site desde sua criação, e no seu inicio era bem mais ponderado, acho que depois de experimentar uns posts mais parciais, o editor viu que isso atraia mais cliques e seguiu na formula. $$

          O ironico disso tudo é que eu mesmo sou atraido pelos posts parciais, mas vou direto nos comentarios pra ver a relaçao alheia e as vezes comentar.

          Não concordo com muitos comentaristas daqui, mas eles tem direito de expressar suas opinioes como estou aqui expressando a minha. Só pega mal quando partem para ataques pessoais, como, “não leu”, “não entende portugues?”, “topeira quatrolhudas”, “, sim ?”. Esse tipo de comentário quando leio imagino o Kiko do Chaves falando. heheh.

          Fora isso o nivel é bom. Continuem comentando.

    • Roberto disse:

      Fala Marcus.

      Você é novo por aqui?
      Bom, imparcialidade pode não ser o forte do applemania, mas os comentários rendem ótimas discussões. É por isso que venho aqui, só pelos comentarios.

      Se queres ler algo imparcial, podes clicar nos links que rolam no alto da página, mas aviso, a maioria deles é de outros sites.

      A recomendação de clicar nos links rolantes veio de um outro comentarista que me criticou quando fiz um comentario similar ao seu, citando o caso do iPhone perdido pelo funcionario. Noticia que foi “esquecida” pelo applemania, salvo é claro por outras fontes de noticias ao redor do mundo que tem seus links publicados no alto da página.

      Mas, como disse, venho só pelos comentarios.

      • Johnny Bravo disse:

        Noticia que foi “esquecida” pelo applemania

        Não sei porque você insiste em bater nessa tecla. Se o AppleMania tivesse “esquecido” alguma coisa, nem nas manchetes rolantes ela teria sido inclusa, não acha?

        É cada uma… 🙁

    • Wesley disse:

      Eu concordo. Somente aqui tudo da Apple é maravilhoso e perfeito. Nos demais sites (inclusive muitos pró-Apple) o fiasco da antena do iPhone é evidente e problemático.

      E isso sem incluir CNN, PCWorld, BusinessWeek, Fortune e outros sites conhecidos com análises e informações idôneas

      http://tech.fortune.cnn.com/2010/07/13/iphone-4-the-consumer-reports-fiasco/

      http://www.businessweek.com/news/2010-07-13/apple-falls-after-consumer-reports-won-t-back-iphone.html

      http://www.pcworld.com/article/200954/apples_arrogance_and_the_iphone_4_antenna_debacle.html

      http://www.cultofmac.com/pr-experts-iphone-4-hardware-recall-is-inevitable/50565

      http://www.pcworld.com/article/168518/dear_apple_my_iphone_is_a_lemon.html

      http://www.cnn.com/2010/TECH/mobile/07/13/iphone.4.duct.tape/index.html

      E o pior é que a Apple agora está censurando a notícia do CR no seu fórum, algo que nem a Microsoft fez com o fiasco do Vista:
      http://www.pcworld.com/article/200983/apple_forum_police_erase_consumer_reports_threads.html

      Cada dia que passa, a situação se agrava, pois a Apple não mostra fazer nada para resolver definitivamente essa questão.

      • Johnny Bravo disse:

        Cada dia que passa, a situação se agrava, pois a Apple não mostra fazer nada para resolver definitivamente essa questão.

        O fato de você não ver o que a Apple está fazendo não significa que não esteja fazendo nada (especialmente sabendo que suas ações caíram hoje depois do relatório da CR). Do contrário, teríamos que supor que ela só faz o que você vê e, se não vê, é porque não faz.

        Que tal dar mais tempo ao tempo e observar o desenrolar dos fatos antes de fazer seus comentários precipitados? Afinal, como diz o velho ditado, até um completo idiota parece sábio quando fica de boca fechada. 😉

        • Knux disse:

          De fato, prevejo um recall.

          Talvez não um recall do naipe da Toyota, mas aceitar trocar os aparelhos defeituosos (já que esse problema não parece afetar todo mundo).

          Não espere ver o 4 no Brasil tão cedo, acho que o lançamento nos “demais países” deve demorar um pouco.

        • Wesley disse:

          Comentários precipitados? O problema da antena vem desde o lançamento dela, não há nenhuma solução oficial até agora, e todos os sites de tecnologia reclamam disso. Não sou eu quem está sendo precipitado: é você que está ignorando os fatos.

          Eu posso dar o tempo que você quiser, mas enquanto a Apple não solucionar definitivamente o problema, a imagem dela de fazer produtos excelentes e ter um foco total no consumidor vai sendo questionada aos poucos. E ela só tem a perder com isso.

          Ela pode ter contratado mil engenheiros da NASA para resolver a questão, mas enquanto o problema continua e ela permanece muda em relação à solução final, ela só perde com isso.

          • Johnny Bravo disse:

            Wesley, não entendo esse problema que você tem de entender o que lhe é dito.

            Por favor, releia meu comentário anterior. Se o fizer com calma, atenção e SEM PRECIPITAÇÕES, talvez consiga perceber que a precipitação a que me referi foi sobre você ter dito que a Apple não está fazendo nada, e não sobre o iPhone 4 ter ou não um problema.

            Entendeu agora?

  4.  

 

Copyright © 2007-2010 AppleMania.info. Todos os direitos reservados.
A correta visualização deste site requer navegador compatível com os mais elevados padrões da Internet e está assegurada com os navegadores
Apple Safari, Google Chrome, Mozilla Firefox, Mozilla SeaMonkey, KDE Konqueror e Opera em resolução mínima de 1024 x 768.